Como saber se ela gosta de você através de texto

VAGAS PARA MESA DE PATHFINDER 2E, SESSÃO 0 DIA 9 ÀS 14:00 DO HORÁRIO DE BRASÍLIA. (INICIANTES SÃO BEM VINDOS!)

2020.10.06 04:57 ChalckG VAGAS PARA MESA DE PATHFINDER 2E, SESSÃO 0 DIA 9 ÀS 14:00 DO HORÁRIO DE BRASÍLIA. (INICIANTES SÃO BEM VINDOS!)

Olá, meu nome é Felipe mas o pessoal me conhece mais como "Felps", faço o papel de mestre em uma mesa de Pf2e desde Março e venho convidar vocês para a minha nova campanha. Para que não fique um texto muito extenso irei separar por tópicos: (No final de contas ficou extenso do mesmo jeito kkkkkkk)

Sobre a Mesa:

— Vai ser por voz via Discord. A Mesa é no Roll20.

— São duas vagas disponíveis e pode chamar o amiguinho pra jogar junto, sim. Obviamente que se já tiver uma vaga preenchida infelizmente não vai dar. :p

— Tem 3 jogadores que jogam comigo há alguns meses, a gente já é bem entrosado então quando vocês entrarem vai ser tipo dois D'Artagnan entrando pros três mosqueteiros pra formar os Power Rangers kkkkkk. Mas não se preocupe, nós gostamos de novas companhias agradáveis. :)

— Nossas sessões de jogo começam às 14:00 de sábado e duram geralmente entre 3 a 5 horas, dependendo da disponibilidade.

— Embora nossas aventuras não sejam focadas na comédia a gente costuma ter sessões bem-humoradas e rimos bastante.

— Um dos meus players criou um kanka.io , que é basicamente um site de registros de aventuras que vamos usar para anotar NPCs e acontecimentos. Para incentiva-los a contribuir, recompensas serão dadas para quem colaborar. Então se você é um tipo de pessoa gosta de fazer registros ou gosta de colaborar nesse tipo de coisa, sinta-se convidado a participar. :)


Sobre o Enredo do Jogo: (Essa parte aqui é grandinha, admito :p)

— Vocês começam no nível 6.

— A faixa etária é 14 anos. (Não que eu vá te impedir de jogar caso você tenha 13, é só pra você ter uma noção do mood geral da mesa)

— A proposta é vocês interpretarem membros jovens aspirantes (18-35 anos que podem ser em idade mental também) de "Famílias de Serviço" que se encontram na região de Taldor. Famílias de Serviços são casas familiares um degrau abaixo das casas nobres e que, como o nome já diz, fazem serviços que são requisitados pelas casas mais nobres. Por exemplo, existem Famílias especializadas em guerra, magia, druidismo, investigação etc. Essas casa são muito diversas entre si e tem pessoas de praticamente todas as origens e tipos. (que é a minha desculpazinha pra eu não ter que proibir raças ou classes que não são comuns em Taldor :p )

— A sociedade Taldoriana em geral gira muito em volta do Renome e Prestígio, dentre as Famílias de Serviço existe uma das raras casas que conseguiram ganhar tanto prestígio que alcançaram o status de Casa Nobre chamada Gouden Leeuwenmanen, ou só Gouden. Essa casa não ganhou seu status atoa, tanto é que eles prejudicaram a sua casa de alguma forma para conseguir isso, seja através de sabotagem, traição ou até denuncias de fraudes cometidas por sua casa. Mas os Gouden são tão influentes e poderosos que sua casa não foi páreo para confrontar ela, até agora...

— Existe um boato circulando há alguns meses de que há um suposto bastardo dos Gouden que já foi da Sociedade Pathfinder, se esse boato fosse confirmado seria uma tragédia para o prestígio da "imaculada" casa dos Gouden. Pensando nisso, dois irmãos Gouden apreensivos contrataram algumas casas de serviço mandando-lhes escolherem representantes para pegar o Bastardo na cidade de Carpenden, atravessar a Floresta Viridante e finalmente chegar em Cassomir.

— Obviamente tudo tem um preço, a casa Gouden prometeu que se a missão fosse um sucesso e tudo ocorre-se na discrição, a nobilíssima casa usaria seu direito concedido por lei e elevaria a casa de vocês a tão sonhada nobreza. Uma proposta irrecusável.

— Pelo o que foi dito para vocês, os interessados em achar o Bastardo seriam irmãos que sentem muito sua falta, aparentemente eles não tem intenções maldosas contra ele e tentarão de tudo para protege-lo ou esconde-lo, caso necessário.

— Apesar da proposta ter casas, intrigas e renomes, não venham pra mesa pensando que vai ser um "Game of Thrones", pensa que é mais provável ser um "Monty Python" misturado com "Ursupadora" mas isso vai depender dos jogadores kkkkk.

— Eu ia agora falar sobre o sistema de reputação, mas tô vendo que já me estendi demais e talvez o pessoal já tenha perdido o interesse, então vou deixar pra sessão 0 mesmo. :p


Se você leu até aqui, parabéns! Caso você tenha tido interesse na proposta, por favor, contate-me em meu Discord: KlarkashTon#5771

Edit: Na real me mandem convite de amizade pra eu saber que vocês estão interessados :)

Tenham um bom dia e boas aventuras! :D
submitted by ChalckG to rpg_brasil [link] [comments]


2020.07.08 14:56 xDark0x Levei um fora da minha ex que ainda amo

Olá! Então, é minha primeira vez aqui escrevendo, e estou um pouco nervosa pois nunca fiz isso antes, tenho dificuldades em falar sobre o que sinto e tal, mas chegou à um ponto em que realmente preciso desabafar. Vou explicar tudo com datas pra ficar mais fácil. Ultimamente venho passado por uma série de eventos os quais me deixaram muito mal. Tenho uma ex namorada, a primeira e única com quem me comprometi até hoje (tenho 18 anos), em março de 2018 conheci ela através de uma amiga e desde então nos demos muito bem. Desde que a conheci já despertou um interesse e sentimento em mim. Tínhamos várias coisas em comum, gostos musicais, forma de ver o mundo e afins. Logo nos tornamos muito próximas, confiavamos tudo uma na outra e após uma jogada de charme aqui, umas coisinhas românticas ali (kkk) Consegui conquista-la. Isso em junho. Namoramos por 6 meses, muito felizes, mas devido uma interferência da família dela, que ficou sabendo de nós duas por intermédio de uma professora do colégio que conhece a mãe dela, (fdp fofoqueira) tivemos que nos separar. A mãe dela me contatou e com base em ameaças de contar à minha família, me fez confessar nosso relacionamento. Depois que o sangue esfriou e fiquei "mais calma", me senti muito mal, pois senti que à traí, me senti mal por acreditar na mãe dela (que considerando a pessoa que é não merece confiança) que disse não fazer nada com ela se eu falasse tudo. Paramos de nos falar, e como já era dezembro, estavamos de férias e não nos víamos (só tínhamos oportunidade de nos ver na escola). Só no ano seguinte, no primeiro dia de aula consegui contata-la e descobri da forma mais dolorosa possível que não sentia mais nada por mim e me odiava pelo que fiz. Me senti péssima, por ainda à amar e pela situação em si, que não saía da minha cabeça. Tivemos só essa conversa e depois nos distanciamos novamente (por escolha dela). Lá pra junho do ano passado, ela começou a dar sinais de querer voltar a falar comigo, depois de longas conversas sobre esse assunto, finalmente nos entendemos, mas não totalmente da forma como gostaria. Ela disse novamente não me amar mais. Foi doloroso, mesmo já tendo ouvido-a dizer antes. Ela estava passando por momentos terríveis com a família. Não é uma pessoa tão fácil de lidar (a criação ajudou um pouco nisso), então falar com ela naquela época foi bem complicado. Queria ajudá-la mas ela não permitia que eu o fizesse. Arduamente fui conquistando a confiança dela, até que desabafava comigo e eu tentava ajudar da forma como podia. Aos poucos ela foi melhorando e fomos resgatando a amizade e por ainda nutrir sentimentos românticos por ela, as vezes dava umas cantadinhas bobas, mas as vezes sérias também (Claro que não no momento que ela estava fragilizada, mas sim nos de descontração, para deixar bem claro). Em setembro nos aproximamos mais e finalmente consegui com que ela demonstrasse gostar de mim da mesma forma que eu dela. Pouco tempo depois a família novamente descobriu a gente, da mesma forma que da outra vez, mas dessa, eu estava de certa forma mais forte. Bom, consegui conversar com a mãe dela sem demonstrar medo pelo menos. Chegamos à conclusão de que realmente não dava pra ficarmos próximas na escola. e em meio à isso tudo, pedi ela em namoro pela segunda vez. Dessa, não mantinhamos o contato de antes, muito raramente ficávamos juntas, já que ela era de outra turma. mas passando o tempo começamos à relaxar um pouquinho e passar ainda mais tempo juntas, sempre que podíamos, porém com mais cautela. Dessa vez, durou 2 meses e meio, de outubro à metade de janeiro. Ela terminou comigo de novo, não por deixar de sentir, mas eu estava passando por questões pessoais (que até hoje estou lidando, e que me incomoda bastante falar). Como ela além de namorada era minha melhor amiga, falei com ela por mensagem sobre o assunto, e depois de conversar, de um dia inteiro completamente estranho e nós indiferentes, eu por me sentir mal por estar daquele jeito, ela acredito que por não estar acreditando e por lamentar a situação, no fim do dia ela terminou tudo. Foi terrível pra mim, confesso que fiquei com raiva de certa forma, pois queria ela do meu lado para enfrentar aquilo, eu estava apavorada sem saber o que se passava direito na minha cabeça. Mas no fundo, por trás de tanto sentimento ruim, entendia que era direito dela. Era total direito dela decidir onde ficar e até onde pode aguentar também, nunca foi uma relação fácil, e não posso exigir de alguém o que eu faria dentro da relação sendo que somos pessoas diferentes. Ainda mantinhamos contato, mas de forma meio estranha, até que ela começou a demorar muito para responder e por fim, sumir por dois meses. No aniversário dela em maio, fiz um pdf com várias mensagens e desenhos (felizmente sou boa com desenhos) e mandei para o email dela, isso sem muita pretenção, apenas como forma de carinho. Depois de 7 dias me respondeu pedindo desculpas por não ter visto já que não olhava o email (algo totalmente válido pois também não olho hehe) e dizendo que se eu quisesse voltar a manter contato que gostaria. Voltamos a nos falar por outra rede, diferente da que nos falávamos antes, e foi tudo muito bem, ainda demorava para responder, mas não posso cobrar já que deve ter as ocupações dela, assim como tenho as minhas. Embora sempre dê aquele desapontamento e dúvida sobre ser "importante" ou não kkk. E à partir de agora voltamos ao que está acontecendo atualmente. (Estou resumindo o máximo que posso pra não ficar maior do que já está.) Há umas três semanas, em uma conversa casual ela perguntou brincando se eu ainda sentia o mesmo por ela, e eu muito envergonhada disse que sim. No outro dia, acordo com um texto dela (ela gosta muito de escrever) falando sobre amor, sobre estar apaixonada por alguém que sempre atrai ela de volta e por isso quer manter em segredo. Automaticamente me animei e fiquei profundamente feliz, "ela ainda me ama!" Pensei. E dessa vez sem eu mesma ter que correr atrás. Escrevi algo respondendo à ela e mandei uma letra de música que gostava muito pra que ela ouvisse. Ela disse que escreveu aquilo aleatoriamente, mas sabe quando você vê que a verdade não é aquilo que a pessoa diz? Enfim. Foram assim as últimas três semanas, com textos românticos que se encaixam perfeitamente na nossa história, respostas minhas, e mais textos que também mandava pra ela. Ela sempre respondia dizendo que ficaram muito bonitas as coisas que escrevi, e era o mesmo que eu dizia para os dela, obviamente direcionados para uma pessoa, mas que por conta da primeira fala dela de querer "manter em segredo" eu não entrava em detalhes, embora estivesse crente de que eram para mim. Textinho vai textinho vem, perguntei se o que ela escrevia era para alguém (Isso já confiante de mim, mas queria que "confessasse") depois de enrolar um pouco para falar, acabou dizendo e era o nome de outra garota :) Fiquei sem entender nada, não sabia como reagir. Me senti uma idiota por ter imaginado que era pra mim e ao mesmo não entendia como aquilo encaixava tanto em nós e em outra situação. Não conheço a menina, mas aparentemente não à corresponde, enfim. Me senti tão mal, principalmente por ter pensado que as coisas eram pra mim e ter descoberto de uma forma tão brusca. Fui conversar com ela para tentar esclarecer tudo e foi até bem rude ao responder. Disse que não via mais futuro em nós e não queria mais a confusão que era "estar comigo". Isso aconteceu ontem, e até agora não sai da minha cabeça. Dormi pensando nisso da mesma forma que acordei hoje e foi a primeira coisa que veio à cabeça. Não é a primeira vez que acontece situações que me deixam assim, em relação à ela. As vezes parece que estamos em um looping infinito sabe? Pois sempre passamos pelos mesmos momentos, desde os complicados, aos de investidas minhas e a "volta do amor" dela, que é algo que me deixa com muitas dúvidas por dentro, pois poxa, que amor é esse que eu preciso ir atrás? E sinceramente, isso me deixa com tantos questionamentos e angústias, eu realmente à amo, e me sinto uma idiota por isso. Eu odeio me sentir dessa forma sabe? As vezes odeio ser dessa forma. Me sinto idiota por ser tão intensa em ralação aos sentimentos, principalmente numa época em que isso é pouco levado em conta por muita gente. Ocorre um misto de emoções, angústia, tristeza... Por tudo que já aconteceu e pelo que estou sentindo agora. Tenho dúvidas reais sobre nosso fututo, não sei o que pode acontecer conosco, se podemos ficar juntas, ou se realmente estamos fadadas à seguir caminhos diferentes; e isso é uma das coisas que mais me apavora, não saber o que irá acontecer, se esse sentimento por ela vale realmente a pena ou estou apenas perdendo tempo em minha vida, numa coisa que não terá fundamento. Me sinto afogada nesse misto de sensações, sentimentos de amor e tristeza que não sei como fazer passar.
Não sei se alguém vai ler até o final porque realmente ficou enorme kkk, mas de qualquer forma já vale o desabafo. Não tenho ninguém para falar sobre isso
submitted by xDark0x to desabafos [link] [comments]


2020.05.16 04:43 altovaliriano Os Fantoches de Gelo e Fogo (Parte 1)

Texto em inglês: https://asoiaf.westeros.org/index.php?/topic/134726-the-puppets-of-ice-and-fire/
Author: KingMonkey
-----------------------------------------
– Você não é alta demais – Dunk replicou. – Você tem a altura certa para... – Percebeu o que estava prestes a dizer e corou furiosamente.
– Para? – perguntou Tanselle, inclinando a cabeça de modo inquisidor.
– Fantoches – ele completou sem convicção.
(O Cavaleiro Andante)
O fantoche em questão é o pobre e apaixonado Dunk. Duncan, o Pateta, Dunk, o Alto, cabeça-dura como uma muralha do castelo, um homem simples ao redor do qual grandes eventos giram. Não é por algo que Dunk faz que rebeliões florescem e se espalham, ou que os príncipes morrem ou se tornam reis aonde quer que ele vá. Ele não faz essas coisas acontecerem, embora ele seja o meio pelas quais elas acontecem. Ele dança enquanto o destino puxa suas cordas de marionetes para um lado e para o outro. Ele é o Bobo do Destino.
As histórias de Dunk e Egg funcionam como uma espécie de microcosmo do mundo do fogo e do gelo; vinhetas que informam e dão informações. Eles são um modo de GRRM poder explorar seu mundo paralelamente, espelhando, mas não interferindo no enredo dos livros principais. Se Dunk é um fantoche, todos os ‘jogadores’ das Crônicas também são? É um espetáculo de pantomimeiro, GRRM gosta muito de nos lembrar. Talvez ele esteja nos dizendo mais do que pensamos.
O que segue abaixo não é tanto uma teoria; mais uma observação. Existe um padrão de eventos que podem ser encontrados repetidos em ASOIAF e, o que quer que isso signifique, parece estar conectado aos mistérios principais da saga. Eu suspeito que efetivamente é o mistério principal da saga.
Esses ecos podem ser um dispositivo puramente literário, um uso de paralelismo para reunir idéias compartilhadas. Pode ser algo um pouco maior. Um ritual em que as pessoas se deparam, mais ou menos acidentalmente, mais ou menos conscientemente. Ou pode ser um desses eventos criados pelas ondulações mágicas no rio do tempo, que fazem com que eventos se repitam como ecos antes e depois. Ou talvez seja uma história, desesperada para ser contada, vazando nas narrativas de muitos personagens e moldando as histórias deles a sua imagem e semelhança. Talvez seja uma mistura disto tudo.
Cada vez que vemos esses eventos ecoarem, alguns detalhes são compartilhados e outros são alterados. É como se a história estivesse lutando para ser realizada, mas o ritual nunca é realmente cumprido. Entre as lutas pessoais dos personagens que lemos, há uma luta maior que eles estão lutando sem saber. Um destino que puxa suas cordas de marionetes e os faz dançar ao som da canção de gelo e fogo.
Tudo parecia tão familiar, como um espetáculo de pantomimeiros que ele já vira antes. Só que os pantomimeiros haviam mudado.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Tudo começa com a Torre da Alegria. A linguagem que Martin usa no sonho de Eddard é diferente de quase tudo que há nos livros. É um sonho, com certeza, mas há mais do que isso. A linguagem é ricamente poética de uma maneira que Martin raramente emprega, e o diálogo é altamente antinatural e ritualístico. Tudo na maneira como está escrito grita que é altamente importante para o leitor.
A cena da Torre da Alegria é apresentada a nós como um mistério e parece ter uma conexão com o subjacente tema central de fogo e gelo. As pessoas gastam muito tempo tentando analisar essa cena vital da Torre da Alegria, mas geralmente perdem um ponto importante: os eventos na Torre da Alegria não são únicos.
Ao longo do texto, há vários ecos da Torre da Alegria, cenas que à primeira vista não parecem relacionadas, mas compartilham uma conexão às vezes muito clara. Quando começamos a procurar qualquer padrão, é inevitável encontrá-los em todos os lugares. Encontrar padrões e paralelos é o truque favorito do cérebro. Por esse motivo, peço cautela com o que você está prestes a ler. Mas acho que você concordará que pelo menos a maior parte disso é real, porque se encaixa um pouco bem demais para não ser.
Não sou a primeira pessoa a notar pelo menos alguns desses ecos. Muitas pessoas já examinaram as idéias discutidas aqui antes. Nem tudo é de forma alguma novo, mas se alguém já juntou tudo isso antes, eu nunca vi. É algo que vale a pena fazer, porque ajuda a contextualizar muitas idéias e teorias diferentes,
O primeiro desses ecos acontece logo após o sonho de Ned Stark e é fácil de entender, porque o próprio Ned percebe que é um eco.

Os quatro grandes

1 - A Fortaleza de Maegor
Os aposentos reais ficavam na Fortaleza de Maegor, um maciço e quadrado forte que se aninhava no coração da Fortaleza Vermelha por trás de muralhas com três metros e meio de espessura e um fosso seco coberto de espigões de ferro, um castelo dentro do castelo. Sor Boros Blount guardava a extremidade mais afastada da ponte, com a armadura de aço branco que o fazia parecer um fantasma à luz da lua. Lá dentro, Ned passou por dois outros cavaleiros da Guarda Real: Sor Preston Greenfield estava ao fundo das escadas, e Sor Barristan Selmy esperava à porta do quarto do rei. Três homens de manto branco, pensou, recordando, e sentiu-se atravessado por um estranho frio.
(AGOT, Eddard XIII)
A coisa mais importante sobre esse eco é que o GRRM nos diz que está lá. O frio de Ned ao ver a conexão em si convida o leitor a reconhecer esse eco e procurar mais. Pouco depois de ter seu sonho, Ned entra em uma torre guardada por três guarda-reis, para ver um ente querido moribundo (Robert é "mais próximo que um irmão"). Existem mais conexões do que aquelas quando olhamos mais de perto.
Sete pessoas foram citadas fora os três guardas reais e o "irmão" moribundo: Ned: Cayn, Tomard, Cersei, Pycelle, Varys e Renly. Sete e três, como no sonho. Ned exige saber onde estava a Guarda Real quando os eventos que àquele momento aconteceram ("Onde estava Sor Barristan e a Guarda Real?" vs. "eu me pergunto onde estariam"). O quarto cheira a sangue. Ned faz uma promessa. Estes são todos os elementos compartilhados com a sequência Torre da Alegria. GRRM nos diz o seguinte: “Prometa-me, Ned, disse a voz de Lyanna num eco".
Existem outros elementos compartilhados também? Não sabemos tudo o que aconteceu no Torre da Alegria, então talvez alguns desses eventos desconhecidos também ecoem aqui. Robert fala com Ned sobre seus preparativos para o funeral, como Lyanna fez também. Ele até decide preservar a vida de uma criança Targaryen, parente de Rhaegar. As últimas palavras de Roberts são "Tome conta dos meus filhos por mim". As palavras de Lyanna poderiam muito bem ter sido bastante parecidas.
2 - O sonho de Cersei
Sonhou um sonho antigo, sobre três garotas com manto marrom, uma velha encarquilhada e uma tenda que cheirava a morte.
Sonhava um sonho antigo: três garotas de mantos marrons, uma velha rabugenta e uma barraca que cheirava a morte.
(AFFC, Cersei VIII)
O sonho de Cersei, onde ela se lembra de sua visita a Maggy, a Rã, parece ter pouca conexão com a Torre da Alegria, mas reproduz grande parte da linguagem do sonho de Ned. Temos que olhar um pouco mais de perto para ver os paralelos.
Cersei e suas duas companheiras fazem três. Elas não são guardas-reais, mas estão usando mantos. Em uma estranha inversão da Torre da Alegria, as três são quem tentam entrar, em vez dos que estão vigiando. Ficamos "No sonho, os pavilhões eram sombreados, e os cavaleiros e servos por quem passavam eram feitos de névoa", obviamente remanescente dos de Ned. "No sonho, os pavilhões encontravam-se cobertos de sombras, e os cavaleiros e criados por que passavam eram feitos de neblina".
Não há torre aqui, eles entram em uma tenda. Há alguém deitado na cama naquela barraca, mas é uma maegi, e não uma garota moribunda, embora a barraca cheire a morte. Como na Torre da Alegria, há quatro perguntas e há sangue. Recebemos um eco final com "Mas, no sonho, seu rosto se dissolveu, derretendo-se em fios de névoa cinzenta até que tudo o que restou foram dois olhos vesgos e amarelos, os olhos da morte", em comparação com o sonho da Torre da Alegria, "Uma tempestade de pétalas de rosa soprou através de um céu riscado de sangue, azul como os olhos da morte."
Há tantos detalhes diferentes aqui que é o eco fica distante, mas óbvio. Pode nos dizer algo mais sobre o original. As perguntas de Cersei são sobre os filhos que ela acredita que terá com Rhaegar. Embora ela seja uma das três, Cersei é um tipo de substituto para Lyanna. Lyanna roubou dois reis de Cersei, e isso faz de Cersei uma espécie de Lyanna mal-sucedida. Talvez então esse eco, apesar da linguagem obviamente semelhante, seja um exemplo de uma falha desse ritual, ou ciclo de eventos, ainda em desdobramento.
3 - A batalha no bordel
Outro desses ecos ocorre antes mesmo de chegarmos ao sonho de Ned, tornando-o particularmente difícil de identificar (o crédito vai para Pretty Pig, acredito, por achar esse).
Em A Guerra dos Tronos, cap. 35, Ned Stark visita um bordel. Enquanto estava lá, Ned prometeu a uma garota que seu filho bastardo não ficaria desamparado, ela sorriu um sorriso que "lhe destroçara o coração", e seus pensamentos voltaram-se para Lyanna, depois para Jon e depois para Rhaegar. Este é um paralelo óbvio ao encontro de Ned com Lyanna, mas o paralelo da Torre da Alegria está longe de terminar por aqui. Depois de deixar o bordel, Eddard é abordado por Jaime, e a cena é bastante familiar.
As conexões aqui precisam de um pouco mais de concentração, mas a primeira é bem clara. Jaime veio exigir o retorno de seu irmão, que foi sequestrado enquanto viajava perto de Harrenhal. Ned foi a Torre da Alegria para exigir o retorno de sua irmã, que foi seqüestrado enquanto viajava perto de Harrenhal.
Existem outros links também. Os oponentes de Ned estão encobertos, embora sejam mais escarlates do que brancos. Os homens de Ned estão a cavalo, mas as pessoas contra quem ele luta estão a pé, na vida como era em seu sonho. Há um Lannister (Jaime) que não está a pé, como se quisesse chamar a atenção para o seu cavalo, que é mencionado várias vezes. O cavalo é um "garanhão baio puro-sangue" ou, em outras palavras, um garanhão vermelho, como o "grande garanhão vermelho" de Lorde Dustin, o único cavalo descrito no sonho da Torre da Alegria.
Nós temos “os homens de Ned tinham puxado as espadas, mas eram três contra vinte" aqui, como " Os espectros de Ned puseram-se ao seu lado, com espadas fantasmagóricas nas mãos. Eram sete contra três". Se você tem alguma dúvida em ralação à discrepância nos números, pergunte-se por que o GRRM optou fazer com que Ned visse a luta em termos de vinte contra três, quando, na verdade, havia quatro homens lá. Ned esqueceu de se contar.
Temos "fantasmas em mantos vermelhos", que soam familiares em razão da referências a sombras / névoa / espectros que vemos no sonho da Torre da Alegria e de Cersei. Ned é acompanhado por Jory Cassel aqui, como foi acompanhado pelo pai de Jory na torre. Oito homens morreram na luta, exatamente como na Torre da Alegria.
4 - A Tenda da Alegria, os Dançarinos de gelo e fogo
Como você tem uma Guarda Real se não for um rei? Se você é um khal, em vez disso, você tem companheiros de sangue e Drogo tinha três. Cohollo, Qotho e Haggo encontram seu fim lutando fora de uma barraca; lá dentro, alguém está morrendo de febre. Os paralelos aqui são muitos e os eventos claramente mágicos por natureza.
No capítulo 64 de A Guerra dos Tronos, podemos estar diante do evento original que ecoou para trás e para a frente no tempo, ou da realização que mais chegou perto do ritual que o destino demanda que seja realizado, ou de um negativo sombrio do Torre da Alegria.
Os três Companheiros de Sangue são reflexos sombrios dos três guardas reais na Torre da Alegria. Cohollo, lembremos, é um homem velho. Como o "velho Sor Gerold Hightower", temos o "velho Cohollo". Qotho é temível com o arakh, como Dayne era um temível com a espada: "Qotho dançou para trás, fazendo girar o arakh por cima da cabeça num borrão cintilante, rilhando como um relâmpago, quando o cavaleiro arremeteu numa investida. Sor Jorah fez a melhor parada que foi capaz, mas os golpes sucediam-se tão depressa que parecia a Dany que Qotho tinha quatro arakhs em outras tantas mãos" (AGOT, Daenerys VIII). Dayne "tinha um sorriso triste nos lábios", enquanto "os lábios de Qotho mostraram seus dentes tortos e escuros numa terrível caricatura de sorriso". A luta no Torre da Alegria começa quando Dayne puxa sua espada. A luta na tenda quando Qotho puxa seu arakh. A espada de Dayne está "viva de luz". O Arakh de Qotho era um “borrão cintilante, brilhando como um relâmpago”.
Diante dos três estão sete: Jhogo, Aggo, Jorah, Rakharo, Dany, Quaro e Mirri Maz Duur. Apenas seis mortes ocorreram na barraca: Rhaego, Cohollo, Qotho, Quaro, Haggo e o cavalo de Drogo, mas houve mais duas mortes temporariamente suspensas, Mirri Maz Duur e Drogo, para compor as oito:
[Daenerys]: Diga-me lá outra vez o que salvou.
– A sua vida.
Mirri Maz Duur soltou uma gargalhada cruel.
– Olhe para o seu khal e veja de que serve a vida quando todo o resto desapareceu.
(AGOT, Daenerys IX)
Dany recusa a sugestão de Jorah de fugir para Asshai, como os três guarda reais não fogem. Lorde Dustin tinha um "grande garanhão vermelho" na Torre da Alegria. O "grande garanhão vermelho" de Drogo é sacrificado na barraca.
Na Torre da Alegria, "Ned colocara depois a torre abaixo, e usara suas pedras sangrentas para construir oito montes sepulcrais no topo daquela colina.". A tenda de "sedareia salpicada de sangue" de Drogo desempenha um papel semelhante. Em sua pira funerária, Dany queima os tesouros de Drogo... e o primeiro item mencionado é sua tenda.
No Torre da Alegria havia um "céu riscado de sangue", na tenda o "céu era de um vermelho ferido".
"Dentro da tenda, as sombras rodopiavam" ecoam na iconografia de sombras que vimos na Torre da Alegria, no sonho de Cersei e na Batalha no Bordel.
Um dos detalhes mais intrigantes e intricados da cena da barraca é: " Dentro da tenda, as formas dançavam, escuras contra a sedareia, rodeando o braseiro e o banho sangrento, e algumas não pareciam humanas. Vislumbrou a sombra de um grande lobo, e outra que era como um homem envolvido em chamas".
O próximo capítulo de Dany começa com seu próprio sonho febril. No sonho, Drogo desaparece com as estrelas, Jorah desvanece, Viserys queima, Dany queima, Rhaego queima e Rhaegar queima. O homem envolto em chamas é um Targaryen, o lobo é obviamente um Stark. Não é exagero dizer que na Torre da Alegria, um grande lobo e um homem de fogo dançaram também.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.05.11 05:03 altovaliriano Jon Snow (Parte 5)

Começo o texto como uma pergunta: se Jon tivesse se oposto à migração dos selvagens para a Dádiva ainda haveria motim? Em outras palavras, eu estou querendo saber se Bowen Marsh ainda tramaria contra Jon apenas com base na execução de Janos Slynt e na deserção para lutar contra os Boltons.
A reposta desta questão é necessária para entender a natureza dos acontecimentos em Castelo Negro a partir do momento em que Janos Slynt é executado. A impressão mais comum é que as decisões impopulares do Lorde Comandante vão contrariando as facções representadas por Bowen Marsh e Othell Yarwyck, até esgotar a paciência deles quando Jon Snow resolve dar batalha a Ramsay Snow.
Porém, isso não é inteiramente verdade. Eu ouso dizer que ainda haveria motim mesmo que Jon acatasse todos os conselhos de Marsh em relação aos selvagens. O problema de Marsh com o novo Lorde Comandante eram pessoais, e se tornaram ainda mais pessoais com a morte de Janos Slynt.
No final de A Tormenta de Espadas, depois de nove turnos de votação, havia apenas sete candidatos ao cargo de Lorde Comandante, mas apenas cinco com número considerável de votos. Bowen Marsh era o quinto colocado, Othell Yarwyck era o quarto. Entretanto, Yarwyck demorou mais tempo do que Marsh para começar a perder votos:
Depois da noite passada, restavam sete. Sor Denys Mallister reunira duzentos e treze penhores, Cotter Pyke, cento e oitenta e sete, Lorde Slynt, setenta e quatro, Othell Yarwyck, sessenta, Bowen Marsh, quarenta e nove, Hobb Três-Dedos, cinco, e Edd Doloroso Tollett, um. Pyp e suas estúpidas brincadeiras. Sam verificou as contagens anteriores. Sor Denys, Cotter Pyke e Bowen Marsh vinham todos perdendo votos desde o terceiro dia e Othell Yarwyck, desde o sexto. Só Lorde Janos Slynt subia, dia após dia após dia.
(ASOS, Samwell IV)
Somente depois da décima votação foi que Marsh resolveu ceder sua candidatura e declarar a apoio a ninguém menos do que Janos Slynt, justificando seu voto a partir da experiência de Slynt à frente dos Capas Douradas em Porto Real:
Foi seguido por Bowen Marsh, que se ergueu comuma mão no ombro de Lorde Slynt. – Irmãos e amigos, peço que meu nome seja retirado desta escolha. O ferimento ainda me causa problemas e temo que a tarefa seja grande demais para mim... mas não para Lorde Janos aqui, que comandou os homens de manto dourado emPorto Real durante muitos anos. Vamos todos lhe dar o nosso apoio.
(ASOS, Samwell IV)
Porém, na verdade, todos sabemos que essa experiência é apenas uma fachada, um pretexto empregado por Marsh para enfiar a palavra “Porto Real” em seu discurso. Muitos apologistas de Marsh e do motim em Castelo Negro gostam de apontar Marsh como um legítimo homem da Muralha, visceralmente contrário à Patrulha tomar partido em assuntos dos Sete Reinos.
Entretanto, essas alegações não resistem a qualquer releitura. Desde a eleição, Bowen Marsh vinha utilizando o nome de Tywin como forma de persuasão à candidatura de Slynt:
– Lorde Tywin é favorável a Slynt – disse Bowen Marsh, numa voz inquieta e ansiosa. – Posso lhe mostrar a carta dele, Othell. Chamou Slynt de “o nosso fiel amigo e servidor”.
(ASOS, Jon XII)
Que importava a um legítimo homem da Patrulha da Noite se o Trono de Ferro preferia este ou aquele candidato? Com isto não estou querendo dizer que não seja inteligente da parte de Marsh preferir o candidato que conta com o apoio do governo central dos reinos que ele jurou defender. O próprio Jeor Mormont deu o comando da primeira patrulha de Waymar Royce para “não ofender” Lorde Yohn Royce (AGOT, Tyrion III), alguém notoriamente menos poderoso do que Tywin.
Ocorre que Marsh não é Jeor Mormont. Marsh não tem a mínima vontade de se manter neutro nos assuntos dos homens. Mesmo após a morte de Tywin, Marsh continua insistindo a Jon que se oponha a Stannis:
– Eu sei o que dizem. – Jon ouvira os sussurros e vira homens se afastarem quando ele cruzava o pátio. – O que eles queriam que eu fizesse? Que pegasse em armas contra Stannis e contra os selvagens? Sua Graça tem três vezes os homens que nós temos e, além disso, é nosso hóspede. As leis da hospitalidade o protegem. E nós temos uma dívida com ele.
– Lorde Stannis nos ajudou quando precisamos de ajuda – Marsh disse obstinadamente –, mas ele ainda é um rebelde, e sua causa está condenada. Tão condenada quanto estaremos se o Trono de Ferro nos considerar traidores. Devemos ter certeza de não escolher o lado perdedor.
Não pretendo escolher lado algum – disse Jon –, mas não estou tão certo do resultado desta guerra como você parece estar, senhor. Não com Lorde Ty win morto. [...] O leão em Porto Real é um filhote, e o Trono de Ferro é conhecido por fazer homens crescidos em pedaços.
(ADWD, Jon III)
O início da resposta que Jon dá a Marsh é mais próxima do que poderíamos esperar de um homem da Patrulha da Noite. Entretanto, Jon não se limita a isso, fazendo um cálculo político até razoável, que põe tudo que Marsh falou em perspectiva.
Se fosse a intenção de Bowen apenas entrar nos cálculos do custo-benefício para a Patrulha da Noite, deveria então ter respondido a Jon que Tommen até podia ser criança, mas Roose Bolton não era, tampouco Ramsay, e ambos poderiam sentir a necessidade de intervir na Patrulha se ela continuasse a apoiar Stannis.
Contudo, Bowen não faz isso. Sua nova linha de argumento revela que ele não gosta de Stannis, porque ele é um rei herético, enquanto Marsh é fiel aos Setes (como apontei no último texto):
– Ele pode ser um menino, senhor, mas... o Rei Robert era bastante amado, e a maioria dos homens ainda aceita que Tommen é seu filho. Quanto mais eles veem Lorde Stannis, menos o amam, e gostam ainda menos da Senhora Melisandre, com seus fogos e seu sombrio deus vermelho. Eles reclamam.
(ADWD, Jon III)
Bowen Marsh não liga realmente para a Patrulha ou neutralidade política, seus problemas estão mais ligados com a quebra do status quo. E sua convicção quanto a isso é forte o suficiente a ponto de leva-lo a decisões absurdas.
Por exemplo, quando deixou Castelo Negro para ir combater o Chorão na Ponte das Caveiras, Bowen deixou como castelão Sor Wynton Stout, um cavaleiro desmemoriado com mais de 80 anos de idade, simplesmente pelo fato de que ele era o único cavaleiro ungido na guarnição:
[Jon]: – Se Marsh partiu, quem foi que o nomeou como castelão?
O armeiro soltou uma gargalhada.
[Donal Noye]: – Sor Wynton, que os deuses o protejam. O último cavaleiro no castelo, e tudo mais. O problema é que o Stout parece ter se esquecido e ninguém se apressou em lembrá-lo disso. Suponho que sou o melhor que temos agora como comandante. O mais feroz dos aleijados.
(ASOS, Jon VI)
O mesmo acontece quando ele se opõe a nomeação de Cetim como intendente de Jon, Couros como novo mestre-de-armas de Castelo Negro (ADWD, Jon VIII) ou quando inventa um desculpa para fazer com que recrutas sulistas façam seus votos no septo ao invés de diante dos represeiros na Floresta Assombrada (ADWD, Jon VII).
Nada disso foi “surgindo com o tempo”. São questões pessoais de Marsh que acompanham Marsh desde que ele desistiu da candidatura em prol de Janos Slynt. Quando Bowen se aliou ao ex-capa dourada, estava deixando claro sua oposição a Stannis (cuja intenção era deixar passar pela Muralha os selvagens “convertidos”). Após a eleição de Jon, Bowen era facilmente seu terceiro opositor mais influente, depois de Janos e Alliser.
O mesmo não acontecia com os demais candidatos. Othell Yarwick, por exemplo, que sempre aparece ao lado de Bowen para contestar as decisões de Jon, não era motivo de preocupação. Primeiro porque ele era conhecido por ser uma pessoa tratável:
[Cotter Pyke]: Othell é um seguidor, faz o que lhe dizem, e faz bem, mas não passa disso.
(ASOS, Samwell V)
Othell Yarwyck não era um homem de fortes convicções, exceto naquilo que dizia respeito a madeira, pedra e argamassa. O Velho Urso sabia disso.
(ASOS, Jon XII)
Porém, em segundo lugar, a razão principal do porquê Othell não era de longe tão perigoso quanto Marsh decorria justamente do fato de ele ter, mesmo sem convicção, apoiado Jon:
Seja como for, agora que estou aqui em pé, não me lembro por que foi que pensei que Slynt seria uma escolha assim tão boa. Isso seria como dar um chute na boca do Rei Stannis, e não vejo como é que isso nos é útil. Pode ser que o Snow seja melhor. Está há mais tempo na Muralha, é sobrinho de Ben Stark e serviu o Velho Urso como escudeiro. – Yarwyck encolheu os ombros. – Escolham quem quiserem, desde que não seja eu. – E sentou-se.
(ASOS, Jon XII)
Com efeito, Bowen Marsh era tão perigoso que conseguia angariar apoio mesmo entre os seguidores de Yarwick, como ocorreu no impasse com os Selvagens capturados por Stannis e libertados na Dádiva.
Marsh sugeriu que a Patrulha desse a oportunidade dos Selvagens voltarem para suas vilas e que os Portões fossem selados. Jon Snow concorda que o argumento é bom, mas algo lhe diz que seria uma decisão da qual se arrependeria depois, pois precisava de pessoas patrulhando o outro lado. Mas Marsh discorda, pois homens demais foram perdidos em batalha.
– Se selarmos os portões, não poderemos enviar patrulheiros – observou. – Seremos tão bons quanto cegos.
– A última patrulha de Lorde Mormont custou um quarto dos homens da Patrulha, senhor. Precisamos conservar as forças que nos restam. [...]
(ADWD, Jon III)
O que interessa neste impasse é que, embora Marsh não tenha conseguido convencer Jon e os Patrulheiros, ele consegue convencer os intendentes e até os construtores, homens de Yarwick (quem, como vimos, apoiou Jon na eleição):
[Dywen}: – Sele nossos portões e plante nossos gordos traseiros negros na Muralha, sim, e o povo livre vem fervilhando da Ponte das Caveiras ou através de algum portão que você pensou estar fechado há quinhentos anos – o velho patrulheiro Dywen declarara em voz alta durante o jantar, duas noites antes. – Não temos homens para vigiar a mais de quinhentos quilômetros da Muralha. Tormund Terror dos Gigantes e o maldito Chorão sabem disso também. Já viu um pato congelado em um lago, com os pés no gelo? Funciona do mesmo jeito para os corvos.
A maioria dos patrulheiros fez eco com Dywen, enquanto os intendentes e os construtores se inclinavam para Bowen Marsh.
(ADWD, Jon IV)
Jon levou algum tempo para decidir o que fazer com Alliser Throne (um pouco mais de 2 meses, segundo A Mais Precisa Linha do Tempo), porém deixou Marsh no cargo até o momento final. Após a eleição, Bowen se aproximara “para dizer que ficaria feliz por continuar sendo Senhor Intendente” se Jon o aceitasse (ASOS, Jon XII). Se Jon fosse um jogador político, teria nomeado Samwell ou outra pessoa próxima para o cargo, ao invés de ter o único candidato que se aliou a Janos Slynt lhe servindo.
Isso, porém, não quer dizer que Jon estivesse desatento à possibilidade de Marsh o trair.
Quando Marsh estava alegando que a Patrulha ser inimiga dos selvagens e ter feito votos neste sentido, Jon lembra que não há nada nos votos sobre isso. Diante do silêncio de Bowen e Yarwick, Jon dá ordens a cada um que concordam a contragosto. Neste momento, Jon lembra das palavras de Melisandre, indicando saber que de um deles poderia surgir um motim:
– Sim, Lorde Snow – respondeu Bowen Marsh.
E Jon pensou, Gelo, ela disse, e adagas na escuridão. Sangue congelado vermelho e duro, e aço nu. Sua mão da espada flexionou. O vento estava aumentando.
(ADWD, Jon XI)
Entretanto, isso só torna a situação mais desnecessariamente desafiadora para Jon. Ele conhecia os perigos e os riscos, e os correu sem nenhum motivo plausível. Caso ele tivesse cuidado de todos os aliados de Janos como tratou de Alliser Thorne, talvez não teria que ficar com Melisandre buzinando premonições no ouvido.
Possivelmente, Jon parou de dar crédito aos poderes de Melisandre no momento em que ela errou a previsão sobre Alys Karstark chegando na Muralha. Mas isso é assunto para a próxima parte do texto.
O que eu queria estabelecer aqui é que Bowen Marsh não deixaria passar em branco a deserção de Jon, independentemente se os Selvagens fossem mandados embora. Afinal, mesmo depois que Slynt perdeu a cabeça e Tywin estava morto, Bowen continuava a pregar a obediência ao Trono de Ferro. O mesmo Trono de Ferro que estava patrocinando os Bolton como novo Protetores do Norte, que havia legitimado Ramsay e enviado a falsa Arya para se casar com o novo Senhor de Winterfell.
Na verdade, Jon sempre imperava nos debates contra Marsh e Yarwick. Esse cabo de guerra entre Lorde Comandante, Primeiro Intendente, Primeiro Construtor e, às vezes, o Septão servia para deixar o Lorde Comandante cada vez mais dependente de seus homens do Povo Livre, até o ponto em que Jon Snow estava fazendo planos primeiro com Tormund para só depois discuti-los com seus homens.
Haverá uma parte 6.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.04.04 04:52 altovaliriano A Grande Conspiração Nortenha - Parte 6

Texto original: https://zincpiccalilli.tumblr.com/post/53563214511
Autores: Vários usuários do Forum of Ice and Fire, mas compilado por Yaede.
Índices de partes traduzidas: Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4, Parte 5, Parte 6

--------------------------------------------------

A Dama Faz Protestos Demasiados

No episódio anterior de A Grande Conspiração do Norte, Harwood Stout, juramentado a Lady Dustin, foi visto conversando baixinho com Terror das Rameiras Umber, um conhecido “sócio” de Lorde Manderly desde A Fúria dos Reis. Do que eles falaram? Não procure para além do tour guiado por Lady Dustin às criptas de Winterfell no final do capítulo.
Theon vagueia sem rumo por algum tempo após o desjejum, atravessando as partes destruidas do castelo, subindo para as ameias e confessando no bosque sagrado. Durante esse mesmo período, a Senhora Dustin manda seus homens procurarem nas adegas, até nas masmorras, a entrada para as criptas. Seguindo as instruções de Theon, eles encontram essa entrada e passam meia hora cavando neve e entulho para descobrir a porta congelada, que precisou ser aberta com um machado. Todo esse esforço foi feito apenas para que ela se apresentasse um queixa antiga tendo apenas pedra fria, Theon e os silenciosos mortos como companhia. Que outro motivo a Senhora Dustin poderia ter para visitar as criptas?
Segundo a teoria, ela teria acabado de ouvir de Manderly (quem ouviu de Stout e Terror das Rameiras) que Bran e Rickon sobreviveram. Os meninos, Osha, Jojen, Meera e Hodor fugiram de seus perseguidores, escondendo-se nas criptas. É o que Bran conta ao moribundo meistre Luwin, enquanto Wex espia de seu esconderijo na árvore coração. O grupo de Bran também deixa evidências de sua estadia.
Osha levava sua longa lança de carvalho numa mão e o archote na outra. Uma espada nua pendia de suas costas, uma das últimas a ostentar a marca de Mikken. Forjara-a para a sepultura do Lorde Eddard, para deixar seu fantasma em descanso. Mas com Mikken morto e os homens de ferro de guarda no arsenal, era difícil resistir a bom aço, mesmo se implicasse assaltar uma tumba. Meera tinha ficado com a lâmina de Lorde Rickard, apesar de se queixar de seu peso. Bran ficou com a do seu homônimo, a espada feita para o tio que nunca conhecera.
(ACOK, Bran VII)
Até Hodor rouba uma espada ao sair.
O cavalariço tinha se esquecido de sua espada, mas agora se lembrara.
– Hodor! – exclamou. Foi buscar a arma.
Tinham três espadas mortuárias que trouxeramdas criptas de Winterfell quando Bran e o irmão Rickon se esconderam dos homens de ferro de Theon Greyjoy. Bran ficou com a espada do tio Brandon; Meera, com aquela que encontrara sobre os joelhos do avô, Lorde Rickard. A lâmina de Hodor era muito mais velha, um enorme e pesado pedaço de ferro, embotado por séculos de negligência e cheio de pontos de ferrugem.
(ASOS, Bran I)
Enquanto estava nas criptas com Theon, a Senhora Dustin nota especificamente as espadas que faltam.
– Aquele rei perdeu sua espada – a Senhora Dustin observou.
Era verdade. Theon não se lembrava que rei era aquele, mas a espada longa que devia segurar se fora. Marcas de ferrugem permaneciam para mostrar o lugar em que a lâmina estivera. [...] Seguiram adiante. O rosto de Barbrey Dustin parecia mais duro a cada passo. Ela não gosta deste lugar tanto quanto eu. Theon se ouviu falando:
– Minha senhora, por que odeia os Stark?
Ela o estudou.
– Pela mesma razão que você os ama. [...] Por que você ama os Stark?
– Eu... – Theon colocou uma mão enluvada contra um pilar. – ... eu queria ser um deles...
– E nunca pôde. Temos mais em comum do que imagina, meu senhor. Mas venha.
Apenas um pouco adiante, três tumbas estavam agrupadas juntas. Foi lá que pararam.
– Lorde Rickard – a Senhora Dustin observou, estudando a figura central. A estátua pairava sobre eles; rosto comprido, barbado, solene. Tinha os mesmos olhos de pedra dos demais, mas os seus pareciam tristes. – Ele tampouco possui uma espada.
Era verdade.
– Alguém esteve aqui embaixo roubando espadas. A de Brandon se foi também"Aquele rei está sentindo falta da espada", observou Lady Dustin.
(ADWD, O Vira-casaca)
Suponhamos que o verdadeiro objetivo da Senhora Dustin nas criptas seja confirmar a história de Wex. O que ela conta a Theon sobre sua história pessoal com os Starks não é mentira, é claro, mas também serve como cortina de fumaça para suas investigações, caso Ramsay (ou, pior ainda, Roose) questione suas ações. Embora a Senhora Dustin avise Theon para não repetir nada do que ela disse, ela deve saber que ele falharia na tentativa de manter segredos dos Bolton, se eles perguntassem abertamente. Theon e sua crença de que ela odeia os Starks são seu álibi.
No entanto, Roose parece ter certeza da lealdade da Senhora Dustin à Casa Bolton. Por que ela o abandonaria? Para começar, o que quer que os Starks tenham cometido com ela não muda o fato de que Rickard, Brandon e (agora) Ned estão todos mortos. Portanto, não são mais alvos satisfatórios de seu ressentimento. É verdade que a Senhora Dustin ainda pode guardar rancor contra os Starks. Porém não tanto quanto por Ramsay. A Senhora Dustin despreza Ramsay, e o sentimento é inteiramente mútuo.
– Deveria ter sido você a organizar o banquete, para celebrar meu retorno – Ramsay reclamou –, e deveria ter sido no Solar Acidentado, não nessa latrina de castelo.
– Solar Acidentado e suas cozinhas não estão a minha disposição – seu pai disse suavemente. – Sou apenas um convidado lá. O castelo e a cidade pertencem à Senhora Dustin, e ela não pode sustentá-lo lá.
O rosto de Ramsay ficou sombrio.
– Se eu cortar as tetas dela e der de comer para minhas garotas, ela me sustentará então? Ela me sustentará se eu arrancar a pele dela para fazer um par de botas para mim?
– Improvável. E essas botas sairiam caras. Elas nos custariam Vila Acidentada, a Casa Dustin e os Ryswell. – Roose Bolton sentou-se do outro lado da mesa, de frente para o filho. – Barbrey Dustin é a irmã mais nova da minha segunda esposa, filha de Rodrik Ryswell, irmã de Roger, Rickard e do meu homônimo Roose, prima dos outros Ryswell. Ela gostava do meu falecido filho e suspeita que você tenha alguma coisa a ver com a morte dele. A Senhora Barbrey é uma mulher que sabe nutrir uma mágoa. Seja grato por isso. Vila Acidentada é leal aos Bolton em grande parte porque ela ainda culpa Ned Stark pela morte do marido.
Leal? – Ramsay fervilhava. – Tudo o que ela faz é cuspir em mim. Chegará o dia em que colocarei fogo em sua preciosa cidade de madeira. Deixe ela cuspir nisso, para ver se apaga as chamas.
(ADWD, Fedor III)
O fato de Ramsay ter assassinado Domeric Bolton a sangue frio é um dos segredos mais mal guardados do Norte. Acho que a Senhora Dustin prefere que a justiça seja feita contra o assassino de seu amado sobrinho do que, em nome de sua vingança contra os Starks, continuar a apoiar um regime que legitima Ramsay como herdeiro. De todo modo, os Stark nem seriam culpados pela morte de seu marido, já que Lorde Dustin decide ir para o sul por seu próprio orgulho.
Além disso, a Senhora Dustin não estaria sozinha em sofrer se Ramsay herdarsse, legalmente ou não, o controle do norte. Vila Acidentada e seus habitantes poderão ser vítimas da ira indiscriminada de Ramsay, e os senhores menores sob a proteção dela, como Stout, provavelmente não se sairão muito melhor. No caso improvável de que Ramsay de alguma forma se contenha de responder ofensas passadas com fúria assassina, ele ainda não demostrou ter interesse em colocar o bem-estar de suas terras e povo sobre seu próprio bel-prazer egoísta. Tudo o que se pode dizer sobre os Starks, bons ou ruins, é que eles são governantes justos e nos quais pode-se confiar para proverem o Norte durante um inverno rigoroso, como fizeram por milhares de anos.
Por fim, a Senhora Dustin traça paralelos entre Theon e ela mesma. Theon, que percebeu que nunca odiava verdadeiramente os Starks. Ele os amava como a única família que conheceu e estava rancoroso por não poder ser um deles por completo. Faz dezesseis anos desde a Rebelião de Robert. Certamente, a Senhora Dustin fez uma pequena auot-reflexão e possivelmente chegou à mesma conclusão que Theon? Ela amava Brandon e talvez Lyanna também, como uma irmã, sendo ambas selvagens, ferozes e bonitas?
Em minha opinião, quando ela sai das criptas, a Senhora Dustin teria decidido participar da conspiração de Manderly. E ela traz os Ryswells consigo.
Há algum indício sobre a mudança de fidelidade da Senhora Dustin e Ryswell? Sim, de fato existem!
[Dustin:] E Lorde Wyman não é o único homem que perdeu um parente em seu Casamento Vermelho, Frey. Acha que o Terror-das-Rameiras tem algum bom sentimento por você? Se vocês não tivessem prendido Grande-Jon, ele teria arrancado suas entranhas e feito vocês comê-las, como a Senhora Hornwood comeu seus dedos. Flint, Cerwyn, Tallhart, Slate... todos tinham homens com o Jovem Lobo.
– A Casa Ryswell também – disse Roger Ryswell.
– Até os Dustin fora de Vila Acidentada – a Senhora Dustin separou seus lábios em um sorriso fino e selvagem. – O Norte se lembra, Frey.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Não apenas nós, leitores, ficamos sabendo que Ryswells e Dustins morreram no Casamento Vermelho, mas vimos a Senhora Dustin citar o slogan da vingança de Manderly para um Frey com um sorriso decididamente lupino.
– Para lutar com Lorde Stannis, temos que encontrá-lo primeiro – Roose Ryswell observou. – Nossos batedores saíram pelo Portão do Caçador, mas até agora nenhum deles retornou.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Batedores Ryswell? Agora, lembre-se de que uma teoria coloca Robett Glover como líder do segundo exército do Norte, fora dos muros de Winterfell, o qual teria subido a Faca Branca no rastro de Manderly e se aproximado sob a cobertura da tempestade de neve. Talvez esses batedores desaparecidos tenham ordens para entrar em contato com Glover e informá-lo sobre a evolução da coisa em Winterfell? Ao menos eles não foram encontrados, vivos ou mortos, pelos homens de Stannis.
– Qualquer homem lá fora, neste tempo, estará com o pau congelado. [riu Rickard Ryswell]
– Lorde Stannis está perdido na tempestade – disse a Senhora Dustin. – Está a quilômetros de distância, morto ou moribundo. Deixe o inverno fazer o pior. Alguns poucos dias e as neves enterrarão ele e seu exército.
E nós também, pensou Theon, impressionado com a tolice da mulher. A Senhora Barbrey era do Norte e deveria saber mais. Os velhos deuses estariam ouvindo.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Talvez ela saiba mais, mas está tentando ganhar tempo. Tanto para os conspiradores finalizarem seus preparativos quanto para Stannis chegue com um exército de reserva.
– O que está sugerindo, Frey? – O Senhor de Porto Branco secou a boca com a manga. – Não gosto do seu tom, sor. Não, nem um maldito bocado.
– Vá para o pátio, seu saco de sebo, e eu servirei todos os malditos bocados que seu estômago aguentar – disse Sor Hosteen.
Wyman Manderly riu, mas meia dúzia de seus cavaleiros ficou em pé ao mesmo tempo. Coube a Roger Ryswell e Barbrey Dustin acalmá-los com palavras apaziguadoras. Roose Bolton não disse nada. Mas Theon Greyjoy viu um olhar em seus olhos claros que nunca vira antes – uma inquietação e, até mesmo, uma pitada de temor.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Roose sabe há muito tempo que Manderly planeja uma traição (ADWD, Fedor III), mas o fato de que Lorde Wyman tenha abandonado a cautela, antagonizando abertamente os Freys durante a ceia, deveria sugerir que os planos de seus amigos estão alcançando o objetivo. E não acredito que Roose tenha certeza de quais são esses planos ou quem está envolvido neles, daí o medo inquieto que Theon observa.
Com Lady Dustin e os Ryswells a bordo, praticamente todas as Casas nortenhas em Winterfell se viraram contra os Boltons, deixando de fora os Freys, que neste momento são homens mortos andando. Manderly provacando os Frey no último POV de Theon pode ter sido um ato premeditado para estimular que Roose fizesse exatamente o que ele fez. Ou seja, enviar os homens de Frey e Porto Branco juntos para dar batalha a Stannis. Muito provavelmente, em minha opinião, as forças de Manderly darão um golpe nos Freys na primeira boa oportunidade que tiverem – digamos, depois que a vanguarda dos Frey cair em um lago congelado – depois debater com Stannis e os quatro mil nortenhos que ele tem sobre como tomar Winterfell e remover os Boltons do poder.

O Problema com Stannis Baratheon

Grande Jon Umber já teve uma coisa ou duas a dizer sobre Stannis.
Renly Baratheon não é nada para mim, e Stannis também não. Por que haveriam de governar a mim e aos meus de uma cadeira florida qualquer em Jardim de Cima ou Dorne? Que sabem eles da Muralha ou da Mata de Lobos, ou das sepulturas dos Primeiros Homens? Até os seus deuses estão errados. Que os Outros levem também os Lannister, já tive deles mais do que a minha conta – esticou a mão atrás do ombro e puxou a sua imensa e longa espada de duas mãos. – Por que não havemos de nos governar de novo a nós mesmos? Foi com os dragões que casamos, e os dragões estão todos mortos! – apontou com a lâmina para Robb. – Está ali o único rei perante o qual pretendo vergar o meu joelho, senhores – trovejou. – O Rei do Norte!
(AGOT, Catelyn XI)
Bem, como se vê, Stannis realmente conhece pouco sobre a Muralha e da Mata dos Lobos, mas está disposto a aprender, através de uma experiência dolorosa em primeira mão. Sua determinação corajosa em A Dança dos Dragões de ver o Norte livfre dos Boltons e Freys ganhou muitos admiradores. E, para esses e outros leitores, parecia completamente ingrato que os nortenhos subsequentemente rejeitem Stannis como seu rei em uma traição que certamente manchará para sempre a honra do norte.
Infelizmente para Stannis, no entanto, existem dois fatores principais trabalhando contra ele: 1) Seu deus vermelho, sempre faminto por sacrifícios, ainda é o errado. 2) Os nnortenhos simplesmente amam mais os Starks e não se importam com o Trono de Ferro.
Seis homens da rainha lutavam para colocar dois enormes postes de pinheiro em buracos que outros seis homens da rainha haviam cavado. Asha não teve que perguntar para que serviam. Ela sabia. Estacas. O anoitecer estaria sobre eles em breve, e o deus vermelho precisava ser alimentado. Uma oferenda de sangue e fogo, os homens da rainha chamavam, para que o Senhor da Luz possa voltar seus olhos de fogo sobre nós e derreter estas neves três vezes amaldiçoadas.
– Mesmo neste lugar de medo e escuridão, o Senhor da Luz nos protege – Sor Godry Farring disse para os homens que haviam se reunido para ver as estacas sendo marteladas dentro dos buracos.
– O que esse seu deus sulista tem a ver com a neve? – exigiu saber Artos Flint. Sua barba negra tinha uma crosta de gelo. – Isso é a ira dos antigos deuses sobre nós. É a eles que devemos agradar.
– Sim – disse Grande Balde Wull. – O Rahloo vermelho não significa nada aqui. Vocês apenas deixarão os antigos deuses mais zangados. [...]
Os quatro foram acorrentados de costas uns para os outros, dois em cada estaca. [...]À visão de Stannis, dois dos homens atados às estacas começaram a implorar por misericórdia. O rei ouviu em silêncio, sua mandíbula cerrada. Então disse para Godry Farring:
– Pode começar. [...]
Depois de um tempo, os gritos pararam. [...]
Clayton Suggs esgueirou-se ao lado dela.
– A boceta de ferro gostou do espetáculo? [...] A multidão será ainda maior quando for você se contorcendo na estaca. [...]
[Alysane:] A Senhora Asha não será queimada.
– Ela será – insistiu Suggs. – Já abrigamos essa adoradora do demônio entre nós por muito tempo. [...]
A Mulher-Ursa falou.
– E se você a queimar e a neve continuar a cair, e então? Quem queimará em seguida? Eu?
Asha não pôde segurar a língua.
– Por que não Sor Clayton? Talvez R’hllor goste de um dos seus. [...]
Sor Justin riu. Suggs achou menos graça.
– Aproveite suas risadinhas, Massey. Se a neve continuar a cair, veremos quem vai rir por último. – Olhou para os homens mortos nas estacas, sorriu e foi se juntar a Sor Godry e os outros homens da rainha. [...]
[Massey:] Se juntarão a mim [para cear], minhas senhoras?
Aly Mormont sacudiu a cabeça.
– Não tenho fome.
– Nem eu. Mas faria bem em engolir um pouco de carne de cavalo mesmo assim, ou em breve poderá desejar ter feito isso. [...]
Aly sacudiu a cabeça.
– Eu não.
(ADWD, O Sacrifício)
Eu penso que seja seguro concluir que Alysane Mormont não está impressionado com R'hllor, seus seguidores ou que o rei Stannis aprove práticas tão cruéis. Tampouco estão os homens do clã das montanhas. Curiosamente, no jantar, Artos Flint, Grande Balde Wull e o resto dos líderes dos clãs não são mencionados, possivelmente indicando que estão ausentes. Isso levou a algumas especulações de que a reunião de Alysane com os Liddles, Norreys, Wulls e Flints, cujos julgamentos iniciais de Stannis teria sido favorável enquanto ele comeu e bebu com eles.
Jon avisa Melisandre que os clãs das montanhas não admitirão insultos às suas árvores do coração (ADWD, Jon IV). Melisandre não acompanha Stannis a Winterfell, mas, no entanto, o devido respeito não foi pago aos deuses antigos. Pior ainda, com Flints e Norreys em Castelo Negro, as notícias poderiam muito bem se espalhar sobre como a sacerdotisa vermelha de Stannis e os homens da rainha forçam os selvagens a queimar pedaços dos represeiros sagrados do norte ao atravessar a Muralha (ADWD, Jon III). Os nortenhos estão dispostos a tolerar a adoração dos Sete, pois criar algumas seitas aqui e ali não perturba seus bosques sagrados, mas R'hllor é um deus ciumento e seus arrogantes devotos sulistas fariam conversões à força.
Enquanto Stannis, sua rainha ou seus homens continuarem apoiando o R’hllorismo fanático, ele, em minha opinião, nunca poderá deter o Norte. Até Porto Branco será cauteloso, pois os Sete já foram usados para acender os fogos de R'hllor, assim como os deuses antigos, e muitos do povo de Manderly sem dúvida adotaram a religião dos Primeiros Homens nos mil anos desde que aqueles procuraram refúgio com os Starks.
Sobre o segundo obstáculo de Stannis, um aspecto marcante da história de Westeros após a conquista é o quão isolacionista o Norte permanece até a Rebelião de Robert (e até depois). Embora oficialmente sejam parte do reino e estejam sujeito à autoridade do Trono de Ferro, os Stark ainda são, extraoficialmente, reis em tudo, exceto no nome. O número de Targaryens que se aventuraram ao norte do Gargalo nos últimos trezentos anos pode ser contado em uma mão: 1-2) Rei Jaehaerys, o primeiro de seu nome, com sua esposa, a boa rainha Alysanne, seus dragões e metade da corte; 3) Egg enquanto se disfarçava com Dunk no próximo conto “The She-Wolves of Winterfell”; 4-5) Meistre Aemon, acompanhado por Corvo de Sangue, ambos para tomar o preto. Mesmo Robert nunca o visita, exceto em A Guerra dos Tronos (e nove anos antes para acabar com a revolta de Balon Greyjoy).
Enquanto quem quer que esteja sentado Trono de Ferro permaneça em Porto Real, todo o resto do reino sente-se bem fingindo que o Norte não é efetivamente auto-governado por Winterfell. Suspeito, porém, que Stannis, inflexível em exigir sua merecida lealdade como o legítimo rei de Westeros, não ficará satisfeito com um acordo por meio do qual seus comandos reais devem primeiro ser aprovados por um Stark antes de serem postos em prática.
No entanto, ao se opor a isso, ele estaria desafiando o legado Stark. Que alcançou status quase mítico após milhares de anos de domínio mais ou menos contínuo. Quando o Norte é ameaçado por selvagens ou homens de ferro, são os Starks que chamam os homens às armas. Um Stark construiu a Muralja e liderou a luta contra os Outros. Os Stark expulsou os ândalos invasores, fizeram do Norte o único reino dos Primeiros Homens que ainda resta, mas entregaram voluntariamente sua coroa aos Targaryen para poupar seu povo do fogo do dragão. Eles servem a seu tipo distinto de justiça para desertores e outros criminosos. Eles punem bandidos rebeldes, tomam reféns quando necessário e casam-se com as famílias do Norte em busca de alianças. Com as paredes aquecidas e os jardins de vidro de Winterfell, os Stark provavelmente fornecem necessidades básicas (comida, abrigo) para os plebeus durante os longos invernos. De inúmeras maneiras, grandes e pequenas, os Starks provaram seu valor. Tanto é assim que mesmo seus inimigos seculares, os selvagens, não suportam ouvir Theon Vira-casaca pronunciar o lema dos Stark (ADWD, Theon I).
Em minha opinião, nenhum senhor sulistas pode esperar competir com a idéia dos Starks. Com o que eles passaram a representar para os nortennhos através da longa associação de muitas gerações: proteção e estabilidade em tempos difíceis de inverno. Alys Karstark, por exemplo, procura a ajuda de Jon – não a de Stannis – na condição de "o último filho de Eddard Stark", apesar de que Robb tenha decapitado seu pai e da ostensiva neutralidade da Patrulha da Noite (ADWD, Jon IX).
Além do mais, os nortenhos não juraram a Stannis nenhum voto aos quais eles se considerariam obrigados a seguir. A Grande Conspiração Nortenha, se verdadeira, antecede a chegada de Stannis à Muralha. Os Mormonts, os Glovers, Manderly e os outros partidários dos Stark teriam agido contra os Boltons com ou sem Stannis. E agora, em Winterfell, Stannis depende dos homens nortenhos que compõem a maior parte de seu exército, especialmente devido ao desgaste de seus cavaleiros sulistas.
Então, onde isso deixa Stannis? Quando um Stark estiver em Winterfell novamente, os nortenhos poderiam lhe dizer: “Agradecemos a ajuda, Sua Graça. Saiba que o norte estará sempre aberto para você e os seus. O trono de ferro? É por ali, e você é bem-vindo a sentar nele. Mate alguns Lannisters por nós!”. O que Stannis poderia fazer a respeito se os senhores do Norte se recusassem a se juntar à guerra dele? Nada, na verdade.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.02.24 03:57 altovaliriano A Mulher Morena

“Sábado de personagens” ainda no domingo. Fazer o quê?
A mulher morena é uma das mais misteriosas personagens de As Crônicas de Gelo e Fogo. Seu nome e origem nunca foi revelado ao leitor. Pouco mais sabemos sobre ela, mas em resumo a mulher foi entregue por Euron a Victarion como um prêmio. Sabemos que ela é muda e que Victarion a considera bonita.
Porém, em determinado momento da história, fica evidente ao leitor de que a mulher morena é mais do que parece ser. A tripulação de Victarion resgata do mar Moqorro, um sacerdote de R’hllor enviado pelo Templo Vermelho para auxiliar Daenerys em Meereen, e leva-o a Victarion, pois o homem afirma estar sabendo de que o Capitão de Ferro corre perigo de morte. Quando um mal súbito atinge Victarion, ele e Moqorro vão à sua cabine e o seguinte ocorre:
Quando abriu a porta da cabine do capitão, a mulher morena se virou em sua direção, silenciosa e sorridente... mas, quando viu o sacerdote vermelho ao lado dele, seus lábios se afastaram de seus dentes, e ela sibilou em súbita fúria, como uma serpente. Victarion a acertou com as costas da mão boa e a derrubou no chão.
– Quieta, mulher. Vinho para nós dois. [...]
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
A hostilidade da mulher morena para com Moqorro parece uma indicação muito forte sobre a origem e propósito da personagem na história. A partir deste fato apenas, leitores foram levados às mais loucas especulações sobre a identidade da misteriosa serva-amante de Victarion. Entretanto, se o reino das especulações produz resultados estranhos, posso afirmar que as evidências presente no próprio texto não são menos estranhas. Se analisadas em sua literalidade, o texto produzido pelo próprio Martin aponta para direções completamente ininteligíveis.
Analisemos.

Fenótipo, aparência e semelhanças

Fenótipo é o resultado da expressão dos genes do organismo, da influência de fatores ambientais e da possível interação entre os dois. No contexto deste texto, o fenótipo da mulher morena é algo que poderia nos dar uma dica sobre sua herança genética.
Esse herança genética PODE nos ajudar a determinar a cultura na qual ela nasceu, mas é claro que isso não permite nos concluir com absoluta certeza que ela pertence esta cultura. Um bom exemplo de personagem cujo fenótipo pode ser usado para nos confundir é Sarella Sand, que pertence à cultura westerosi, apesar de que sua aparência denotaria ter nascido nas Ilhas do Verão.
Entretanto, diante das poucas informações disponíveis sobre a mulher morena, esta análise se torna necessária. Em verdade, o próprio Martin parece estar induzindo os leitores a realizar estas investigações, pois ele mesmo deposita dicas disso no texto:
Sua pele era negra. Não o marrom castanho dos ilhéus do Verão com seus navios cisne, nem o marrom-avermelhado dos senhores dos cavalos dothrakis, nem a cor de carvão-e-terra da pele da mulher morena*, mas negra. Mais negra que carvão, mais negra do que o azeviche, mais negra do que as asas de um corvo.*
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Na passagem acima, vê-se que Martin descarta através de Victarion que a mulher morena pertence às culturas dos Ilhéus do Verão e dos senhores de cavalo Dothraki. A exclusão das Ilhas do Verão é especialmente útil, haja vista onde Euron ALEGA ter encontrado a mulher morena:
INGLÊS: As a reward for his leal service, the new-crowned king had given Victarion the dusky woman, taken off some slaver bound for Lys.
PORTUGUÊS: Como recompensa por seu leal serviço, o recém-coroado rei dera a Victarion a morena, roubada de algum mercador de escravos a caminho de Lys*.*
(AFFC, O Pirata)
Eu acho curioso a forma como fica apenas implícito de que Euron teria capturado a Mulher Morena nos porões de um navio de escravos indo para Lys, quando, na verdade, nada disso está escrito no texto. Não se menciona qualquer navio, nem que ela era uma escrava. Tão facilmente como tomou Falia Flowers quando invadiram o Castelo dos Hewett, Euron poderia muito bem ter tomado a amante de um mercador de escravos.
Mas evitemos a interpretação segundo a qual Martin, a esta altura da história, está tentando nos confundir com jogos de palavras. Que outras opções de origem teria uma mulher “bela, com uma pele tão castanha quanto teca oleada”?
Aqueles que partirem para O Mundo de Gelo e Fogo em busca de auxílio encontrarão logo a seguinte referência sobre os habitantes de Naath:
O povo nativo da ilha é uma raça bonita e gentil, com rostos redondos, pele escura e grandes olhos suaves cor de âmbar, em geral salpicados de dourado.
[...~]
O Povo Pacífico sempre teve um bom preço, dizem, pois são tão inteligentes quanto gentis, belos de se olhar e rápidos em aprender a obediência*. É relatado que* uma casa de prazer em Lys é famosa por suas garotas naathi*, que usam diáfanos vestidos de seda e são adornadas com asas de borboletas alegremente pintadas.*
(TWOIAF, Naath)
As descrições tem certa compatibilidade com as características relatadas da mulher morena. Entretanto, os característicos olhos amarelados teriam sido notados facilmente mesmo por alguém tão tapado quanto Victarion. Por outro lado, depois da demonstração de fúria perante Moqorro, acredito que pouco classificariam a mulher morena como “gentil”.
Caso continuemos a pesquisa no livro de meistre Yandell, logo encontraremos uma outra descrição sobre o povo de Leng que é bastante capciosa:
Os lengii nativos são talvez os mais altos de todas as raças da humanidade, com muitos homens entre eles chegando a mais de dois metros de altura, e alguns até com dois metros e meio. De pernas longas e esguios, pele cor de teca oleada*, eles têm grandes olhos dourados e supostamente podem ver mais longe e melhor do que outros homens,* especialmente à noite. Embora formidavelmente altas*, as mulheres lengii são notoriamente ágeis e encantadoras, de* beleza insuperável*.*
(TWOIAF, Leng)
A descrição da pele é inteiramente simétrica àquela da mulher morena (fornecida por VIctarion). Na verdade, é curioso perceber que a única vez que a expressão “teca oleada” é usada para descrever a pele de alguém ocorre com a mulher morena. A única outra vez em que essa analogia é usada é como o povo de Leng, fora da saga principal, em um livro acessório.
Entretanto, há mais problemas aqui do que soluções. Novamente temos a descrição do dourado dos olhos (que seriam difíceis de Victarion ignorar), a altura formidável e a beleza insuperável. Ainda que possamos alegar que Victarion é um homem alto, próximo dos 2 metros de altura (segundo estimativas dos leitores), seria difícil que ele ignorasse que a mulher morena fosse muito alta para uma mulher e de beleza insuperável.
Desse modo, acredito ser seguro descartar Leng e seguir. Não há mais nenhuma referência a características que se assemelhem à da mulher morena (fora das Ilhas do Verão, que já foram descartadas em nossas premissas acima), porém existe uma referência a um povo no estrangeiro que por vezes sofre o mesmo destino reservado à mulher morena:
Não é surpresa que Sothoros seja pouco povoado quando comparado com Westeros ou Essos. Duas dezenas de pequenas vilas de comércio se amontoam na costa norte ‒ vilas de lama e sangue*, alguns dizem: molhadas, úmidas e cheias de miséria, onde aventureiros, trapaceiros, exilados e* prostitutas das Cidades Livres e dos Sete Reinos vêm fazer fortuna.
Há riquezas escondidas entre as selvas, pântanos e taciturnos rios banhados pelo sol do sul, sem dúvida, mas, para cada homem que encontra ouro, pérolas ou especiarias preciosas, há uma centena que encontra apenas a morte. Os corsários das Ilhas Basilisco atacam esses assentamentos, levando cativos que serão mantidos confinados em Garra ou na Ilha das Lágrimas antes de serem vendidos para os mercados de carne da Baía dos Escravos, ou para as casas de prazer e jardins de prazer de Lys*.*
(TWOIAF, Sothoros)
Embora seja muito vago afirmar que esta é uma origem em potencial para a mulher morena (pois, virtualmente, é o mesmo que dizer que ela poderia ter vindo de qualquer lugar do mundo), a menção de que prostitutas das cidades livres que se aventuram em Sothoryos podem acabar em Lys pode nos ajudar a esclarecer algumas dúvidas sobre seu comportamento esquisito (vide abaixo).
Portanto, ainda que não possamos determinar sua origem, a análise acima nos permite começar a descartar algumas opções. Inclusive, percebemos que a mulher morena tem um pele de uma tonalidade ímpar (teca oleada), o que pode indicar que ela pertença a um povo que ainda não foi descrito pro Martin.
Entrentanto, há uma última analogia que não pode deixar de ser registrada:
“Não quero nenhuma de suas sobras”, dissera desdenhosamente ao irmão, mas quando Olho de Corvo declarou que a mulher seria morta se não a aceitasse, fraquejou. A língua dela tinha sido arrancada, mas exceto por este pormenor estava intacta, e era também bela, com uma pele tão castanha quanto teca oleada. Mas, por vezes, quando a olhava, surpreendia-se lembrando da primeira mulher que o irmão lhe dera*, para fazer dele um homem.*
(AFFC, O Pirata)
Sendo Euron alguém conhecido por apreciar jogos mentais, a escolha de alguém que se assemelhasse com a primeira mulher que Victarion havia recebido pode ter sido deliberada. Este detalhe pode ter sido essencial para capturar a memória afetiva de Victarion e fazer com que ele mais facilmente aceitasse o presente de Euron.
Não fica claro se por “primeira mulher” Victarion está falando de sua primeira esposa (que morreu no parto de uma menina natimorta) ou se ele estaria se referindo à primeira mulher com que se deitou. Curiosamente, esta dúvida se aprofunda quando vemos observamos os pensamentos de Victarion no capítulo liberado de Os Ventos do Inverno:
[Spoilers de Os Ventos do Inverno]Enquanto estava na proa do Vitória de Ferro vendo os navios mercantes de Uma-orelha desaparecem um a um ao oeste, as faces dos primeiros inimigos que matara voltaram a Victarion Greyjoy. Ele pensou em seu primeiro navio, em sua primeira mulher.
(TWOW, Victarion)
De todo modo, o importante é que a mulher morena desperta nele esta memória afetiva. Com efeito, o próprio Victarion não parece compreender porque aceitou a mulher ou mesmo porque não cumpriu seu desejo de sacrificá-la, a despeito de ter a perfeita noção de que qualquer presente de Euron é um presente de grego:
A mulher morena não respondeu. Euron havia cortado sua língua antes de dá-la para ele. Victarion não duvidada que o Olho de Corvo tivesse dormido com ela também. Era o jeito do seu irmão. Os presentes de Euron são envenenados, o capitão lembrara a si mesmo no dia em que a mulher morena veio a bordo*. Não quero nenhum de seus restos. Decidira, então, que cortaria a garganta dela e a atiraria ao mar, um sacrifício de sangue para o Deus Afogado.* De alguma forma, contudo, jamais chegara nem perto de fazer isso*.*
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Pior, esta sensação de familiaridade poderia justificar também a razão pela qual Victarion confiava seus segredos a ela. Não que a mudez da mulher não tenha parte nisso. Afinal, é o que os próprios pensamentos de Victarion indicam:
Cada vez mais, temia que tivessem navegado longe demais, em mares desconhecidos onde até mesmo os deuses eram estranhos... mas, essas dúvidas, ele confidenciava apenas para sua mulher morena, que não tinha língua para repeti-las.
[...]
Victarion podia falar com a mulher morena. Ela nunca tentava responder.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Contudo, isto não explica outros momentos em que Victarion observa ter uma conexão com a mulher morena que independem da confidencialidade verbal. Para estas situações, a memória afetiva me parece funcionar como uma justificativa muito melhor:
A mulher morena sabia o que ele queria sem que tivesse que pedir. Quando ele relaxou em sua cadeira, ela pegou um pano úmido e macio da bacia e o colocou em sua testa.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Outros exemplos disto são a forma como Victarion parece confiar na mulher morena não só mais do que em Meistre Kerwin, capturado em escudoverde (o que é até justificável, pois os nascidos do ferro parecem desconfiar dos meistres, especialmente em um que servia a uma Casa inimiga derrotada)...
– Pegue esta sujeira e vá. – Victarion acenou para a mulher morena. – Ela pode fazer o curativo.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
... mas talvez até mais do que confia em Moqorro:
– [...] Gostaria que eu o sangrasse?
Victarion agarrou a mulher morena pelo pulso e a puxou para si.
Ela fará isso. Vá orar ao seu deus vermelho. Acenda seu fogo, e me diga o que vê.
Os olhos escuros de Moqorro pareceram brilhar.
– Vejo dragões.
(TWOW, Victarion)
No aspecto sexual, mesmo diante de sete mulheres treinadas para o prazer pelo Yunkaítas, Victarion diz-se satisfeito com sua mulher morena até que chegue o dia de tomar Daenerys para si:
Os senhores de escravos de Yunkai as haviam treinado no caminho dos sete suspiros, mas não era para isso que Victarion precisava delas. Sua mulher morena era suficiente para satisfazer seus apetites até que pudesse chegar a Meereen e reivindicar sua rainha.
(ADWD, Victarion)
A confiança na mulher morena é a tal ponto acentuada, que Victarion passa a suspeitar que seu meistre poderia estar causando a infecção do ferimento em sua mão. Ela é uma das duas únicas pessoas tratando seu ferimento em todo o barco, mas ele não só a exclui da lista de suspeitos como confidencia a ela suas suspeitas sobre Kerwin:
– Se não foi Serry, então quem? – perguntou para a mulher morena. – Poderia aquele rato daquele meistre estar causando isso? Meistres conhecem feitiços e outros truques. Ele pode estar usando um para me envenenar, esperando que eu o deixe cortar minha mão fora. – Quanto mais pensava nisso, mais provável lhe parecia. – O Olho de Corvo o deu para mim, criatura miserável que é. – Euron tirara Kerwin de Escudoverde, onde estava a serviço de Lorde Chester, cuidando de seus corvos e ensinando seus filhos, ou talvez de outros nas redondezas. E como o rato guinchava quando um dos mudos de Euron o entregara a bordo do Vitória de Ferro, arrastando-o pela corrente em seu pescoço. – Se isso é por vingança, ele se engana comigo. Foi Euron quem insistiu que ele fosse levado, para evitar que causasse danos com suas aves. – Seu irmão lhe dera três gaiolas de corvos também, para que Kerwin pudesse mandar notícias de sua viagem, mas Victarion proibira que fossem soltas. Que fique de molho, se perguntando o que está acontecendo.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
É claro que pode-se arguir que Victarion simplesmente é burro e não vê coisas que simplesmente estão acontecendo sob seu nariz. Entretanto, o que me surpreende neste diálogo é que ele cita Kerwin ser um presente envenenado de Euron como motivo para sua suspeita, sendo que ele está falando diretamente para o primeiro presente que ele mesmo julgou envenenado.
Assim, me parece que isto demonstra que Victarion realmente desenvolveu um elo afetivo com a mulher, não APENAS que ele é burro.

Comportamentos e habilidades curiosos

A mulher morena é estranha e age de forma estranha.
A primeira coisa a se registrar são as suspeitas do fandom. Os leitores em geral acreditam que a mulher morena espia Victarion para Euron. Pouquíssimos arriscam dizer que ela é uma espiã dos magos de Qarth (Warlocks). Entretanto, tanto os primeiros quanto os últimos dizem que a espionagem se dá de forma mágica.
Alguns dizem que Euron entra na pele da mulher morena (assumindo como verdadeira a teoria de que Euron é um troca-peles poderoso) para interagir com Euron. Outros dizem que Euron ou os warlocks simplesmente usam os ouvidos e olhos da mulher morena para clariaudiência ou clarividência, sem propriamente ter controle sobre ela.
Porém, eu não acredito que essas especulações tenham fundamento textual, mas partem de um sentimento geral de suspeita que é causado pelo que está no texto. Examinemos cada caso.
Lembram-se que eu disse que a menção de O Mundo de Gelo e Fogo sobre “prostitutas das cidades livres que se aventuram em Sothoryos poderem acabar em Lys” iria nos ajudar a esclarecer o comportamento esquisito da mulher morena? Pois bem, chegou a hora.
Victarion estava guerreando no Vago, quando retorna a sua cabine para ter com a mulher morena:
Em sua apertada cabine de popa, foi encontrar a mulher morena, úmida e pronta*; a batalha talvez também tivesse aquecido seu sangue.*
(AFFC, O Pirata)
Não é estranho que uma mulher que havia sido capturada e entregue a Victarion como uma escrava estivesse “úmida e pronta” assim que seu atual captor irrompesse pela porta vestido em armadura, suado e sangrando?
É claro que simplesmente poderíamos, como Victarion (mau sinal...), assumir que a batalha a tivesse excitado. Ou que Victarion seja mais atraente do que podemos pensar.
Mas não seria igualmente possível pensar que este seria um indício de que a mulher morena tem experiência como concubina?
É sabido que Martin fez com que os meistres da Cidadela tivesse um conhecimento de medicina mais avançado do que aqueles disponíveis para os praticante da medicina da Idade Média do mundo real. Entretanto, não está claro que este grau avançado de desenvolvimento também aconteça nas demais civilizações do resto do mundo que Martin criou.
Na verdade, parece que não, pois Mirri Maz Durr cita que aprendeu artes curativas com o Arquimeistre Marwyn, o que parece indicar que a Cidadela detém os melhores conhecimentos médicos do mundo:
Uma cantora de lua de Jogos Nhai deu-me de presente as suas canções de parto, uma mulher do seu povo cavaleiro ensinou-me as magias do capim, dos grãos e dos cavalos, e um meistre das Terras do Poente abriu um cadáver e mostrou-me todos os segredos que se escondem sob a pele.
Sor Jorah Mormont interveio.
– Um meistre?
– Chamava-se Marwyn – respondeu a mulher no Idioma Comum. – Do mar. Do outro lado do mar. As Sete Terras, disse ele. Terras do Poente. Onde os homens são de ferro e os dragões governam. Ensinou-me esta língua.
(AGOT, Daenerys VII)
Ocorre que a mulher morena parece ter bons conhecimentos sobre como tratar um ferimento:
A morena lavou o ferimento com vinagre fervido*. [...] Victarion dirigiu-se à morena enquanto ela enfaixava sua mão com* linho*. [...]*
(AFFC, O Pirata)
A mulher morena estava enfaixando sua mão com linho limpo, enrolando a faixa seis vezes ao redor da palma, quando Aguado Pyke apareceu [...].
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Em verdade, o tratamento que a mulher morena vinha aplicando a Victarion era justamente o que o meistre aplicava após punção dos ferimentos:
Sangue era bom. Victarion grunhiu em aprovação. Sentou-se firme enquanto o meistre secava, apertava e limpava o pus, com quadrados de tecido macio fervidos em vinagre*. Quando terminou, a água limpa na bacia tinha se tornado uma sopa espumante. A visão por si só podia fazer qualquer homem enjoar.*
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
A mulher morena até demonstrou ter mais intimidade com este tipo de ferimentos do que o próprio meistre Kerwin. O rosado meistre não é referência de estômago forte, claro, mas a reação de nojo da mulher morena é tão econômica, que parece apontar para certa prática no assunto:
O pus que irrompeu era grosso e amarelo como leite azedo. A mulher morena torceu o nariz para o cheiro, o meistre segurou a ânsia de vômito e até Victarion sentiu seu estômago revirar.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Por outro lado, apesar de ficar parecendo pela passagem abaixo que Victarion também poderia conhecer estes procedimentos (o que não seria impossível, já que o Cão de Caça demonstrou conhece-los também quando estava com Arya), eu acredito que Victarion simplesmente está com a memória ruim, pois quem lavou primeiro o ferimento foi a mulher morena (vide citação acima):
Um arranhão de um gatinho, Victarion disse para si mesmo, depois. Lavara o corte, despejara um pouco de vinagre fervido sobre ele, enfaixara-o e deixou de pensar naquilo, acreditando que a dor diminuiria e a mão se curaria com o tempo. Em vez disso, a ferida tinha infeccionado, até que Victarion começou a se perguntar se a lâmina de Serry estava envenenada. Por que mais a ferida se recusaria a sarar?
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
De fato, como o procedimento está correto e a medicina westerosi é mais avançada do que a medieval, muitos leitores se teorizam que a mulher morena poderia estar de alguma forma envenenando Victarion, ou ao menos matando-o devagar ao fazer algo para não permitir a cicatrização do corte.
Há até mesmo uma passagem em que vimos que o único procedimento sugerido pelo meistre que não é adotado pela mulher morena é tentar drenar o ferimento em local aberto:
O meistre sugerira que o ferimento seria mais bem drenado no convés, no ar fresco e à luz do sol, mas Victarion proibira. Aquilo não era algo que sua tripulação pudesse ver. Estavam a meio mundo de casa, longe demais para deixá-los ver seu capitão de ferro começar a enferrujar.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Caso ela realmente estivesse piorando a condição de Victarion, evitar o convés seria uma atitude compatível. O problema é descobrir com que finalidade ela estaria fazendo isso. O que nos leva ao próximo e principal item desta lista
· Reconhece Moqorro como perigoso
A reação explosiva da mulher morena ao ver Moqorro parece significar que ela o acha perigoso. Mas perigoso como? Para quem? Bem, a resposta depende de saber quem realmente é a mulher morena e quais seus propósitos.
Aqueles que acham que ela está sendo possuída magicamente ou servindo de olhos e ouvidos para poderes de clarividência e clariaudiência, seja por parte de Euron ou dos Warlocks, pensam que estes sabem que Moqorro põe seus planos em riscos, pois os poderes do sacerdote vermelho permitem saber que a mulher morena é uma marionente.
Já aqueles que acreditam que a mulher morena está envenenando ou adoecendo Victarion pensam que a reação dela se deu em decorrência de que ela sabe dos poderes “curativos” do sacerdote e que todo o trabalho que ela está tendo será perdido no momento em que Moqorro entrar em ação.
E há aqueles que acreditam que a mulher morena sabe que Moqorro não está ali para curar Victarion, mas sim para trazer um sofrimento ainda maior. Nesta hipótese a mulher morena estaria tentando avisar Victarion sobre o perigo que Moqorro representa, mas não tem como expressar isso devido à mudez e à personalidade tosca de Victarion.
Porém, todos concordam em um ponto: a mulher reconheceu Moqorro. A pergunta não deveria ser “que tipo de perigo ela acha que Moqorro representa”. Isso acho dificílimo de adivinhar. Mas parece um pouco mais factível se especular sobre “de onde ela conhece Moqorro ou alguém como Moqorro”.
Para isso precisamos listar as características visíveis sobre Moqorro. Aquelas que fariam alguém entender quem ele é logo à primeira vista:
  1. Porte físico impressionante
  2. Cor de pele singular
  3. Tatuagens de chamas no rosto
Quanto ao porte físico, duvido que isso faça alguma diferença para a mulher morena, haja vista que há homens como Andrik, o Sério entre os homens de ferro.
A cor de pele da pele de Moqorro pode gerar duas reações. Uma demonstração simples de racismo, como ocorreu com os primeiros Ghiscari a chegarem às Ilhas do Verão (TWOIAF, As Ilhas do Verão). Ou a cor pode realmente vir de algo que lembre “um homem que foi tostado nas chamas até que sua carne carbonizou e caiu soltando fumaça de seus ossos”.
Nesse último caso, a cor da pele de Moqorro denunciaria algum grau avançado de poder místico. O fato de a mulher morena ter percebido isto induz a pensa que ela pode ter tido algum encontro com este tipo de pessoa no passado. Um encontro traumático, claro.
Por fim, se forem as tatuagens, simplesmente a mulher morena tem algo contra sacerdotes de R’hllor.
A parte interessante é que Moqorro não mostra interesse algum na mulher. Mas Moqorro não mostra interesse algum em ninguém, nem mesmo os tripulantes que pediram que Victarion o matasse.
Os homens de Euron são compostos de “mudos e mestiços”. Isso quer dizer que os mestiços não são necessariamente mudos. Vimos, inclusive, que um dos filhos bastardos mestiços de Euron fala. Portanto, cortar a língua da mulher morena foi uma atitude deliberada de Euron. Ou ela era parte da tripulação como os demais mudos?
Por outro lado, diante de tantas possibilidades de origens estrangeiras para a mulher, fica a pergunta: ela fala a língua comum? Sequer entende o que Victarion está falando?

Propósito e futuro

Se a mulher é uma espiã de Euron, então Euron está fazendo uma farta colheita. Mas de que serve toda esta informação agora? Será útil a Euron ou aos Warlocks no futuro saber que Moqorro está com Daenerys? Ou as notícias de que Daenerys está morta já podem ser suficientes?
Em suma, que futuro existirá para a mulher morena se tantas pessoas apostam na morte de Victarion? O próprio Victarion pensa em fazê-la de camareira:
– Ela será minha esposa, e você será minha camareira. – Uma camareira sem língua nunca deixaria escapar nenhum segredo.
Ele poderia ter dito mais, mas foi então que o meistre chegou, batendo na porta da cabine, tímido como um rato.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Há também a possibilidade de que ela carregue um filho de Euron em si. Afinal, o próprio VIctarion suspeita de que Euron já havia se deitado com a mulher antes de passa-la a ele.
Por terminar as especulações sem spoilers, seria a mulher morena uma feiticeira com poderes próprios e um objetivo claro em Meereen?

Especulações com spoilers de Ventos do Inverno

O capítulo de Victarion em Ventos do Inverno não é completo. Ele termina com algumas notas sem transcrição literal dos eventos:
❖ A mulher morena sangra o braço de Victarion em uma bacia. Victarion esfrega o sangue no berrante, murmurando suavemente para ele “​Meu berrante… dragões…”;
❖ Victarion masturba a mulher morena, não há penetração. Ele pensa que não gosta de transar antes da batalha;
❖ A mulher morena o ajuda a colocar a armadura, ele faz um discurso vibrante para a tripulação, e eles velejam em direção a Meereen.
(TWOW, Victarion)
Como a mulher morena é citada em todas as notas finasi, algumas perguntas ficam no ar:
Se Euron ou os Warlocks estão assistindo VIctarion reinvindicar o berrante via mulher morena, eles teriam algo preparado para fazer caso isso acontecesse? Fazia parte dos planos?
Qual é a importância de Victarion masturbar a mulher morena? Teria alguma relação com o braço que ele usa para fazer isso? Victarion usaria seu braço fumacento para fazer algo do tipo? Por que diabos ele faria algo do tipo?
A mulher morena fica para trás no navio quando os nascidos no ferro descem para atacar Meereen. Ela pode sabotar alguma parte dos planos? Teria alguma relação com o Atador de Dragões?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.02.01 02:36 altovaliriano O corvo (de sangue) de Jeor Mormont

Texto original: shorturl.at/lpA19
Autor: Desconhecido
Título original: Examining Bloodraven, Part 5: Corn

Este post examinará o uso do corvo do Lorde Comandante Jeor Mormont por Corvo de Sangue ao longo da série e o que podemos aprender sobre Corvo de Sangue a partir de seu uso do pássaro. Para mim, a maior evidência que Corvo de Sangue está entrando na pele do pássaro é o seu pedido constante por milho.
No primeiro sonho de Bran sobre o corvo de três olhos, Corvo de Sangue também pede milho a Bran. Penso que esta evidência (e outras que apresentarei mais tarde) indicam que Corvo de Sangue está se entrando na pele do corvo de Mormont e não um Bran do futuro, como alguns sugeriram.
Alguns podem perguntar, se Corvo de Sangue está realmente na pele do corvo, por que ele não diz as coisas com mais clareza? Eu acho que existem algumas respostas para isso.
Em primeiro lugar, ele não quer que as pessoas comecem a suspeitar que há um humano controlando o pássaro, o que pode levá-lo a perder os olhos, os ouvidos e a voz limitada que tem com o Lorde Comandante.
Em segundo lugar, sabemos por Bran, Jon, Arya e Varamyr Seis-Peles que, quando eles entram na pele, assumem algumas características do animal e o efeito é amplificado ao longo do tempo. Provavelmente, Corvo de Sangue está cuidando dessa ave há tanto tempo, que de vez em quando começa a fazer coisas de corvo.

A Guerra dos Tronos

Jon Snow apresenta o leitor a Mormont e seu corvo quando são enviadas notícias de que Bran está vivo. Jon observa:
Jeor Mormont, o Senhor Comandante da Patrulha da Noite, era um homem áspero e velho, com uma imensa cabeça calva e uma desgrenhada barba cinzenta. Tinha um corvo pousado no braço e alimentava-o com grãos de milho.
– Ouvi dizer que sabe ler – sacudiu o corvo, e a ave bateu as asas e voou até a janela, onde pousou, observando Mormont tirar do cinto um rolo de papel e entregá-lo a Jon. “Grão”, resmungou o corvo em voz roufenha. “Grão, grão.”
Acho muito curioso que, na primeira vez em que encontremos Jeor Mormont, Martin passe mais tempo nos falando sobre o corvo do que sobre o Lorde Comandante da Patrulha da Noite. Isso reforça ainda mais minha crença de que tudo o que o corvo faz é importante. Depois que Jon termina de ler a carta, ele pontua que Bran vai viver. Mormont diz que o garoto será aleijado, mas Jon não se importa e nem o corvo:
O corvo voou até seu ombro, gritando “Viver! Viver!”.
Como mentor de Bran, é claro, Corvo de Sangue só se importa com o fato de que o garoto vivera, não se ele será incapaz de andar novamente.
Quando o lorde comandante conta a Tyrion sobre o desaparecimento de Waymar Royce e se chama de tolo. O corvo concorda:
“Tolo”, concordou o corvo. Tyrion ergueu o olhar. O pássaro o olhou com aqueles olhos negros, pequenos e brilhantes, agitando as asas. “Tolo”, gritou de novo.
Tenho a impressão de que, na segunda vez em que o corvo diz tolo, ele está dirigindo esse comentário a Tyrion, em parte porque o pássaro está olhando diretamente para ele. Se Corvo de Sangue já sabe como Tyrion negligenciará a Muralha quando ele é Mão do Rei, apesar de ver a condição da Patrulha da Noite e se sentir desconfortável ao olhar além da Muralha, faria sentido que ele o considerasse tolo.
Curiosamente, quando Mormont inspeciona os cadáveres encontrados no bosque de represeiro ao norte da Muralha, o corvo não está com ele. Corvo de Sangue obviamente teria acesso a esse cenário através da rede de represeiros, então ele não envia o corvo. Talvez ele soubesse que todos os homens em Castelo Negro deviam ver as criaturas por si mesmos e, portanto, não usariam o corvo para aconselhá-los a serem queimados. Mais tarde, no capítulo em que a notícia da morte de Robert e da prisão de Ned chega à Muralha, o Corvo está esperando na luz solar de Mormont:
Quando entrou no aposento, o corvo de Mormont gritou: – Grão! Grão! Grão! Grão!
– Não lhe dê ouvidos, acabei de alimentá-lo – resmungou o Velho Urso.
Achei interessante que o corvo ainda peça por milho, mesmo que tenha acabado de ser alimentado. Isso me diz que pode haver mais na palavra do que simplesmente pedir comida. Enquanto a conversa continua, o corvo permanece em silêncio até Mormont dizer:
– Seu dever agora é aqui – lembrou-lhe o Senhor Comandante. – Sua vida antiga terminou quando vestiu o negro – sua ave soltou um eco rouco. “Negro.”
Corvo de Sangue está lembrando Jon de seu dever para com a Patrulha. Além disso, isso me diz que Corvo de Sangue acredita que Jon precisa permanecer na Muralha, pois é aí que seu destino acontecerá de um jeito ou de outro, junto à Patrulha da Noite. Jon deixa Mormont e desce para brigar com Sor Alliser Thorne. Quando Mormont chega, diz a Jon:
– Disse-lhe para não fazer nada estúpido, moço – resmungou o Velho Urso. “Moço”, papagueou o pássaro.
Corvo de Sangue expressando sua decepção por Jon. Ele precisa que ele cresça e rápido. Quando Jon permanece em sua cela, eventualmente, Fantasma percebe que algo está errado e Jon começa a se aproximar dos aposentos do Lorde Comandante quando:
De repente, ouviu o guincho do corvo de Mormont. “Grão”, gritava a ave. “Grão, grão, grão, grão, grão, grão.” Fantasma deu um salto para a frente e Jon seguiu atabalhoadamente logo atrás.
É claro que isso acontece quando o cadáver de Othor tenta matar o Lorde Comandante Mormont. Corvo de Sangue está tentando acordar o Lord Commander para que ele possa se defender e também alertar qualquer pessoa que esteja por perto criando uma algazarra. Eventualmente, Jon chega a enfrentar Othor e, durante a longa batalha da qual não sinto vontade de transcrever o corvo grita: grão. Lorde Comandante Mormont ainda não está acordado neste momento e Corvo de Sangue está tentando acordá-lo, mas eventualmente ele chega na sala nu com uma candeia de azeite:
Jon tentou gritar, mas não tinha voz. Pondo-se em pé com dificuldade, chutou o braço para longe e arrancou a candeia das mãos do Velho Urso. A chama tremeluziu e quase se extinguiu. “Queime! ”, grasnou o corvo. “Queime, queime, queime! ”
Rodopiando, Jon viu as cortinas que arrancara da janela. Atirou com ambas as mãos a candeia para cima do monte de pano. Metal rangeu, vidro estilhaçou-se, óleo derramou-se e as cortinas se transformaram numa enorme chama.
Quando uma fonte de fogo surge, Corvo de Sangue entra imediatamente em ação e diz a Jon o que fazer para matar a criatura. Claramente, este não é um corvo falante normal; na verdade, ele dá bons conselhos em momentos de crise. Ele sabe o que fazer e quando fazê-lo. Para qualquer leitor neste momento, o corvo é claramente mais do que aparenta. No próximo capítulo de Jon, ele pergunta a Mormont se eles receberam uma ave com notícias de seu pai, no que o corvo de Mormont responde:
“Pai”, escarneceu o velho corvo, inclinando a cabeça enquanto passeava pelos ombros de Mormont. “Pai.”
O pássaro está provocando Jon sobre seu pai, porque Corvo de Sangue, como será visto inúmeras vezes, sabe que Eddard não é o pai de Jon (sim, pressuponho que R+L=J seja verdade, mas não quero discutir isso aqui).
Eventualmente, Mormont diz:
Temos sombras brancas na floresta e mortos irrequietos que caminham furtivamente por nossos salões, e é um rapaz que ocupa o Trono de Ferro – disse, desgostoso.
O corvo riu estridentemente. “Rapaz, rapaz, rapaz, rapaz.”
Até Corvo de Sangue sabe que Joffrey é um idiota! Mas também mostra a opinião de Corvo de Sangues sobre o assunto. Ele sabe que o reino precisa estar unido sob um forte líder para enfrentar os Outros, mas o que eles têm é Joffrey e uma guerra civil. Então, Mormont oferece Garralonga a Jon, causando o corvo entrar em erupção em ataques de:
“Tome”, repetiu o corvo num eco, arranjando as penas com o bico.
Tome, tome.
Corvo de Sangue quer que Jon pegue a espada. Acho que isso mostra que ele sabe que Jon precisará de Garralonga no futuro. O que me faz duvidar que Corvo de Sangue planeje dar Irmã Sombria a Jon (presumindo que ele ainda a possua). Eventualmente, Mormont explica sua razão:
Lutou bravamente… e, mais importante, pensou depressa. Fogo! Sim,maldição. Já devíamos saber. Devíamos ter lembrado. A Longa Noite já caíra antes. Ah, oito mil anos é bastante tempo, com certeza… mas, se a Patrulha da Noite não recorda, quem recordará?
“Quem recordará”, concordou o corvo falador. “Quem recordará.”
O fato é que foi o corvo que disse a Jon para queimar Othor, e agora ele está basicamente respondendo a Mormont: "Eu lembrei, eu e os Filhos da Floresta, e salvamos sua pele".
Depois que Jon faz sua rápida fuga para o sul e é trazido de volta, Mormont diz que ele sabia disso o tempo todo, eles acabaram conversando.
Acha que seu tio Benjen foi o único patrulheiro que perdemos neste último ano?
Ben Jen”, crocitou o corvo, inclinando a cabeça, com pedacinhos de ovo caindo do bico. “Bem Jen. Ben Jen.”
– Não – disse Jon. Tinha havido outros. Muitos.
– Julga que a guerra do seu irmão é mais importante que a nossa? – ladrou o velho.
Jon mordeu o lábio. O corvo bateu as asas em sua direção. “Guerra, guerra, guerra, guerra”, cantou.
Achei as menções de Corvo de Sangue sobre Benjen particularmente interessantes. A partir dessa passagem, senti que Corvo de Sangue sabe exatamente o que está acontecendo com Benjen, mas está mantendo isso perto de seu peito por enquanto, todavia acho que ele revela uma pista interessante nos livros logo depois:
– O senhor seu pai o enviou até nós, Jon. O motivo, quem poderá dizê-lo?
Por quê? Por quê? Por quê?”, gritou o corvo.
Acho que Corvo de Sangue sabe exatamente o que Jon está fazendo na Muralha e por que Ned o enviou para lá. Observe que, embora Martin use pontos de interrogação, ele não diz que o corvo pergunta usando o verbo [no original em inglês, diferente da tradução em português, só há um ponto de interrogação, no terceiro “por quê”]. Acho que o modo como Martin escolhe o verbo sempre que escreve o que o corvo diz é importante para decifrar o significado de suas palavras.

A Fúria dos Reis

O corvo aparece pela primeira vez em A Fúria dos Reis quando Jon leva Sam a Mormont com os mapas que Sam tinha a tarefa de encontrar para a grande patrulha. Mormont está decepcionado com os mapas:
– Estes são velhos – queixou-se Mormont, e o corvo serviu de eco com um grito penetrante de “Velhos, velhos”
Acho que é provável que os mapas sejam da época em que Corvo de Sangue era Lorde Comandante. Mapas mais recente não são mencionados e duvido que alguém como Corvo de Sangue se contentasse em estar às cegas. Ele gostaria de mapas atualizados para seus patrulheiros e que estes mapas estivessem na galeria para quando chegasse a hora em que seriam necessários. O comentário do corvo sobre a idade dos mapas parece indicar isso.
Mormont começa a contar a Jon Snow como propuseram a Meistre Aemon que sentasse no Trono, e recebemos uma informação interessante:
Aerys casou com a irmã, como os Targaryen costumavam fazer, e reinou durante dez ou doze anos.
Mormont está falando de Aerys, o rei a quem Corvo de Sangue serviu como Mão. Não conhecemos outras Mãos de Aerys I e, embora isso não diga muito, sabemos que Corvo de Sangue foi nomeado Mão logo após Aerys subir o trono, portanto, seria razoável supor que Corvo de Sangue foi Mão durante todos os dez ou doze anos do reinado de Aerys.
No final da aula de história de Mormont sobre os reis Targaryen:
[...] até Jaime Lannister pôr fim à linha dos Reis-Dragão.
“Rei”, crocitou o corvo. A ave atravessou o aposento privado e foi pousar no ombro de Mormont. “Rei”, voltou a palrear, pavoneando-se de um lado para outro.
– Ele gosta dessa palavra – Jon sorriu.
– Uma palavra fácil de dizer, e fácil de gostar.
“Rei”, a ave voltou a se manifestar.
– Acho que ele deseja que tenha uma coroa, senhor.
– O reino já tem três reis, e isso são dois a mais para o meu gosto.
Mormont afagou o corvo sob o bico com um dedo, mas os olhos nunca deixaram Jon Snow.
Aí está Corvo de Sangue, nos fornecendo mais provas para R+L=J. O corvo diz rei depois que Mormont afirma que os reis Targaryen estão todos mortos. Se Lyanna se casasse com Rhaegar, Jon seria o herdeiro do trono, presumindo-se que Aegon seja uma fraude (e acho que aí está mais uma evidência de que é).
Durante a patrulha, os membros da Patrulha da Noite admiram o grande represeiro em Brancarbor:
– Uma árvore velha – Mormont estava montado, franzindo o cenho. “Velha”, concordou o corvo empoleirado no seu ombro. “Velha, velha, velha.”
– E poderosa – Jon conseguia sentir o poder.
Provavelmente Corvo de Sangue viu através desta árvore desde as suas origens e sabe quantos anos ela tem. Enquanto a patrulha está olhando a vila:
“Foram” gritou o corvo de Mormont, esvoaçando até o represeiro e empoleirando-se acima de suas cabeças. “Foram, foram, foram.”
Corvo de Sangue está dizendo a eles exatamente o que aconteceu em Corvarbor, já que ele provavelmente viu através do represeiro. Mormont decide que não acamparão em Brancarbor, mas:
– Procure Tarly e certifique-se de que ele ponha isto a caminho – Mormont disse enquanto entregava a mensagem a Jon. Quando assobiou, o corvo desceu batendo as asas e foi pousar na cabeça do cavalo. “Milho”, sugeriu a ave, balançando-se. O cavalo relinchou.
Novamente, vemos o uso da palavra milho do corvo no momento em que estão prestes a enviar uma mensagem com informações incompletas.
Eventualmente, a Patrulha chega à Fortaleza de Craster, onde:
– São poucos aqui, e isolados – disse Mormont. – Se desejar, destacarei alguns homens para os escoltarem para sul até a Muralha.
O corvo pareceu gostar da ideia. “Muralha”, gritou, abrindo as asas negras como se fossem um colarinho elevado atrás da cabeça de Mormont.
[...]
A mulher passou a língua por lábios finos.
– Este é o nosso lugar. Craster nos mantém a salvo. É melhor morrer livre do que viver como um escravo.
“Escravo”, o corvo resmungou.
Corvo de Sangue claramente acha que seja melhor que Craster e suas esposas vão para a Muralha. Ele provavelmente sabe o que Craster tem feito pelos Outros e enviá-lo para a Muralha acabaria com isso. Ele também comenta como as esposas de Craster são escravas. Quando eles saem da Fortaleza, Jon diz a Mormont:
– Ele dá os filhos à floresta.
Um longo silêncio. E então:
– Sim – “Sim”, o corvo resmungou, pavoneando-se. “Sim, sim, sim”.
Corvo de Sangue está muito ciente do que Craster está fazendo e provavelmente sabe muito mais sobre o que acontece com esses filhos do que nós.
Eventualmente, a Patrulha atinge o Punho dos Primeiros Homens. Jon e Mormont conversam sobre Benjen Stark,
– Sim – Jon respondeu –, mas… e se…
– … estiver morto? – Mormont concluiu, num tom que não era desprovido de gentileza.
Jon confirmou, relutante, com a cabeça.
“Morto”, disse o corvo. “Morto. Morto.”
– Pode vir mesmo assim até nós – o Velho Urso disse. – Como fez Othor, e Jafer Flowers. Temo isso tanto quanto você, Jon, mas temos de admitir a possibilidade.
“Morto,” crocitou o corvo, sacudindo as asas. A voz da ave subiu de intensidade e tornou-se mais estridente. “Morto.”
Eu acho que essa é uma evidência muito forte de que Corvo de Sangue acha que Benjen está morto. Para mim é difícil de admitir porque sempre esperei que ele voltasse, mas acho essa evidência muito forte. Eventualmente, Qhorin Meia-Mão e os homens da Torre Sombria chegam ao Punho. Qhorin começa a conversar com Mormont, sobre esperar no Punho até que os patrulheiros explorarem as Presas de Gelo. Isso leva o corvo de Mormont a dizer:
“Morre”, resmungou o corvo, percorrendo os ombros de Mormont. “Morre, morre, morre,morre.”
Corvo de Sangue sabe que destino aguardará muitos daqueles que ficam no Punho quando os Outros atacam ou durante a marcha de volta à Muralha.

A Tormenta de Espadas

Primeiro encontramos o corvo em ASOS durante o prólogo de Chett. Depois que Chett não encontra nenhuma caça, Mormont diz:
Podíamos ter ficado todos melhores com um pouco de carne fresca. – O corvo em seu ombro inclinou a cabeça e ecoou: “Carne. Carne. Carne”.
Eu acho que isso é Corvo de Sangue prenunciando o que acontecerá com os amotinados que traem Mormont. Eles são comidos por Bran, Meera, Jojen, Hodor e Verão. Mormont faz seu discurso dizendo aos homens o plano de enfrentar Mance Rayder que alguém grita:
– Vamos morrer. – Era a voz de Maslyn, verde de medo.
“Morrer”, gritou o corvo de Mormont, batendo as asas negras. “Morrer, morrer, morrer.”
É claro que muitos desses homens estão prestes a morrer, e o próprio Maslyn morre durante a batalha no Punho.
Quando a Patrulha finalmente retorna à Fortaleza de Craster, Craster anuncia:
– Tenho um filho.
“Filho”, crocitou o corvo de Mormont. “Filho, filho, filho.”
Novamente, o corvo mostra muito interesse nos filhos de Craster, dizendo que ele sabe exatamente o que acontece com eles. Durante o funeral de Bannen, Mormont diz:
– E agora terminou a sua vigia – ecoou Mormont.
“Terminou”, gritou seu corvo. “Terminou.”
Acho que aqui Corvo de Sangue está indicando que a vigia de Mormont está prestes a terminar devido ao motim. Depois do fim do motim, quando Gilly está com ele, ela diz:
– [...] Se não o levar, eles levam.
– Eles? – disse Sam, e o corvo ergueu a cabeça negra e repetiu, numeco: “Eles. Eles. Eles.”
Durante essa conversa, o pássaro continua avisando a Sam que ele precisa sair e seguir para a Muralha com a garota. É claro que Corvo de Sangue não quer que os Outros levem outro filho de Craster. Se Corvo de Sangue estivesse realmente trabalhando com os Outros, não acho que ele tentaria levar aquela criança de volta à Muralha. Após o motim, o corvo de Mormont não é visto por muito tempo até a escolha do próximo lorde comandante:
O caldeirão estava no canto junto à lareira, uma enorme coisa negra de fundo redondo, com duas enormes alças e uma tampa pesada. Meistre Aemon disse algo a Sam e Clydas, e eles agarraram as alças e arrastaram o caldeirão para a mesa. Alguns dos irmãos já estavam fazendo fila junto aos barris de penhores quando Clydas tirou a tampa e quase a deixou cair em cima do pé. Com um grito roufenho e um bater de asas, um enorme corvo saltou de dentro do caldeirão. Voou para cima, talvez em busca das vigas, ou de uma janela por onde escapar, mas não havia vigas no porão e também não havia janelas. O corvo estava encurralado. Crocitando ruidosamente, voou aos círculos pela sala, uma, duas, três vezes. E Jon ouviu Samwell Tarly gritar:
– Eu conheço aquela ave! É o corvo de Lorde Mormont!
O corvo pousou na mesa mais próxima de Jon. “Snow”, crocitou. Era uma ave velha, suja e enlameada. “Snow”, voltou a dizer, “Snow, snow, snow”. Caminhou até a borda da mesa, abriu de novo as asas e voou para o ombro de Jon.
Lorde Janos Slynt sentou-se tão pesadamente que fez tum, mas Sor Alliser encheu a adega com uma gargalhada zombeteira.
– Sor Porquinho pensa que somos todos tolos, irmãos – disse. – Ele ensinou à ave este truquezinho. Todos eles dizem snow, é só ir à colônia e escutar com seus ouvidos. A ave de Mormont sabia mais palavras além dessa.
O corvo inclinou a cabeça e olhou para Jon. “Grão?”, disse com ar esperançoso. Quando não obteve nem grão nem uma resposta, soltou um cuorc e resmungou: “Caldeirão? Caldeirão? Caldeirão?”
Corvo de Sangue claramente quer que Jon seja Lorde Comandante e manipula o voto para que ocorra. Por que o corvo quer Jon especificamente como Lorde Comandante? Eu penso que Corvo de Sangue acha que a identidade de Jon (outro produto dos Primeiros Homens e Valirianos) o faz importante também. Além disso, Corvo de Sangue provavelmente está usando informações das quais não temos conhecimento para tomar sua decisão.

A Dança dos Dragões

Em ADWD, o corvo trata Jon como Mormont, acompanhando-o e grasnando conselhos. A certa altura, Jon percebe:
O corvo de Mormont o olhava com astutos olhos escuros, e então voou até a janela.
– Você acha que sou seu servo? – Quando Jon abriu a janela com seus grossos painéis de vidro amarelo em forma de diamante, o frio da manhã bateu em seu rosto. Respirou para limpar os vestígios da noite enquanto o corvo voava para longe. Esse pássaro é muito espertinho. Tinha sido companheiro do Velho Urso por longos anos, mas isso não o impedira de comer o rosto de Mormont quando ele morreu.
Jon pode ser o servo [thrall, no original em inglês] de Corvo de Sangue em alguns aspectos, porque ele é subconscientemente influenciado pelo corvo. Eu não acho que Corvo de Sangue esteja entrando na pele de Jon ou algo assim, mas ele está influenciando suas decisões através dos corvos. Ele sabe que algo não está certo com aquele corvo, mas não faz nada a respeito.
Eventualmente, Jon ordena a Sor Alliser Thorne que saia em uma patrulha:
– Então o garoto bastardo vai me mandar para a morte.
Morte, gritou o corvo de Mormont. Morte, morte, morte.
Você não está ajudando. Jon espantou a ave.
Isso me diz que Corvo de Sangue espera que Sor Alliser morra em sua patrulha (ainda a ser conhecido) ou acha que Jon realmente quer que Sor Alliser morra nessa missão. Jon acha que ele pode não gostar de Sor Alliser, mas que nunca desejaria um irmão morto. No entanto, também pensa:
Thorne está em mãos melhores do que merece.
e
Oito homens de bem, pensou, e um... bem, veremos.
Acho que Jon quer que Sor Alliser morra, mas não se sente confortável em admitir. Entretanto, Corvo de Sangue vê através dele.
Depois que Jon recebe uma surra de "Camisa de Chocalho” no pátio:
Ficarão amarelas antes de sumir – ele disse para o corvo de Mormont. – Parecerei tão doentio quanto o Senhor dos Ossos.
Ossos, a ave concordou. Ossos, ossos.
É a primeira vez que o corvo diz ossos. Eu acho que provavelmente Corvo de Sangue sabe que Mance ainda está vivo e não é o Senhor dos Ossos, no entanto, o corvo especificamente concorda, então é possível que Melisandre o tenha enganado – mas eu realmente duvido disso. Não quero dizer que Corvo de Sangue é onipotente, mas como alguém treinado no uso de seduções [glamours, no original], duvido que ele seja enganado por alguém. Eventualmente, Jon pensa no que pode esperar por Arya em seu casamento com Ramsay:
Certa vez ele pedira a Mikken para fazer uma espada para Arya, uma lâmina de espadachim, feita num tamanho menor para caber na mão dela. Agulha. Ele se perguntava se ela ainda a possuía. Espete neles a ponta aguçada, dissera a ela, mas se ela tentasse espetar o Bastardo, isso poderia custar sua vida.
Snow, murmurou o corvo de Lorde Mormont. Snow, snow.
Acho que Corvo de Sangue está tentando lembrar Jon de que ele é um Snow, não um Stark e, ligado à Patrulha da Noite, deve esquecer de Arya em seu dever como um homem da Patrulha.
Eventualmente, Jon trata Tycho Nestoris, do Banco de Ferro de Bravos. Nestoris diz:
Se ele [Stannis] se provar mais digno da nossa confiança, é claro que teremos grande prazer em lhe emprestar toda a ajuda de que ele necessitar.
Ajuda, o corvo gritou. Ajuda, ajuda, ajuda.
[...] Haverá um preço.
Preço, gritou o corvo de Mormont. Preço, preço.
Corvo de Sangue sabe que o Banco de Ferro ajudará Stannis e está mostrando que eles também podem ajudar a Muralha. Ainda assim, sabe que há um preço. No entanto, o corvo grita “ajuda” uma vez a mais do que “preço”, então eu acho que Corvo de Sangue está tentando dizer a Jon para aceitar o preço inevitável, porque eles precisam da ajuda.
Jon recebe notícias de que uma garota foi encontrada ao sul da Muralha:
– Uma garota? – Jon se sentou, esfregando o sono dos olhos com as costas das mãos. – Val? Val retornou?
– Não é Val, ‘nhor. Foi deste lado da Muralha.
Arya. Jon se endireitou. Tinha que ser ela.
Garota, gritou o corvo. Garota, garota
Corvo de Sangue está tentando deixar Jon saber que a garota não é Arya, mas na verdade é Alys Karstark.
Quando Jon vai encontrar Tormund Giantsbane fora da Muralha, ele pensa:
Fantasma era a única proteção que Jon precisava; o lobo gigante podia farejar seus inimigos, mesmo aqueles que escondiam sua inimizade atrás de sorrisos.
Mas Fantasma tinha partido. Jon tirou uma das luvas negras, colocou dois dedos na boca e deu um assobio.
– Fantasma! Comigo.
De cima veio o súbito som de asas. O corvo de Mormont voou do galho de um velho carvalho para pousar na sela de Jon. Grão, gritou. Grão, grão, grão.
O fantasma não é a única proteção de Jon. Corvo de Sangue tenta cuidar dele também em situações perigosas. Ele ajudou com o morto-vivo e pode facilmente alertar as pessoas sobre o perigo através do pássaro.
Depois que Jon acorda de um sonho sobre matar lutando com uma espada flamejante sozinho na Muralha, ele acorda e:
Levantou-se e vestiu-se na escuridão, enquanto o corvo de Mormont reclamava pelo quarto. Grão, a ave dizia, e Rei e Snow, Jon Snow, Jon Snow . Aquilo era estranho. A ave nunca dissera seu nome completo antes, pelo que Jon se lembrava.
O corvo dizendo isso logo após esse sonho é muito significativo. O corvo está novamente dizendo que Jon é o rei, mas dizê-lo logo após um sonho que parece terrivelmente com a profecia de Azor Ahai me diz que Corvo de Sangue tinha alguma idéia do que Jon estava sonhando e queria imprimir nele sua própria importância. Como Jon observa, esta é a primeira vez que o corvo diz seu nome completo.
Depois que Jon volta de tentar convencer Selyse sobre outra expedição da Hardhome e ignora o conselho de Melisandre, ele volta aos seus aposentos para descobrir:
O grande lobo gigante branco não parava quieto. Andava de um lado para o outro do arsenal, passava pela forja fria e voltava.
– Calma, Fantasma. – Jon chamou. – Quieto. Senta, Fantasma. Quieto. – No entanto, quando tentou tocá-lo, o lobo se eriçou e mostrou os dentes. É aquele maldito javali. Mesmo aqui, Fantasma pode sentir seu fedor.
O corvo de Mormont parecia agitado também. Snow, a ave gritava. Snow, Snow, Snow. Jon o espantou, pediu para Cetim acender o fogo e depois ir atrás de Bowen Marsh e Othell Yarwyck.
Tanto o Fantasma quanto o corvo estão agitados e agindo de forma estranha, mas Jon não entende a deixa. Eles estão tentando avisá-lo do perigo. Isso ocorre pouco antes de ele convidar o homem que acabará se voltando contra ele para seus aposentos.
Eventualmente, Jon está se encontrando com Tormund Terror do Gigantes e eles têm a seguinte conversa:
Garotas, gritou o corvo de Mormont. Garotas, garotas.
Aquilo fez Tormund gargalhar novamente.
– Agora, eis um pássaro com juízo. Quanto quer por ele, Snow? Eu lhe dei um filho, o mínimo que podia fazer era me dar o maldito pássaro.
– Eu daria – disse Jon –, mas provavelmente você o comeria.
Tormund rugiu daquilo também.
Comer, o corvo disse, sombriamente, batendo as asas negras. Grão? Grão? Grão?
Imediatamente depois disso, Jon recebe a "Carta Rosa". E não ouvimos nem vemos mais nada do corvo pelo resto do capítulo. O que isso significa? Por que a única coisa que o corvo diz, em advertência, é "Milho"? Voltando a A Guerra dos Tronos, há duas explicações possíveis:
Quando entrou no aposento, o corvo de Mormont gritou: – Grão! Grão! Grão! Grão!
– Não lhe dê ouvidos, acabei de alimentá-lo – resmungou o Velho Urso.
O corvo usa milho como mentira aqui, ele acabou de comer, mas está pedindo comida. Poderia ser Corvo de Sangue tentando indicar a Jon que a carta é uma falsa manobra, como muitos teorizaram. E:
De repente, ouviu o guincho do corvo de Mormont. “Grão”, gritava a ave. “Grão, grão, grão, grão, grão, grão.” Fantasma deu um salto para a frente e Jon seguiu atabalhoadamente logo atrás.
É quando Mormont está sendo atacado pelo morto-vivo. O corvo grita “Grão” como um aviso. Jon deve se lembrar disso. Ele costuma pensar na noite em que lutou contra o morto-vivo. Ele deve poder fazer a conexão de que “grão” é um aviso. Eu acho que esse é o aviso e que Jon não faz nada acerca ele. Eu acho que Corvo de Sangue estava tentando protegê-lo e avisá-lo, mas novamente ele não queria se arriscar a revelar mais sobre o corvo, pois sabe que Jon já tem suas suspeitas sobre isso. Isso me leva a algumas outras possibilidades:
  1. Talvez Corvo de Sangue soubesse que Jon tinha que morrer ou sofrer uma traição, mas queria avisá-lo. Quando Jon voltasse, estaria mais aberto a ouvir o corvo, supondo que Jon seria capaz de juntar as peças.
  2. Corvo de Sangue é limitado por Melisandre. Até onde eu sabia, o corvo de Mormont nunca interage ou está presente em volta de Melisandre. Sabemos que Melisandre queimou a águia de Orell durante a batalha na Muralha, portanto ela deve saber reconhecer os troca-peles. Corvo de Sangue não quer arriscar que isso aconteça e, quando Jon vai fazer seu discurso para a Patrulha e os selvagens, o corvo fica para trás porque Melisandre está presente. Isso daria credibilidade à ideia de que Melisandre seria de alguma forma responsável pelo que acontecesse com Jon e que desempenhará um papel em trazê-lo de volta. Eu acho que essa é a opção mais provável.

Conclusões

O corvo é o meio pelo qual Corvo de Sangue mantem um olho na Patrulha e influencia sutilmente o Lorde Comandante. Ele dá dicas de verdades maiores, mas não as revela completamente para manter sua posição. O uso mais direto de sua influência foi ao instalar Jon como Lorde Comandante. Isso me diz que ele queria Jon neste cargo. Juntamente com seus esforços para levar o filho de Craster à Muralha [...], me diz que Corvo de Sangue não está trabalhando com os Outros como alguns têm sugerido.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.10.15 22:46 luizahelenita Você Nasceu Para Trabalhar Com Ganhar Seguidores No Instagram?

Você Nasceu Para Trabalhar Com Ganhar Seguidores No Instagram?
Automação Instagram é o segredo pra você ganhar seguidores no Instagram de forma totalmente automatizada, simples, fácil e barata.
Você sabia que os principais motivos pelo qual empresas que precisam vender mais não conseguem vencer as barreiras de ser muito dificil de configurar está no que eles acreditam?

Curta fotos de outros perfis

Para expandir a sua atuação e ter seguidores no Instagram, é preciso trabalhar e mostrar que o perfil está ativo. Uma das formas é curtir fotos – manualmente – de outras contas, que podem notar sua curtida. “Atrai por visualização. Ela se interessa pelo nome do perfil e vai visitar. Se gostar, dá follow. É uma estratégia”, diz o CEO da NoBeta.

Tenha regularidade para Ganhar seguidores no Instagram.

Não adianta você postar um dia e ficar um mês sem publicar nada depois, por exemplo. “Cuide dos seus seguidores. Responda de maneira pronta e simpática. Tente trazer algo novo. Já tem tanta informação que as pessoas precisam de novidade, coisas que realmente chamem a atenção”.
Eu estou muito feliz por ter conseguido minha meta de baixar seu conteúdo predileto depois que acreditei que esse baixar video do Instagram valia realmente a pena…
E, se essas pessoas conseguem fazer, você também conseguirá! Basta conhecer mais sobre Ganhar seguidores no Instagram em dicas incríveis para seu negócio e nesse automação Instagram e com toda certeza você vai se empolgar.

Como ganhar seguidores no Instagram interagindo com outras redes.

Não é por que o Instagram é a rede de maior alcance, que ela detém todas as pessoas, pois muitos ainda usam constantemente outras plataformas como o Facebook ou o Pinterest.
Ao conectar a sua conta do Instagram às contas de outras redes você amplia o seu poder de divulgação e aumenta a possibilidade de uma pessoa migrar de uma plataforma para a outra e assim se tornar seu seguidor também no Instagram.
Para realizar essa conexão entre redes, se dirija a área das configurações do aplicativo onde fica contas vinculadas e lá você escolhe qual rede deseja conectar junto à sua conta do Instagram.
É possível atingir o ponto exato e alcançar seu objetivo de baixar seu conteúdo predileto de forma certa. Você sabia que os maiores nomes que falam a respeito de Ganhar seguidores no Instagram costumam seguir basicamente esses passos abaixo?
Não deixe para depois: Comece a fazer o que precisa ser feito, como todos os empresas que precisam vender mais que já conseguiram boas razões para ter resultados altamente favoráveis com Ganhar seguidores no Instagram.
A solução para ser muito dificil de configurar existe. E todo empreendedor que se preze sabe bem qual é o automação Instagram que deve ser vista e colocada em prática.

Tenha um Calendário de Conteúdo:

Crie um calendário com os dias e horas em que terá que publicar posts no Instagram. Assim você mantém a frequência de publicação, que é essencial para gerar engajamento de público e também novos seguidores. Publique ao menos duas vezes ao dia.

Publique todos os formatos de conteúdo possíveis, isso ajudará a Ganhar seguidores no Instagram :

O Instagram aceita fotografias, galerias, textos, vídeos gravados e ao vivo. Pode-se publicar no feed, no story e também no IGTV (app integrado que suporta vídeos de até 1 hora de duração). Cada pessoa gosta mais de um tipo de conteúdo. Publique todos e garanta mais seguidores.

Junto com a foto, publique um belo texto:

Todo mundo publica imagens no Instagram, de modo que para se destacar e conseguir mais seguidores você deve publicar também um bom conteúdo textual. Certamente, dá para publicar textos com até mais do que 300 palavras junto com as fotos.

Como baixar video do Instagram?

Não sabe como pegar a URL da foto ou video para baixar video do Instagram?

É um processo bem simples, abra seu Instagram, vá até a publicação(foto ou video) que deseja baixar, clique na parte superior da propriedade, vai abrir um menu, clique em copiar link. Pronto, agora cole no formulário acima e clique no botão, o sistema vai baixar video ou fotos do Instagram como uma mágica para você. Caso não tenha entendido, a imagem abaixo vai te ajudar.
Quando você encontrar uma foto interessante, confira a biografia do usuário para ver se vale a pena seguir. Se essa pessoa e sua empresa tiverem pontos em comum, provavelmente também seguirão você.
Se uma foto faz você querer comentar, faça isso. Mas certifique-se de que o comentário é sobre a foto, não sobre você. Se o usuário quiser saber mais sobre você, ele irá ver sua biografia.
Algumas palavras bonitas podem ser suficientes para converter um usuário em um seguidor.
Repita o método sempre que possível.

Interaja com quem você admira e com novas pessoas.

Não me entenda errado. Por interagir não estou falando em curtir e comentar em fotos aleatoriamente como se fosse um robô ou spam. Tire um tempo de seu precioso dia para interagir, de verdade, com as pessoas.
Ganhar seguidores no Instagram – seguidores reais – não é tarefa fácil. Você vai precisar se esforçar!
Navegue através de hashtags ou de seu próprio feed e dê um like nas fotos que você gostar e deixe também um comentário que signifique algo. Fale o quanto gostou de algo específico naquela foto em vez de apenas colocar 3 corações ou palminhas. Crie uma interação genuína.
Leva tempo, é mais trabalhoso, mas chama mais atenção do que um comentário simples e sem sentido. Quando você comenta algo com o coração é muito mais provável que aquela conta vá até a sua para dar uma olhada. Se seu conteúdo for interessante, pode ser que você ganhe um novo seguidor.
Coisas Que Você Pode Ter Perdido Sobre Ganhar Seguidores No Instagram.
Se você é um dos empresas que precisam vender mais que tanto buscam essa informação, fique de olho nessas dicas incríveis para seu negócio!
E é exatamente por isso que decidi publicar esse meu artigo hoje, pois ser muito dificil de configurar pode ser resolvida com o que se chama baixar video do Instagram, e vou dizer o porquê…
O Maisgram realizou a inclusão de funções que antes eram consideradas adicionais a todos os planos. A partir de agora (14/06/2019) todos os planos do Maisgram, terão inclusos funções consideradas adicionais, SEM COBRANÇA adicional. Elas são: Curtidas por Timeline. Filtro por Sexo, ganhe apenas seguidores homens, mulheres, ambos, reduzindo empresas ou seguidores em geral. Update da parte de Gráficos de Crescimento ( Seguidores, Likes e Comentários ). Altere quando houver necessidade seus perfis referência para obter melhores resultados de segmentação.
Confira já nosso artigo sobre Automação Instagram para saber mais.
SAIBA MAIS SOBRE O SISTEMA PARA SEGUIDORES NO INSTAGRAM AQUI.

https://preview.redd.it/semu7w4lors31.jpg?width=400&format=pjpg&auto=webp&s=965db76e250023f8363f263c51e61005cca6bcc4
submitted by luizahelenita to u/luizahelenita [link] [comments]


2018.11.02 17:41 DiogoSalvia Apelo à Sensatez!

O que a massa de jovens histéricos e paranoicos tem que entender é que a realidade está para muito além dessa guerrinha de amores e ódios à eleição de Bolsonaro para a presidência. Literalmente tem gente desfazendo ''amizades'' por causa disso. Chorando horrorizadas... Que essa guerrinha já não vale para nada, só para deixá-los mais burros ainda, qualquer indivíduo sério deve saber - o mundo não vai acabar porque ele foi eleito, nem será salvo porque ele foi eleito.
Todo o terror psicológico da ameaça hipotética que Bolsonaro representa para certas pessoas (hipotética porque ainda não vi nenhum grupo pró-Bolsonaro queimando pneus, invadindo as casas dos petistas ou agredindo homossexuais) é um próprio fruto da engenharia política e midiática - e vale lembrar que a mídia é dominada pela Esquerda desde os tempos do regime militar - para instituir o caos. A sociedade dividida sempre é algo bom para aqueles que querem centralizar o Poder através da política. Uma sociedade dividida (intoxicada pela luta de classes) foi um dos pontos fracos do Brasil. Mas a verdade é que 99,9% dos eleitores do Bolsonaro não são extremistas, não vão sair por aí armados de fuzil para exterminar as ditas ''minorias'', assim como se Haddad tivesse vencido não haveria no outro dia um exército vermelho tomando todas as propriedades privadas (mas e o MST?!).
Essa histeria toda também é por pura falta de maturidade desta juventude-massa. A maioria desses jovens ''intelectuais'' e revoltados estão ocupados fumando maconha aos arredores de suas universidades e escrevendo sermões no Facebook, posando de justiceiros sociais. O único remédio para isso é ficar em silêncio e ir estudar para compreender as reais circunstancias que cercam nós todos (estudar antes de opinar, sempre!). E ter alguma consciência de si mesmo. Sem isso tudo é gritaria sem finalidade. É revolta dos desencontrados que entram nessa ou naquela onda sem saber olhar para o próprio umbigo. Nenhum grupo, nenhum movimento social e nenhuma causa enche o ser humano de virtudes; é o ser humano que deve buscar ter tais virtudes e então poderá tornar uma causa nobre.
Vamos ser sensatos, pensar por fatos e não por imagens abstratas que estão por aí flutuando no ar - imagens do Bolsonaro com um bigodinho à la Hitler ou com um casaco de couro brilhoso e uma bandeira do Brasil na costas. Não há diabo encarnado ou salvador da pátria nessa história. Tudo isso é exasperação imaginativa, falta de maturidade emocional e, acima de tudo, um grande sinal que sua inteligência está sob risco. Também não devemos nos apegar a alguma paixão imediatista (tanto quem é a favor quanto quem é contra Bolsonaro) só porque ouvimos o coleguinha falando que gosta ou não gosta dele, ou porque ouvimos ele dizer ''Vá queimar tua rosquinha quando tu bem entender, porra'' em alguma entrevista. Pois, infelizmente, na maioria dos casos é assim: as pessoas gostam de tal opinião e passam a concordar e discordar no puro automatismo. Basta falar que votou em fulano ou ciclano que já se torna uma escória nojenta aos olhos do ilustre interlocutor. Lá se vai a boa e velha Dialética, a discussão de ideias que é tão citada de forma hipócrita por aqueles que nunca discutem ideias, mas fazem de tudo para calar as bocas que dão vozes à ideias que divergem. Quando se chega a esse nível - já dizia o filósofo espanhol, Ortega Y Gasset - é porque o ser humano renunciou a si mesmo e decidiu agir como um orangotango. E quantos orangotangos vemos hoje por esse Brasil.
Queira ou não queira, Bolsonaro foi eleito pela maioria, sob o véu da tão aclamada Democracia. E não houve uma fraude de apuração secreta dos votos como na eleição de 2014, portanto é um governo legítimo. O número de ministérios será diminuído, teremos muitos ministros competentes para cada área proposta, teremos direitos que nos foram tirados (como o próprio porte de arma - sim, o porte de arma já tinha sido aceito numa votação democrática), teremos uma descentralização do poder estatal (daí o Slogan ''Mais Brasil, menos brasília''), nos distanciaremos de ditaduras e ditadores para nos aproximar das grandes potências e, segundo os planos, teremos uma economia Liberal - TODO país próspero no MUNDO precisou de políticas liberais-econômicas para prosperar). Mas isso tudo é aberto para debate e debate consiste em discutir ideias e visões de mundo diferentes - não consiste em berros, choradeira e hashtags. Então para quem quer ser sério e desenvolver os miolos, começo aqui uma oportunidade de debater sobre o governo que teremos a partir de 2019.
Basicamente é mais um passo para se livrar de toda a sujeira dos comunistas, que são culpados diretos de toda decadência moral e econômica do Brasil - sim, a culpa do Brasil ter mais de 70 mil homicídios por ano, uma economia em ruínas e uma educação degradada não é do Bolsonaro e seus eleitores. É culpa de uma política furada que já está em atividade há muito tempo, aliada à ignorância do povão. Bolsonaro já deu evidências que realmente vai fazer um governo diferente - chega desse sufoco.
Esse texto é um apelo à sensatez justamente em um momento que precisamos tanto dela: pois, decerto, não há nada de sensato discutir política como se fosse mera questão preferencial, de aprovação ou desaprovação, de gostos e desgostos. Não é uma partida de futebol. Se você não tem conhecimento de causa, do por que e como chegamos a essa situação, de quem é Bolsonaro e qual é seu plano de governo, de quem são seus inimigos, etc..simplesmente abstenha-se de sair por aí soltando suas opiniões, porque elas não vão ter substância alguma e são, afinal, elementos alienantes que vão confundir mais a sua própria consciência - uma tagarelice sem finalidade.
Se palavras como ''Comunismo'', ''Fascismo'',''Liberalismo'',''Conservadorismo'', ''Estado'', ''Democracia,''Direita'', ''Esquerda'', ''Política'', ''Moral'', ''Cultura'', ''Educação'', ''Brasil'' são palavras desconhecidas por você ou são usadas apenas como chavões, sem a intuição de seus respectivos significados na realidade que vivemos, simplesmente não saia gritar com seu coração podre nas mãos, em nome de tal movimento social ou de si mesmo, o quanto você ama ou odeia Bolsonaro, Haddad ou esse e aquele grupo. Simplesmente poupe os outros desse barulho e vá tomar no cu. Estudar e trabalhar também vai ajudar.
submitted by DiogoSalvia to Bolsonaro [link] [comments]


2018.10.24 02:52 MoonGosling Na paz e sem downvotes: Vou votar em Haddad, mude meu voto

Queria fazer aqui algo parecido com o que rola no changemyview, que eu acho fantástico. Acredito que todos nós acabamos ficando presos em bolhas, e por isso venho há um tempo seguindo o brasilivre apesar de discordar da grande maioria dos posts e comentários que vejo aqui, e ser constantemente downvotado quando participo das conversas. Nesse espírito, queria propor um CMV de tempos de eleição e de véspera do segundo turno, com civilidade e debate, que é o que eu espero dos cidadãos do Reddit. Parece legal? Então deixa eu falar um pouco sobre o porque de eu votar em Haddad:
Começo dando o disclaimer que considero muito importante nesse período: Eu não sou petista e não queria esse segundo turno com Haddad. Quando faço aquele teste que lhe coloca nos eixos políticos sempre acabo ligeiramente a esquerda (muito mais próximo ao centro) e fortemente no lado liberal. Eu não tenho sentimentos negativos muito fortes em relação ao PT, mas eu acredito que a política precisa de mudança, e novas coisas precisam ser testadas de tempos em tempos para que possamos avançar em diferentes frontes. Também reconheço o sentimento de antipetismo, independente de ser ou não justo ou merecido, é um impedimento de um governo do PT, e tendo Haddad na presidência o povo provavelmente só se polarizará mais, o que é negativo para a democracia.

Mas, apesar de querer uma mudança no governo, e de não ter votado em Haddad no primeiro turno, agora eu voto nele. Primeiramente porque eu considero Bolsonaro uma ameaça à democracia, devido aos seus discursos que vem de longa data, desde quando ele disse que daria um golpe no primeiro dia, e que através do voto não se mudaria nada nesse país, até quando mais recentemente ele disse que poria um ponto final a toda forma de ativismo. Tem também o mais recente evento de seu filho dizendo que brincam que caso houvesse tentativa de impugnação da candidatura do pai, basta um soldado e um cabo para fechar o STF, e sua proposta de aumentar o número de ministros do supremo, que é uma medida tomada por autocratas, inclusive na nossa própria ditadura militar. A essas preocupações de interpretação se somam as preocupações de Steven Levitsky, cientista político de Harvard que estuda as democracias latino-americanas, e Monica de Bolle, diretora de estudos latino-americanos na universidade de Johns Hopkins, que dizem que Bolsonaro é o único dos candidatos que tivemos nessa corrida eleitoral com claras tendências autocráticas, e que o viés militarístico de Bolsonaro é o que mais se assemelha a, e nos leva na direção de, um governo chavista.
Mas e a anti-democracia petista?
De todas as críticas que o PT pode receber, ser antidemocrático não é uma delas. Foram 13 anos de governo petista sem que a democracia fosse violada. Muito pelo contrário, depois de um sindicalista e uma guerrilheira nós tivemos apenas movimentos que nos levaram para mais perto da democracia, com fortalecimento de órgãos como o MPF. Agora que seria eleito um economista (cientista político e filósofo) e professor que apresentou críticas aos raciocínios marxistas, e que já havia se posicionado, antes de ter a corrida presidencial em mente, dizendo que a Venezuela não pode ser considerada uma democracia. Se o PT tivesse, de fato, um viés antidemocrático seria impensável que ocorresse o que ocorreu durante sua gestão: o impeachment de Dilma e a prisão do ex-presidente Lula, principal figura do partido. Seria impensável mesmo sair as ruas com boneco inflável de Lula em roupas de prisioneiro, ou até ler livros com ideologias contrárias a petista, como acontecia durante a ditadura militar. O fato que tanto Dilma, quanto Lula, quanto o PT aceitaram, com suas devidas reclamações, os destinos democráticos que lhes foram dados é prova de que eles são, sim, democratas. A narrativa do golpe, por mais que eu acredite ser exagerada (como diz Steven Levitsky, eu acredito que o que houve não foi um golpe, mas sim um abuso constitucional), é uma narrativa que não passa disso: exagerada. Mas é válida, e, portanto, é justa e democrática. Antidemocrático teria sido se a força precisasse ter sido utilizada para efetuar a prisão do ex-presidente, ou se Dilma tivesse tentado alguma forma de contra-golpe para se manter no poder. Nenhum dos dois aconteceu, Haddad sequer promete dar induto a Lula, dizendo que acredita na inocência dele, e que isso será provado nas cortes.
Além de antidemocrático, Bolsonaro é uma afronta a tudo que eu acredito enquanto ser humano, sem sequer olhar para política. Ele tem diversos discursos incitando o ódio, como o mais recente e fan-favorite "vamos fuzilar a petralhada". Ele disse que a filha mulher foi uma fraquejada, que quando o filho começa a ficar "gayzinho" leva um "coro" e muda o comportamento, que não estuprava uma colega porque ela "não merece" (depois justificou dizendo que queria apenas chama-la de feia). Ele disse que "de homossexual [...] ninguém gosta, a gente suporta", que é homofóbico com orgulho, e que não ia "combater", mas que se visse dois homens na rua se beijando ia bater. A homofobia é um ponto tão forte nele que ele participou de dois documentários sobre o assunto, o de Stephen Fry, e o de Ellen Page.

Mas ele está apenas defendendo as criancinhas da ditadura gayzista do Kit Gay
Essa ditadura não existe. O "kit gay" também não. De fato, se a ditadura gayzista existisse eu seria um dos primeiros a saber, tendo vários amigos gays que nunca fizeram qualquer menção a querer que as outras pessoas fossem gays (exceto, talvez, quando eles olham para alguém que acham atraente. Tipo quando eu ou você olhamos para uma pessoa do outro sexo e achamos atraente e pensamos "nossa, como eu queria que essa pessoa fosse atraída por mim também"). Eu, sinceramente, não consigo entender a afirmação de que restaurante não é lugar para dois homens se beijarem, porque tem criança vendo. Qual a diferença entre ver dois homens se beijando e ver um homem e uma mulher se beijando? Sou da opinião do viva e deixe viver, e de gostar das pessoas por pressuposto, e desgostar caso aconteça algo que justifique isso (o motivo pelo qual acho tão intragável a afirmação de que "ninguém gosta de homossexual")

Esses discursos de ódio e inflamatórios já estão mostrando seus efeitos, com a grande quantidade de crimes de ódio perpetuados por apoiadores de Bolsonaro. Mas mesmo que não tivesse efeitos tão diretos, o ódio e o preconceito é uma das poucas coisas que eu acredito que não deve ser representada, para não legitimizar aqueles que compartilham desse ódio.

Quanto a corrupção, acredito que é um ponto de extrema importância, e tenho minhas ressalvas em relação a Haddad devido as diversos processos lançados contra ele. Não conheço bem as provas, porém, e sei que ele não foi condenado em nenhum desses processos, tendo sido inocentado já em dois (aqui um deles). Mas mesmo que Haddad seja corrupto (e dizer uma frase dessas me dói, "mesmo que ele seja corrupto"), Bolsonaro é, no mínimo, tão corrupto quanto. Ele se apresenta como o cara que vai limpar o Brasil da corrupção (uma estratégia de campanha que vem aí desde a república velha), mas passou sua vida toda de político no PP, o partido com mais envolvidos na Lava Jato (são 31 do PP contra 6 do PT). Ele também admitiu ter recebido propina e "rejeitado", devolvendo ao partido que depois deu o mesmo valor à ele, e depois justificou o fato de saber que o partido havia recebido propina dizendo que todo partido recebe. Esse último ponto é importante, porque eu sou incapaz de acreditar que uma pessoa que se justificou dizendo que "mas todo mundo tá fazendo" seja capaz de resolver a coisa que estão todos fazendo. Mais pra perto da eleição ele decidiu mudar de partido, escolhendo o PSL, que é um de apenas dois partidos brasileiros com nota 0 em transparência. Isso também torna muito difícil para mim acreditar que ele levará uma gestão transparente. Isso sem mencionar outros casos recentes, como a funcionária fantasma, a omissão de R$2.6mi em bens.

Além disso tudo, as pautas de Bolsonaro são extremamente fracas. Eu fui ler o plano de governo dele e além de mal-formatado (o que já gerou piadas o suficiente) ele passa muito mais tempo apontando falhas e dedos do que fazendo propostas de solução. Acho que em qualquer dado tópico tem uma razão de 3:1 de texto de reclamação e crítica para texto de solução. Isso se traduz em propostas que não são explicadas (como sua proposta de reduzir ministérios, sem dizer quais). Em outros pontos que ele vai mais a fundo (e mesmo o mais a fundo é bem pouco a fundo), eu sou totalmente contrário, como armar a população. Apesar de ver, entender, e valorizar o discurso das liberdades individuais, eu acho que o armamento da população é uma medida perigosa, e que quase toda literatura científica mostra como não sendo uma solução à segurança como ele propõe. Além disso, ele vai contra outras liberdades pessoais que eu acredito que tem precedência maior por serem, realmente, "mais pessoais", como a descriminalização e legalização das drogas, que era um dos pontos do plano de governo de Haddad, e que tem diversos resultados positivos, como em Portugal, que viu um aumento no número de pessoas se tratando por dependência, e a legalização no Colorado permitiu que os impostos sobre a maconha fossem usados para "o bem".

Bolsonaro propõe algo que, em minha opinião, é um ataque a educação no nosso país. O discurso de que há uma doutrinação na educação hoje é, em minha opinião de aluno de um colégio federal que teve muitos professores grevistas e fortemente de esquerda, ridícula. Inclusive, se esse fosse o caso ele não estaria ganhando entre o público mais educado que, justamente, teria passado por essa doutrinação marxista/esquerdista. Mais uma vez dando exemplo da minha escola, eu vi professores essas eleições ocupando quase todo o espectro político, de professor que votou em Boulos, até professor que votou em Amoedo. Eu acredito que o que há na educação não é uma doutrinação, e sim a simples extinção de algumas formas de pensar, que morrem quando estamos em um ambiente de intelectualidade e de compartilhamento de opiniões em que todos são iguais. Por exemplo: Acho muito improvável que você encontre um intercambista que seja xenofóbico, e, de fato, o intercâmbio é usado por algumas organizações pelo mundo justamente para combater esse tipo de pensamento. Isso não acontece porque o intercâmbio é, por natureza, doutrinador, mas sim porque quando você vive a experiência de outra pessoa em outro país, de outra cultura, quando você se torna minoria, aí você começa a ver de maneira diferente as outras culturas, e as minorias em seu próprio país. Eu acho que o mesmo pode ser dito de algumas ideologias, como o conservadorismo, em relação a educação.

Por fim, e de maneira geral em relação ao ponto de propostas, eu acredito que votar no Bolsonaro é assinar um grande cheque em branco, o que pode ser OK se você de fato olha para Bolsonaro e se sente completamente representado por ele, mas acho que não é uma opção interessante para o país como um todo.

Outros pontos comuns de debate:
Haddad foi o pior prefeito da história de São Paulo
E ainda assim ganhou prêmio da Bloomberg Philanthropies, e também da ONU, e foi considerado "visionário" pelo Wall Street Journal. Com ele S.P. teve uma série de avanços, inclusive a recuperação de mais de R$270mi desviados.

Haddad está sendo poste de Lula
De fato, também não gosto disso, mas pelos motivos que coloquei acima, ainda prefiro votar em um poste do que no Bolsonaro
Bom, gostaria agora de me colocar aberto ao debate. Acho que seria realmente interessante se vocês puderem desafiar os pontos que coloquei aqui, e trazer coisas que eu talvez esteja perdendo. Abraço.
submitted by MoonGosling to brasilivre [link] [comments]


2018.10.20 01:10 Paralelo30 A ascensão dos generais

Por Edoardo Ghirotto e Gabriel Castro
Com a esperada vitória de Bolsonaro, pela primeira vez desde a volta da democracia, o grupo mais poderoso de um governo é egresso da caserna
Não acontecia desde o tempo em que o presidente da República usava óculos escuros e se chamava João Baptista Figueiredo (1979-1985). Se o mais provável ocorrer no dia 28 e Jair Bolsonaro vencer as eleições, os militares farão sua reentrada na cena política brasileira em grande estilo. Como está configurada hoje, a equipe encarregada de planejar um eventual governo Bolsonaro é quase toda formada por egressos da caserna. Dos quatro integrantes principais, apenas um — o economista Paulo Guedes — é civil. Os outros três são generais. Os militares são neste momento o grupo mais poderoso do protogoverno Bolsonaro não apenas porque encabeçam sua formulação e têm a confiança do candidato, mas também porque estão prestes a controlar um orçamento de 245 bilhões de reais. Esse valor — 20% do total aprovado pelo Congresso para 2019 — é a soma do que está destinado às quatro pastas com que Bolsonaro acenou até o momento à categoria: Defesa, Educação, Infraestrutura e Ciência e Tecnologia.
Além do próprio candidato, capitão reformado do Exército, seu núcleo duro de campanha conta com o vice, general Hamilton Mourão, e três auxiliares: Augusto Heleno Ribeiro Pereira e Oswaldo Ferreira, de quatro estrelas, e Aléssio Ribeiro Souto, de três. O primeiro, coordenador do programa de governo e indicado como possível titular da Defesa, é o mais próximo do presidenciável. Aos 70 anos de idade, foi o primeiro comandante da bem-sucedida missão de paz da ONU no Haiti. Tido como conciliador e maleável, é bastante respeitado nas Forças Armadas. Até há pouco tempo, o atual comandante-­geral do Exército, Eduardo Villas Bôas, o tinha como conselheiro. Como comandante militar da Amazônia, contudo, causou confusão e chegou a provocar um mal-estar entre o Exército e o governo Lula ao afirmar que a demarcação de terras indígenas era “lamentável, para não dizer caótica”. Está na reserva desde 2011.
Braço-direito de Heleno, o general Oswaldo Ferreira é o responsável pelos projetos de infraestrutura e possível titular da pasta de mesmo nome. Ele foi convidado por Bolsonaro para integrar sua equipe pouco depois de entrar para a reserva, em abril do ano passado. Engenheiro formado pela Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), chefiou o Comando Militar do Norte. Já deu mostras de ter opiniões para lá de contundentes. Recentemente, queixou-se da fiscalização ambiental em obras, comentando que, quando era um jovem tenente, não havia “nem Ibama nem Ministério Público para encher o saco”. Entre as grandes ambições do general está a conclusão das obras da usina Angra 3 (leia o quadro na página ao lado). A área de Ferreira é hoje a que oferece maior potencial de colisão entre o grupo dos militares e o economista Paulo Guedes. Cotado para o Ministério da Fazenda, Guedes elabora um plano radical para privatizar 1 trilhão de reais em ativos e passar à iniciativa privada uma miríade de obras de infraestrutura, cujo valor das concessões serviria para abater da dívida pública. Ferreira, devoto da escola desenvolvimentista de Ernesto Geisel e Dilma Rousseff, acredita que cabe ao Estado induzir o crescimento, inclusive por meio da retomada de obras — o que confronta diretamente as ideias privatistas de Guedes.
O terceiro general de Bolsonaro, Aléssio Souto, na reserva desde 2011, é o menos próximo dos generais do Exército ainda na ativa. Responsável pela elaboração dos programas na área de educação e ciência e tecnologia, é do tipo que gosta de externar opiniões inflamadas. Assíduo frequentador da seção de cartas do jornal O Estado de S. Paulo, já defendeu uma “intervenção militar” para colocar “a democracia nos devidos eixos”. Nada muito diferente do que já foi dito pelo general Mourão, que nos últimos tempos tem deixado cada vez mais clara sua indisposição para ser um vice de caráter apenas decorativo.
Com exceção de Mourão, os três generais de Bolsonaro costumam se reunir diariamente no subsolo do hotel Brasília Imperial, no Setor Hoteleiro Sul da capital federal, onde, entre goles de café e pão de queijo, discutem os rumos do país. A esse grupo se somam, com frequência inconstante, pelo menos outros quinze militares, com menor grau de proximidade com Bolsonaro, entre eles o brigadeiro Ricardo Machado e o astronauta e tenente-coronel da Força Aérea Brasileira (FAB) Marcos Pontes, já convidado por Bolsonaro a assumir o Ministério de Ciência e Tecnologia. Os participantes se dividem entre seis grupos temáticos que incluem segurança, saúde e meio ambiente. O elo entre todos eles é Waldemar Gonçalves Ortunho Junior, coronel reformado do Exército e encarregado de compilar as propostas e enviá-las para Bolsonaro.
Em reunião recente, a discussão girou em torno de uma medida considerada vital para a política educacional de um futuro governo Bolsonaro: cortar o “viés ideológico de esquerda” que o capitão e seus aliados creem que domina o atual currículo escolar. Como remédio, o programa do general Aléssio Souto pretende vetar disciplinas sobre diversidade, discussão de gênero e afins. No meio da conversa, contudo, um professor lembrou que uma mudança radical nesse sentido poderia provocar protestos, principalmente no meio universitário. Os presentes, então, passaram a debater como reagir a uma situação assim. Um dos militares respondeu de pronto: cerca-se o câmpus, controla-se o acesso de forma a identificar quem entra e quem sai. É a visão militar em sua versão mais rudimentar — quando há um problema, basta traçar uma linha reta até a solução.
Os militares perderam espaço na vida política do Brasil na mesma medida em que avançou a redemocratização. Na gestão Sarney (1985-1989), a primeira de um civil depois de 21 anos de ditadura, um capitão comandou a Ciência e Tecnologia e a Previdência Social, e generais chefiaram os ministérios do Exército, da Aeronáutica e da Marinha. Fernando Collor (1990-1992), durante a campanha, incluiu os integrantes da corporação na categoria de “marajás”, mas escalou os coronéis da reserva Jarbas Passarinho e Ozires Silva para chefiar áreas fulcrais, como a Justiça e a Infraestrutura. Dali para a frente, os militares foram perdendo poder e orçamento e ficaram 26 anos longe do comando do Executivo. Tal situação só foi interrompida em fevereiro deste ano, quando o presidente Michel Temer escalou o general Joaquim Silva e Luna para chefiar a Defesa e delegou ao Exército a tarefa de assumir a segurança pública do Rio de Janeiro.
Uma pesquisa feita pelo Datafolha em junho mostrou que 78% dos brasileiros consideram as Forças Armadas a instituição mais confiável do país. É um número assombroso, principalmente quando comparado à popularidade do Congresso, no qual 67% dos brasileiros declaram não confiar. Especialistas concordam que o protagonismo militar num país aumenta à medida que a crise do seu sistema político se aprofunda — é frequente que líderes impopulares se valham do prestígio das Forças Armadas para melhorar a própria imagem.
Os militares podem atuar como forças moderadoras ou gerar instabilidade, dependendo do governo em questão. Nos Estados Unidos, país que nunca teve um regime militar autoritário, é comum a participação de oficiais aposentados na política, seja em cargos eletivos, seja como conselheiros. Em governos como o de Donald Trump, eles têm sido um fator de contenção dos instintos mais primários do presidente. Em seu recém-lançado livro sobre os bastidores da Casa Branca, o jornalista Bob Woodward, célebre pela cobertura do escândalo Watergate, relata uma passagem em que Trump ordena que o secretário de Defesa, Jim Mattis, elabore um plano para assassinar o ditador sírio Bashar Assad. Mattis disse que obedeceria, mas não o fez. “O fato de, em Washington, os generais serem vistos como agentes que estabilizam a política deriva de as instituições nos EUA serem muito fortes”, diz Oliver Stuenkel, professor de relações internacionais da Fundação Getulio Vargas.
É uma realidade muito distinta da de Venezuela e Cuba, dois países em que os militares participam ativamente da política, mas com uma diferença fundamental: lá, o envolvimento das Forças Armadas é institucional, e não individual — como acontece na campanha de Bolsonaro, por exemplo. Tanto na Venezuela como em Cuba, os militares, como administradores, revelaram-se um rematado fracasso, mas, mais do que isso, puseram uma instituição a serviço de um governo, não do Estado.
O grande risco da participação militar em um governo é exatamente a contaminação política das Forças Armadas. No Brasil, pelo menos até aqui, não há sinal dessa deterioração. As Forças Armadas, como instituição, permanecem exemplarmente neutras do ponto de vista político. O Alto-Comando do Exército, inclusive, não enxerga ganhos no que chama de “imersão da força no ambiente político”. Os comandantes temem que um eventual fracasso de Bolsonaro possa respingar na instituição. O sucesso, por outro lado, também poderia trazer complicações ao aprofundar uma simbiose encarada como indesejável. No intento de separar a função da caserna da imagem dos prováveis ministros, o Exército prepara um documento que, a pretexto de tratar da sucessão do general Villas Bôas, reafirmará sua natureza de instituição a serviço do Estado e não de governos. Que assim seja.

De volta aos anos 70

Com larga vantagem nas pesquisas, Jair Bolsonaro tem ventilado a ideia de escolher Oswaldo Ferreira no rol de generais para ser o comandante de um superministério de Infraestrutura, que, por sinal, ainda não foi bem explicado, mas encamparia Transportes, Portos e Aviação Civil e Minas e Energia. Hoje na reserva, Ferreira sente-se à vontade para dar entrevistas sobre as áreas que podem estar sob seu controle no eventual governo do PSL, demonstrando até certo saudosismo dos anos 1970, quando era tenente no Departamento de Engenharia e Construção do Exército. Nostálgico da ideia de “Brasil grande”, ele defende a construção de grandes hidrelétricas na Amazônia e a retomada de Angra 3, usina nuclear na costa do Rio de Janeiro.
Controversa, a finalização de Angra 3 terá um custo elevado. Com apenas 60% de obras prontas e mais de 10 bilhões de reais já investidos, estima-se que sejam precisos mais 17 bilhões para que ela seja terminada. O governo não tem essa folga no caixa, e a única solução seria a entrada de capital privado na empreitada. A gestão Temer até iniciou tratativas com empresas chinesas interessadas no negócio, mas Bolsonaro tem dito que energia é setor estratégico e, portanto, território proibido para a potência asiática.
De um jeito ou de outro, a dinheirama necessária para a conclusão de Angra 3 seria repassada ao consumidor através da conta de luz, a uma tarifa altíssima, uma vez que subsídios estão fora de cogitação. Estimativas mostram o custo do megawatt-hora de Angra 3 a 480 reais, contra apenas 79 reais na usina hidrelétrica de Belo Monte, por exemplo.
Embora a energia gerada por grandes hidrelétricas na Amazônia seja mais barata, sua construção também tem um desembolso elevado. Belo Monte, o maior projeto da região, ainda não foi terminada e custou mais de 30 bilhões de reais. Seu reservatório é a fio d’água — ou seja, foi desenhado para que a área de floresta alagada fosse a menor possível. Ferreira criticou a escolha, que implica uma produção reduzida de energia no período de estiagem. Para que a geração seja contínua, é preciso construir reservatórios maiores. E é aí que mora o problema. Por ser a Amazônia uma região plana, é necessário alagar áreas muito extensas para que as represas tenham uma queda d’água forte o suficiente para rodar as turbinas geradoras. “É preciso analisar os aspectos do que chamamos de tripé da sustentabilidade: social, ambiental e financeiro”, diz Claudio Salles, presidente do Instituto Acende Brasil. Antes de partir para novas usinas no Norte do país, talvez fosse mais eficiente resolver a barafunda jurídica que o governo Dilma criou ao baixar os preços da conta de luz na marra, medida contestada na Justiça até hoje — um problema que afugenta novos investidores e congela projetos.
Felizmente, a voz do general Ferreira sobre energia não é a única na campanha de Bolsonaro. Capitaneada por Luciano de Castro, professor na Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, uma equipe de técnicos trabalha nas recomendações ao líder das pesquisas. Uma delas, inclusive, é a de privatizar a Eletrobras (com ou sem chineses). No mercado, espera-se que essas vozes sejam ouvidas com mais intensidade do que as que sentem falta de um passado faraônico.
Bianca Alvarenga

Antigos subversivos

O professor Antônio Flávio Testa, de 67 anos, é cientista político, doutor em sociologia, antropólogo, administrador, mestre em artes marciais e, nos últimos meses, integra a equipe que formata o programa de governo do candidato Jair Bolsonaro. Ele presta consultoria na elaboração de propostas, produz textos e faz contatos com organismos nacionais e internacionais sobre os temas em discussão. O grupo que está finalizando o plano é liderado por três generais e um brigadeiro — especialistas nas áreas de defesa, transportes, educação, ciência e tecnologia. Testa é um dos poucos civis incluídos na lista de pessoas autorizadas a participar de todas as reuniões, inclusive as que envolvem “assuntos estratégicos”. Sua posição converge com a dos militares em muitas questões, mas nem sempre foi assim.
A foto ao lado faz parte de um dossiê do extinto Serviço Nacional de Informações, o famigerado SNI, braço estatal da vigilância e da repressão política durante a ditadura. Em 1977, Testa, então com 26 anos, foi alvo de uma investigação que levou à sua prisão e à de vários estudantes acusados de “assumirem caráter contestatório ao regime e às autoridades constituídas” e de praticarem “ilícitos contra a segurança nacional”. O “crime” em questão era compor uma chapa para disputar o comando do diretório estudantil da Universidade de Brasília (UnB). Na época, isso era considerado um ato de subversão. O propósito dos estudantes — “lutar pela liberdade de expressão”, “contra a censura” e por “melhores condições de vida” – era altamente comprometedor para os militares que estavam no poder.
“Naquela época, eu apenas compartilhava da utopia de liberdade democrática dos estudantes, mas não tinha nenhuma ligação com partidos políticos”, explica o professor, dizendo-se surpreso em saber que era monitorado pelos serviços de inteligência do regime militar e da existência de um dossiê sobre o episódio. Ele lembra que foi detido e levado a uma repartição federal em Brasília, onde passou a noite. Sem mandado judicial, sem inquérito e sem que Testa soubesse do que era acusado, os agentes lhe fizeram uma única pergunta: “Você é o chefe?”. Por acaso — e talvez para sua sorte —, entre os arapongas que o prenderam havia um ex-aluno dele de caratê, que o reconheceu e decidiu “aliviar”. Testa não vê nenhum problema em trabalhar com os militares agora. “São épocas diferentes. Hoje, eu acredito no projeto do Bolsonaro”, diz.
Há outro “ex-subversivo” na cúpula que elabora o programa de governo do candidato do PSL — esse considerado um elemento ainda mais perigoso por causa de suas ligações com os comunistas. Professor da UnB, o cientista político Paulo Kramer, de 61 anos, traça cenários e estratégias de ação que deverão nortear o futuro governo Bolsonaro no Congresso. O professor também foi vigiado pelo Exército durante a ditadura na década de 80. No relatório com carimbo de “confidencial” (acima, veja a reprodução do documento), Kramer, aos 24 anos, é investigado por ser empregado de uma livraria do Rio de Janeiro “que seria de propriedade do PC do B”. “Eu era mesmo comunista, mas não sabia que a livraria era front do partido”, disse o professor, que também se sente confortável em colaborar com o projeto de Bolsonaro ao lado de militares. Ele participa ainda da elaboração de um conjunto de medidas que deverão ser anunciadas logo nos primeiros dias de governo. “Eu vi lá atrás que os grupos de esquerda queriam substituir uma ditadura autoritária de direita por uma ditadura totalitária de esquerda. Posso dizer que fiz uma viagem da extrema esquerda para a direita”, afirmou Kramer.
Hugo Marques
Publicado em VEJA de 24 de outubro de 2018, edição nº 2605
https://veja.abril.com.bpolitica/a-ascensao-dos-generais/
submitted by Paralelo30 to BrasildoB [link] [comments]


2016.10.31 17:01 Y-Ookami Tutorial de como o Reddit funciona [Dicas; Termos; Mecânicas; RES; Formatação de Posts/Comentários; Etc]

Primeiramente, gostaria de agradecer aos usuários rodr93 e walyssonpaiva que me incentivaram a criar este post, e aos Moderadores por apoiarem a ideia e ajudarem com a visibilidade. Se não fossem por essas pessoas eu nem me importaria em escrever tudo isso, então se algo escrito aqui lhe for útil e você se sentir grato, por favor agradeça essas pessoas também. ^-^
O Reddit está ficando mais popular no mundo todo e cada vez mais pessoas pensam em fazer parte desta grande comunidade, porém, porque o Reddit funciona de uma maneira diferente de outras mídias sociais, é comum as pessoas ficarem confusas com o formato do site e perderem o interesse. O objetivo desta Postagem é não só explicar o site para novos usuários, mas também ampliar o conhecimento daqueles que já estão familiarizados com a coisa toda mas não sabem exatamente como usar certas ferramentas, tudo de uma forma bem simples.
Aqui vai o índice. Talvez você não queira ler toooOOOoodo o Post, mas pelo menos veja se há algo que lhe chama a atenção:
Termos Importantes
  • Subreddits (& Defaults)
  • Moderadores ou Mods (& AutoModerator)
  • Admins
  • Reddiquette ou Redditiqueta (& Regras Oficiais do Reddit)
  • Upvotes & Downvotes
  • Reddit Gold
  • all
  • Front Page & Inscrições
Karma
  • Karma de Postagens
  • Karma de Comentários
  • Karma Breakdown
  • Karma Falso
Postagens & Tipos de Postagens
  • Posts de Links
  • Posts em Texto
  • Posts Editados
  • Repostagens ou Reposts
  • X-Posts ou Crossposts
  • Stickied Posts ou Stickys
  • Salvar Postagens
Formatação de Posts/Comentários
  • Quebra de Linha
  • Novo Parágrafo
  • Fonte em Itálico
  • Fonte em Negrito
  • Fonte em Negrito-Itálico
  • Texto Tachado
  • Superscript
  • Links em Texto
  • Menções
  • Citações
  • Cabeçalhos
  • Listas
  • Linhas Horizontais
  • Código Embutido
  • Cancelando Caracteres Especiais
  • "Emojis" Especiais
Reddit Enhancement Suite
  • Prévia de Posts/Comentários
  • Ver Links Sem Entrar Neles
  • Marcar Usuários
  • filteReddit (Filtrar Subreddits)
  • Barra de Subs Customizada
  • Botão "Source"
  • Easter Egg
Miscelânea
  • Acrônimos
  • Permalinks
  • Reportar Postagens
  • Meta
  • Flairs
  • Multis
  • Subreddits Privados
  • Karma Whoring
  • Circlejerk
  • Shitposts
Talvez possa parecer complicado, mas não se intimide! É tudo bem simples e você também não precisa aprender tudo de uma vez. Caso ainda tenha dúvidas depois de ler este tutorial, tanto eu quanto outros usuários poderemos te auxiliar. ^-^

Termos Importantes

Existem várias "palavras-chave" que cercam o Reddit e fazem parte do que o site é e/ou como ele funciona. "Karma" e "Posts" também são termos bastante usados, mas decidi expandi-los de uma maneira melhor em suas próprias seções logo abaixo. Dito isso, vamos lá:
Subreddits ou Subs: O Reddit é formado por várias comunidades de vários tamanhos diferentes, essas comunidades são os Subreddits. Cada Sub trata de um assunto diferente, independente do que ele seja (Jogos, cantores, facebook de indianos, experimentos, etc.), cada Sub também tem suas próprias regras que devem ser seguidas (Alguns mais liberais, outros mais estritos), seu próprio "modo de ser" (Informativos, sérios, zoeiros, casuais, etc.) e são controlados por um grupo de Moderadores. Dentro de um Subreddit você vai encontrar postagens e discussões relacionadas ao tema do Sub em que estão, explicações de como aquela comunidade se comporta e talvez uma pequena wiki com mais detalhes sobre o Sub. Dentro de um Subreddit você também pode organizar a ordem das Postagens pelas mais populares, mais novas ou mais controversas, o que pode te dar vários ângulos do que está acontecendo pela comunidade (Para fazer isso apenas clique nas respectivas abas abaixo do banner principal do Sub). A lenda diz que existe um Sub para quase tudo, mas caso você descubra algo que ainda não tenha seu próprio Sub, você mesmo pode criá-lo! Vale também mencionar os "Defaults", que são os Subreddits com o maior número de inscritos (já falo melhor disso!) e tráfego, e que também são os Subs que aparecem naquela barra de links para Subreddits no topo da página.
Moderadores ou Mods: São os usuários com maior poder dentro de um Sub, que se dispõem ao papel de organizar e cuidar da sua (ou suas, se for mais de uma) comunidade e fazem com que ela não saia dos trilhos. Todo Subreddit tem pelo menos um Moderador, e quanto maior um Sub fica, geralmente mais Mods são necessários para manter a ordem. Mods podem criar e modificar (se necessário) as regras de um Sub; Cuidam do spam e Postagens inapropriadas; Podem mudar o design do Sub; Podem advertir ou banir usuários; Trancar postagens; Etc. É possível entrar em contato com os Moderadores através do Modmail, que geralmente pode ser acessado clicando em um botão dizendo "message the moderators", localizado na sidebar (Nome dado à coluna localizada na direita dos Subs). Moderadores também podem fazer dois tipos de comentários, um normal (Igual a todos usuários) e um "oficial" (Que representam um pensamento compartilhado entre os Mods)... Os comentários oficiais são aqueles onde o nome do moderador é envolvido por uma "etiqueta" verde e tem um "[M]" do lado. Também vale a pena mencionar o AutoModerator, que é um bot configurado pelos Mods para fazer o trabalho deles ficar um pouco mais fácil, automaticamente realizando certas ações como deletar certos tipos de postagens e outras coisas mais simples... Alguns Moderadores também usam o AutoModerator para fazer algumas brincadeiras, mas aí vai de Sub pra Sub.
Admins: São as pessoas que trabalham no Reddit (tanto o site quanto a empresa), e também são uma espécie de "Super Moderadores". Eles monitoram o site, introduzem mecânicas novas quando possível, consertam bugs e fazem anúncios para explicar mudanças que afetam o site como um todo. Admins tem poder absoluto sobre o site e podem atuar diretamente em Subreddits se for realmente necessário, mas eles geralmente mantêm distância e preferem dar uma certa autonomia aos Subs. Se problemas mais sérios aparecem e usuários ou Mods não conseguem resolve-los, os Admins podem ser contatados através do "Contact Us" no rodapé da página para tentar ajeitar as coisas. Assim como Moderadores, Admins também podem fazer comentários "normais" e "oficiais", a diferença é que os comentários oficiais dos Admins tem o seu nome de usuário coberto por uma "etiqueta" vermelha e um "[A]" aparece do lado.
Reddiquette ou Redditiqueta: É basicamente o "Manual de Boas Maneiras" do Reddit criado pelos próprios usuários, contendo informações do que fazer e o que evitar. Aqui está a versão em PT-BR. Você não é obrigado a seguir ela ao pé da letra, mas vários Subs e o próprio Reddit incentivam os usuários a segui-la de alguma forma, já que ela ajuda a criar uma experiencia bem mais interessante, amigável e harmônica não só para o site, mas também para os outros usuários. A Redditiqueta também é, de certa forma, uma extensão das regras oficiais do Reddit que DEVEM ser seguidas em qualquer situação. No final das contas, a mensagem da Redditiqueta é bem simples e clara - Tenha bom senso e não seja uma pessoa desagradável.
Upvotes & Downvotes: Uma das características principais do Reddit é como os usuários podem dizer se acham uma Postagem ou comentário interessante ou não através de um sistema de votação... É aí que os Upvotes/Downvotes entram em cena. Quando você vê uma Postagem ou comentário, você também pode observar duas setas à esquerda do mesmo - Uma apontada para cima (Upvote), outra para baixo (Downvote). Dar um Upvote (isto é, clicar na seta para cima) quer dizer que você acha aquele conteúdo interessante ou de boa qualidade, enquanto que dar um Downvote (clicar na seta para baixo) diz que aquele conteúdo é irrelevante ou de baixa qualidade. Postagens/Comentários com mais Upvotes recebem mais visibilidade, ficando nas Front Pages (já falo disso também!) de um Sub por mais tempo (Para Posts) ou sendo colocados acima de outros comentários (Para comentários). Posts/Comentários com muitos Downvotes recebem menos visibilidade, sendo "enterrados" por outros posts com mais Upvotes (Para Posts) ou ficando bem embaixo de outros comentários com mais Upvotes (Para comentários). Muitas pessoas dão Upvotes e Downvotes baseados no seus gostos pessoais ao invés da qualidade do conteúdo produzido, o que é contra a Redditiqueta e, em geral, um péssimo costume que só diminui a variedade e qualidade das discussões e conteúdo... Então por favor, evite fazer isso. Upvotes/Downvotes também estão relacionados ao "Karma", mas nós falamos disso depois!
Reddit Gold: Caso veja uma Postagem ou comentário que goste bastante, você pode dar um "Reddit Gold" (Ouro do Reddit) para o conteúdo e o usuário que o produziu clicando em "Give Gold" logo abaixo do conteúdo em si. O Reddit Gold é comprado com dinheiro de verdade e, para falar a verdade, não tem muitos usos, sendo apenas uma maneira de poder ajudar o Reddit a pagar seus servidores (e talvez outras coisas do tipo). Apesar de ninguém ser obrigado a compradar Ouro, o Reddit curiosamente tem uma "Meta Diária de Ouro" que pode ser vista no all. Até onde eu sei, um usuário que recebe Ouro pode desativar os anúncios do site, criar o seu próprio Snoo (Nome do mascote/alien do Reddit) customizado e filtrar certas Postagens do all. Vale dizer que os benefícios do Ouro só duram por tempo determinado, dependendo de quanto você comprou ou conseguiu. Postagens ou comentários que recebem Ouro tem uma pequena moeda dourada perto do nome do usuário.
all: É um Subreddit especial, sem moderação, que pode ser facilmente acessado por um link na barra de Subs no topo da página. Por padrão ele mostra as Postagens mais populares de TODOS os Subs existentes naquele exato momento, mas, igual à Subs normais, você também pode classificar as Postagens para ver as mais controversas, mais novas, etc. Se estiver curioso(a), você também pode ver quais são as Postagens do Reddit que receberam mais Upvotes em todos os tempos... Apenas clique em "no topo" e escolha "de todos os tempos" na parte da esquerda (Isso funciona para qualquer Sub, na verdade).
Front Page & Inscrições: Front Page ("Página principal", não literalmente) pode significar duas coisas - Front Page de um Subreddit ou Front Page do Reddit, depende do contexto. A Front Page de um Sub é aquela que aparece quando você entra em um Sub, mostrando as Postagens mais populares. A Front Page do Reddit é aquela que aparece quando você entra em reddit.com ou clica no "FRONT" na barra de Subs no topo da página, mostrando as Postagens mais populares apenas dos Subs em que você está inscrito, além de dizer quais Subs estão em tendência no dia... Ou seja, a Front Page do Reddit é quase que um Subreddit personalizado. Explicando melhor... Quando você entra no Reddit pela primeira vez, ele automaticamente te inscreve nos Defaults (mencionados acima). A partir do momento em que você cria uma conta, também ganha a habilidade de se inscrever ou desinscrever de Subreddits clicando nos botões "Subscribe" ou "Unsubscribe" respectivamente, localizados na sidebar dos Subs. Se você se desinscrever de todos os Subs que o Reddit te inscreve e se inscrever apenas naqueles que te interessam, você pode transformar a Front Page do Reddit no seu próprio Subreddit customizado, formado apenas pela junção do conteúdo que você mais gosta. Para saber exatamente em quais Subreddits você está inscrito, apenas clique em "MY SUBREDDITS" na barra de Subs.

Karma

"Karma" é um sistema de pontuação usado no Reddit. Todo usuário tem a sua pontuação, e ela pode ser vista tanto no perfil de alguém (Seja o Karma dos outros ou o seu) quanto ao lado do envelope no topo da página onde você vê suas mensagens recebidas (Seu Karma). O Karma não serve para nada, sendo apenas usado pelo Reddit como uma forma de incentivar os usuários a criarem conteúdo. Existem dois tipos de Karma - De Postagens e de comentários, mas achei melhor também falar de duas coisas relacionadas:
Karma de Postagens: É o total da sua pontuação por Postagens. Quando uma Postagem criada por você ganha um Upvote, seu Karma de Postagens sobe em um ponto... Downvotes recebidos tem um efeito inverso, diminuindo um ponto do total. Isso vale tanto para Postagens em links ou em texto (Já comento melhor sobre isso!). Vale falar que o Karma de Postagens nunca tem um valor abaixo de zero, independente do número de Downvotes que suas Postagens receberem.
Karma de Comentários: É o total da sua pontuação por comentários. Quando um comentário criado por você ganha um Upvote, seu Karma de comentários sobe em um ponto... Downvotes fazem o contrário, igual ao Karma por Postagens. É importante dizer que, ao contrário da pontuação por Postagens, a pontuação por comentários PODE ter um valor negativo (abaixo de zero) caso você receba muitos Downvotes pelos seus comentários. Usuários com um Karma de comentários muito abaixo de zero geralmente não são vistos sob uma luz positiva (Podem ser considerados trolls, spammers, etc.), e vários Subs tem configurações especiais que automaticamente apagam Postagens e/ou comentários feitos por usuários que estão nessa situação.
Karma Breakdown: É apenas uma ferramenta do Reddit que deixa os usuários verem exatamente a distribuição de Karma ganho (Seja de Postagens ou comentários) entre os vários Subreddits que foram interagidos. Para vê-lo, apenas vá no seu perfil e clique em "show karma breakdown by subreddit", localizado à direita.
Karma Falso: O Reddit usa um algoritmo que ajuda conteúdos novos (Postagens principalmente) a terem mais visibilidade e tomarem o lugar de conteúdos que já ficaram com boa exposição por algum tempo. Um dos efeitos desse algoritmo é seus comentários ou Postagens receberem alguns Upvotes e Downvotes que não mudam a pontuação do seu Karma. Isso não é nada de mais, na verdade... Apenas pode parecer bizarro se você não souber o que está acontecendo. De qualquer forma, você pode usar o Karma Breakdown para ter uma ideia mais exata dos detalhes da sua pontuação.

Postagens & Tipos de Postagens

"Postagens" ou "Posts" são a principal forma de criação e compartilhamento de conteúdo no Reddit... Isto que você está lendo é um Post! Você pode criar uma Postagem através de botões na sidebar de um Subreddit, mas é importante falar que os títulos dos Posts NÃO podem ser editados por ninguém (Nem Mods ou Admins), então tome cuidado. Existem dois tipos principais de Posts - Links ou em texto, mas também vou falar de outras variações e termos associados:
Posts de Links: São Posts que são apenas um link para um conteúdo externo, como vídeos, imagens, notícias ou artigos de outros sites, etc. Posts de Links não podem ser acompanhados por um corpo de texto (Como uma descrição, por exemplo), sendo apenas formados pela URL que o link deve te levar e o título que você dá ao Post.
Posts em Texto: São Posts compostos apenas por um corpo de texto (Além de um título, claro), como este aqui que você está lendo! Tecnicamente, você pode fazer um Post em Texto que contém um link para alguma coisa, mas mesmo assim ele ainda será considerado um Post em Texto, já que é a habilidade de poder digitar um corpo de texto que faz com que esse tipo de Post seja o que ele é.
Posts Editados: Para saber se um Post (comentários também, na verdade) foi editado, veja se um * (Asterisco) aparece em algum lugar à esquerda do nome do usuário que fez o Post (ou à direita, para comentários). Se você colocar a seta do mouse sobre o asterisco, também poderá ver quando exatamente aconteceu aquela edição. A Redditiqueta também pede que, se possível, o usuário faça uma pequena nota de rodapé explicando o que exatamente foi editado (para evitar mal-entendidos) ao se editar algum conteúdo, mas não é uma necessidade.
Repostagens ou Reposts: Quando você posta algo que já foi postado por alguém no passado (Conscientemente ou não), você está fazendo um Repost. Você não está cometendo nenhum crime ao realizar um Repost, mas vários Subs e o próprio Reddit incentivam e preferem a criação e compartilhação de conteúdo original. Para saber se um conteúdo já foi compartilhado antes, você pode tentar usar a Barra de Pesquisa presente na sidebar de todos os Subs... Apesar de que ela não é lá essas coisas...
X-Posts ou Crossposts: Um X-Post é uma Postagem que é compartilhada em outro Sub porque um usuário achou que ela também era relevante para aquela outra comunidade. Explicando melhor... Um usuário originalmente faz um Post no "Sub X", outro usuário vê aquele Post e acredita que ele também seria relevante para o "Sub Y", então ele pode fazer o mesmo Post no "Sub Y" dizendo que é um X-Post originado do "Sub X". Para dizer que seu Post é um X-Post, apenas adicione "[X-post de nome-do-sub]" em algum lugar do título ou corpo do Post.
Stickied Posts ou Stickys: Moderadores tem a habilidade de fazer até dois Posts ficarem "pregados" no topo de todos os outros Posts na Front Page dos Subs (Independente de Upvotes e outras coisas), esses são os Stickys. Eles geralmente são usados para recados ou notas mais importantes, como avisar sobre novos eventos, mudanças de regras, etc. Mas podem ser usados para qualquer coisa, mesmo. Qualquer Post pode virar um Sticky, seja ele feito por um Mod ou um usuário comum. Vale dizer também que Mods também podem fazer Sticky Comments, que são comentários que ficam pregados no topo de outros comentários em uma discussão, e geralmente são feitos para explicar algo sobre o Post em que foram feitos.
Salvar Posts: Se ver um Post (Comentários também) que achou interessante, você tem a opção de poder salvá-lo para usá-lo de alguma forma no futuro. Para fazer isso, apenas clique em "Salvar" logo abaixo do Post (ou comentário) que deseja guardar. Para acessar seus conteúdos salvos, apenas vá ao seu perfil e clique na aba "Saved".

Formatação de Posts/Comentários

O Reddit usa um sistema de formatação de Posts/comentários bem incomum (Pelo menos na minha experiência), e pode ser difícil tanto para usuários novos quanto aqueles mais experientes saber como digitar uma mensagem da forma desejada ou o que exatamente pode ou não pode ser feito. Eu não pretendo explicar todos os "truques" de formatação usados pelo Reddit, mas sim só a maioria deles. Se desejar ver um guia completo, veja o incrivelmente útil Reddit Markdown Primer criado pelo usuário AnteChronos. Se quiser, use os comentários deste Post para experimentar um pouco com a formatação. Certo! Vamos lá então, nem é tão difícil assim:
Quebra de Linha: Para criar uma nova linha, apenas aperte a tecla "Espaço" 2 (duas) vezes e depois aperte a tecla "Enter" ao terminar de escrever o que quer. Isso vai fazer com que você crie uma linha imediatamente abaixo daquela você estava escrevendo... Ficando desse jeito aqui. :)
Novo Parágrafo: Para criar um novo parágrafo, você deve apertar a tecla "Espaço" 2 (Duas) vezes e depois apertar a tecla "Enter" em uma linha que não tenha NADA digitado. Ou seja, primeiro você cria uma linha nova usando a "Quebra de Linha" e depois cria NOVAMENTE uma nova linha usando o MESMO processo. O resultado...
... É esse pequeno espaço acima que divide os parágrafos.
Fonte em Itálico: Para fazer algo ficar em Itálico, apenas coloque um * (Asterisco) imediatamente antes e depois de onde quiser que o efeito aconteça. Por exemplo, se eu digitar *Esta parte está em itálico,* mas esta não! o resultado vai ser...
Esta parte está em itálico, mas esta não!
Fonte em Negrito: Para fazer algo ficar em Negrito, apenas coloque dois * (Asteriscos) imediatamente antes e depois de onde quiser que o efeito aconteça. Por exemplo, se eu digitar **Esta parte está em negrito,** mas esta não! o resultado vai ser...
Esta parte está em negrito, mas esta não!
Fonte em Negrito-Itálico: Para fazer algo ficar em Negrito-Itálico, apenas coloque três * (Asteriscos) imediatamente antes e depois de onde quiser que o efeito aconteça. Por exemplo, se eu digitar ***Esta parte está em negrito-itálico,*** mas esta não! o resultado vai ser...
Esta parte está em negrito-itálico, mas esta não!
Texto Tachado: Para fazer algo ficar Tachado, apenas coloque dois ~ (Tils) imediatamente antes e depois de onde quiser que o efeito aconteça. Por exemplo, se eu digitar ~~Texto tachado~~ e texto limpo! o resultado vai ser...
Texto tachado e texto limpo!
Superscript: Antes de tudo, isso aqui é um Superscript. Para fazer algo "ficar" em Superscript, apenas adicione um ^ (Acento circunflexo) imediatamente antes da palavra que o efeito deve acontecer. Ou seja, ^exemplo vira exemplo . O efeito do Superscript só funciona na palavra em que o ^ está "grudado", então para fazer uma frase inteira ficar com o efeito digite...
^(Frase com Superscript vai aqui!) , que vira Frase com Superscript vai aqui!
Você também pode aumentar o "efeito" do Superscript se colocar mais ^ juntos, mas se quiser fazer uma frase inteira com Superscript intensificado, vai ter que colocar o mesmo número de ^ antes de cada palavra, como visto à seguir...
^^^^^^^^^Frase ^^^^^^^^^bem ^^^^^^^^^pequena! vira Frase bem pequena!
O Superscript intensificado também pode deformar um pouco o corpo do texto, mas não é nada de mais.
Links em Texto: Ao invés de colar uma URL de qualquer jeito, você pode incorporar ela dentro de um texto, como esse exemplo aqui que te leva a Front Page do Reddit. A fórmula para se fazer isso é digitar...
[Texto que vai virar link](URL de um site)
Se quiser a amostra de como eu criei o meu exemplo ali atrás...
[como esse exemplo aqui](https://www.reddit.com/)
Menções: Existe uma maneira bem fácil de se mencionalinkar usuários e Subreddits sem fazer todo aquele negócio de abrir colchetes e parênteses. Para fazer isso, digite nome-do-usuário ou u/nome-do-usuário para mencionar um usuário, e /nome-do-subreddit ou nome-do-subreddit para mencionar Subs. Por exemplo, se você quisesse me mencionar ou mencionar o Sub em que estamos, você apenas digitaria u/Y-Ookami ou brasil. Exatamente do jeito que você esta vendo, mesmo. Vale dizer que quando um usuário é mencionado, ele recebe uma mensagem o avisando da menção.
Citações: Para fazer uma citação de algo que foi dito por alguém, apenas coloque um > ("Maior que") imediatamente no começo de uma NOVA linha que foi criada. Por exemplo, uma nova linha começando com >Citação exemplo! viraria...
Citação exemplo!
Lembre-se de que se a sua citação tiver mais de um parágrafo, você terá que colocar outros > no começo desses outros parágrafos. Você também pode colocar citações dentro de citações... Apenas coloque dois ou mais > nas partes que são assim. Depois de fazer uma citação dentro de uma citação, você terá que criar um novo parágrafo, caso contrário o Reddit pode achar que a nova linha faz parte da citação dentro da citação. Veja o exemplo...
Linha Normal. >Citação principal! >>Citação dentro de citação! >Citação principal! Linha Normal. 
Vira...
Linha Normal.
Citação principal!
Citação dentro de citação!
Citação principal!
Linha Normal.
Uma outra maneira mais simples de se fazer Citações é selecionar um texto com o mouse e então clicar no botão "responder". O Reddit transformará o texto selecionado em uma Citação automaticamente.
Cabeçalhos: Cabeçalhos são essas letras gigantes que eu estou usando para dividir este Post. Para fazer um Cabeçalho, apenas crie uma nova linha e adicione um, dois, três, quatro, cinco ou seis # (Jogo da velha) imediatamente no começo da linha, dependendo do estilo de Cabeçalho que você quer. A fórmula é #Texto do Cabeçalho. Aqui vai a diferença entre os estilos...

1 Jogo da Velha

2 Jogos da Velha

3 Jogos da Velha

4 Jogos da Velha

5 Jogos da Velha
6 Jogos da Velha
Você também pode usar estilo Negrito, Itálico, etc. Nos Cabeçalhos.
Listas: Para criar um Item de uma Lista (tipo aqueles que eu fiz no índice deste Post), apenas crie um novo Parágrafo, adicione um - (Traço) imediatamente no começo dele e aperte a tecla "Espaço" 1 (Uma) vez. A fórmula é - Texto que vai ser listado. Cada item da lista deve ser digitado na sua própria linha, e claro, todo item também deve começar com seu próprio - e um "Espaço". Quando terminar de fazer sua lista, você terá que criar outro parágrafo para voltar a escrever da forma normal, caso contrário o Reddit vai achar que você está querendo criar uma nova linha PARA o item que você está escrevendo. Veja o exemplo...
Linha Normal! - Item 1, Linha 1 - Item 2, Linha 1 Item 2, Linha 2 - Item 3, Linha 1 Linha Normal! 
Vira...
Linha Normal!
  • Item 1, Linha 1
  • Item 2, Linha 1 Item 2, Linha 2
  • Item 3, Linha 1
Linha Normal!
Linha Horizontal: Para criar uma Linha Horizontal igual aquela no começo deste Post, apenas crie uma nova linha, adicione 5 * (Cinco asteriscos) juntos e depois crie uma NOVA linha novamente. Você também pode colocar a Linha Horizontal no seu próprio Parágrafo, o que vai fazer com que o texto escrito não fique tão próximo da Linha Horizontal. Veja o exemplo...
Linha Normal! ***** Linha Normal! 
Vira...
Linha Normal!
Linha Normal!
Código Embutido: São essas caixinhas aqui. Nenhuma regra de formatação se aplica à algo digitado em Código Embutido. Para fazer um Código Embutido, apenas adicione um ` (Acento grave) imediatamente antes e depois do texto que desejar aplicar o efeito. Por exemplo, se eu digitar `Texto em Código Embutido!` , o resultado vai ser...
Texto em Código Embutido!
Se você criar um texto em Código Embutido muito grande, ele vai continuar indo além do limite do tamanho fixo das linhas, e uma barra de rolagem horizontal vai aparecer abaixo do texto para você poder lê-lo. Para criar um "bloco" de Código Embutido, você precisa apertar a tecla "Espaço" 4 (Quatro) vezes no começo de uma nova linha, fazendo o mesmo processo para todas as outras linhas dentro do "bloco". NÃO SE USA os ` (Acentos graves) neste caso e Quebras de Linha funcionam. Veja o exemplo...
[Espaço 4 vezes]Bloco de Código Embutido, Parágrafo 1.[Espaço 2 vezes, Enter] [Espaço 4 vezes] [Espaço 4 vezes]Bloco de Código Embutido, Parágrafo 2.[Espaço 2 vezes, Enter]
Vira...
Bloco de Código Embutido, Parágrafo 1. Bloco de Código Embutido, Parágrafo 2. 
Cancelando Caracteres Especiais: Se quiser dizer para o Reddit que deseja usar um dos caracteres que são usados para formatar texto da maneira comum, apenas adicione um \ (Barra invertida) imediatamente antes do caractere (O \ também está incluso nessa regra). Por exemplo...
O smile ^-^ sem o \ aparece como -^ (O Reddit interpreta o primeiro ^ como Superscript). Digitando \^-^ resulta em ^-^ , que é o normal.
"Emojis" Especiais: Alguns Subs fazem alterações no design que possibilitam a presença de "Emojis" no texto (Você tem que descobrir quais Subs são esses). Para "ativar" essas figurinhas, digite [](/#nome-do-emoji) . O brasil usa os seguintes Emojis (Que devem ser digitados exatamente do jeito que estão):
  • rennan
  • lula
  • aecio
  • dilma
  • cunha
  • moro
  • dollynho
  • bolsonaro
  • eduardojorge
Vamos ver um exemplo. Se eu digitar [](/#dollynho) , vai aparecer... Seu amiguinho! Vale dizer que Emojis funcionam APENAS em comentários. Créditos ao Mod Stannis-Baratheon por me ensinar como ativar os Emojis do Sub! :D

Reddit Enhancement Suite

"Reddit Enhancement Suite" ou "RES" é um complemento que tem o objetivo de melhorar a sua experiência com o Reddit, adicionando opções que podem ser bem úteis. Você NÃO é obrigado a usá-lo, mas na minha modesta opinião vale muito a pena instala-lo. Você pode facilmente baixar e instalar o RES indo neste site aqui e escolhendo a versão para o navegador que você usa. Depois de instalado, venha ao Reddit... Você vai perceber uma "rodinha" do lado do envelope onde você vê suas mensagens. Coloque a seta do mouse em cima dessa "roda" e um pop-up vai aparecer. Clique em "RES Settings Console" e uma janela vai aparecer contendo várias opções para várias coisas. Apenas clique no que você quer ou não quer até se sentir confortável! Algumas coisas úteis que o RES proporciona são:
Prévia de Posts/Comentários: Quando você for digitar um texto, o RES mostra uma outra janela mostrando como o Post vai ficar no final, fazendo você ter certeza se está tudo digitado da maneira que você realmente quer. Isso foi incrivelmente útil para a construção deste Post, na verdade! Vale dizer que tem algumas coisas que a prévia do RES não mostra, como os Emojis (Ou seja, coisas que "naturalmente" não são do Reddit em si).
Ver Links Sem Entrar Neles: Quando você instala o RES, um pequeno botão aparece ao lado de Posts e alguns Links. Se você clicar nesses botões, o Post/Link vai se abrir ali mesmo, mostrando o conteúdo sem ter que carregar uma nova página.
Marcar Usuários: Ao instalar o RES, um pequeno desenho parecendo uma etiquetinha vai aparecer ao lado dos nomes dos usuários. Se você clicar nesse desenho, um pop-up vai aparecer e você poderá criar uma etiqueta contendo um título, que sempre irá aparecer apenas para você quando ver um comentário/Post criado por aquela pessoa. É bem útil caso queira se lembrar de alguém por algum motivo.
filteReddit: O "filteReddit" é uma ferramenta do RES que deixa você filtrar Posts de certos Subreddits no all, o que pode ser bem útil caso existam Posts de certos Subs por lá que te incomodam de alguma forma. A opção do filteReddit está na parte de "Submissions" do Console do RES... Apenas cole o nome do Sub indesejado na parte de "subreddits" e salve.
Barra de Subs Customizada: Ao instalar o RES, o botão "+Shortcut" aparece ao lado do botão "Subscribe" na sidebar de todos Subs. Ao clicar nele, todos os links para os Defaults na barra de Subs desaparecem e um link para o Sub onde você clicou no botão aparece no lugar. Clique nos botões "+Shortcut" dos Subs que você mais gosta e monte sua própria barra! Você também pode mudar a ordem dos Subs apresentados na barra do mesmo jeito que você move um arquivo de computador.
Botão "Source": Embaixo de todo Post/comentário você irá ver um botão chamado "Source". Ele permite que você veja a forma "bruta" do Post/comentário digitado e como ele foi construído. Pode ser bem útil se você quiser descobrir como um usuário criou algo.
Easter Egg: Dizem que se você digitar o Código da Konami em qualquer Sub, algo acontece... E dizem que o resultado pode ser diferente dependendo do Sub... Mas isto é um segredo para todos!!! (ò.ó )

Miscelânea

Resolvi colocar aqui outras coisinhas pequenas que talvez possam te ajudar de alguma forma.
Acrônimos: Vários usuários frequentemente usam acrônimos pelo site como se fossem gírias, então é uma boa ideia entender o que eles significam. Eu vou explicar apenas os mais populares, mas você pode ver uma versão mais completa no FAQ do Reddit:
  • OP - "Original Poster" ou "Postador Original". É a pessoa que criou o Post onde a discussão está acontecendo. Quando um OP comenta no seu próprio Post, seu nome de usuário é envolvido por uma "etiqueta" azul e um "[S]" aparece do lado do nome.
  • PSA - "Public Service Announcement" ou "Anúncio de Utilidade Pública". Um tipo de Post que tem a intenção de compartilhar algo que pode ser útil para todos.
  • AMA - "Ask Me Anything" ou "Pergunte-me Qualquer Coisa". Um tipo de Post (E as vezes comentário) onde um usuário se dispõe a responder perguntas feitas a ele sobre qualquer coisa ou um assunto em particular. Existe um Sub dedicado a AMAs de diversas pessoas e até famosos, o IAmA.
  • NSFW - "Not Safe For Work" ou "Não Seguro Para o Trabalho". Posts geralmente com conteúdo sexual ou algo relacionado.
  • NSFL - "Not Safe For Life" ou "Não Seguro Para a Vida". Posts geralmente com conteúdo mais delicado, chocante, grotesco ou algo do tipo.
  • TIL - "Today I Learned" ou "Hoje Eu Aprendi". Significa que o usuário descobriu algo novo.
  • ELI5 - "Explain Like I'm 5" ou "Explique Como se Eu Tivesse 5 (Anos)". Posts (ou comentários) onde um usuário pede que algo seja explicado de uma maneira bem simplificada.
  • ITT - "In This Thread" ou "Neste Tópico". Usado quando um usuário quer apontar algo que está acontecendo nos comentários de um Post.
  • IMO - "In My Opinion" ou "Na Minha Opinião". Usado quando um usuário quer expressar sua opinião sem parecer "autoritário" ou algo do tipo. Também existe o "IMHO", que significa "Na Minha Humilde/Honesta/Modesta Opinião".
  • IIRC - "If I Recall Correctly" ou "Se Me Lembro Bem". Usado quando um usuário não tem muita certeza sobre detalhes de um certo fato ocorrido.
  • MRW/MFW - "My Reaction/Face When" ou "Minha Reação/Face Quando". Expressão de teor cômico geralmente acompanhada de um Gif ou Imagem que "representa" como o usuário está se sentindo no momento.
  • FTFY - "Fixed That For You" ou "Corrigi Isso Para Você". Expressão geralmente acompanhada de uma citação, com o objetivo de arrumar um erro no Post/comentário de outro usuário. Também pode ser usado de maneira sarcástica como uma brincadeira.
  • AFAIK - "As Far As I Know" ou "Até Onde Eu Sei". Usado para expressar que seu conhecimento sobre um assunto só vai até um certo ponto.
  • TL;DR - "Too Long;Didn't Read" ou "Muito Longo;Nem Li". Expressão que uma pessoa utiliza para dizer que não leu o Post/comentário porque era muito longo. De certa forma, é comum alguns usuários fazerem versões super resumidas de seus Posts/comentários ao final dos mesmos se eles forem muito longos, mas não é uma regra... Eu me pergunto quantas pessoas se sentiram assim ao ver este Post...
  • /s - "/sarcasm" ou "/sarcasmo". Usado ao final de um texto digitado para dizer que o que foi escrito não deve ser levado a sério.
Permalinks: Se quiser, pode criar um link para um comentário específico feito no Reddit. Abaixo de todo comentário existe um botão chamado "Permalink", ao clicar nele você irá para uma página onde aquele comentário está destacado. Apenas copie a URL desta página e use-a como achar melhor.
Reportar Postagens: Se você ver um Post/comentário que viola as regras de um Sub, você pode reportar ele aos Moderadores. Abaixo de todo Post/comentário existe um botão chamado "denunciar", apenas clique nele e depois diga de que forma aquele conteúdo viola as regras do Subreddit em que você está.
Meta: Quando você vê a palavra "Meta" sendo usada em um Subreddit, ela se refere ao próprio Subreddit em si... Isto é, refere-se a um assunto relacionado ao próprio Subreddit ao invés do assunto que o Sub aborda. Isso que "Meta" significa - Referir-se a si mesmo.
Flairs: Flairs podem ser duas coisas - Uma etiqueta que serve para classificar um Post dentro de Sub e dizer sobre o que ele se trata, ou uma etiqueta que aparece ao lado do seu nome de usuário contendo um texto pré-digitado ou personalizado, que aparecerá para todos toda vez que você Postacomentar naquele Sub específico. Para colocar uma Flair em um Post, veja se o botão "Flair" aparece logo abaixo do Post após sua criação... Clique nele e escolha a opção que mais se encaixa com o sua Postagem. Para colocar uma Flair do lado do seu nome de usuário, veja se existe um botão para isso em algum local da sidebar. Nem todos Subs usam Flairs, ou podem apenas utilizar um dos dois tipos.
Multis: São compilações de Subredits sobre um determinado assunto. Quando você estiver na Front Page do Reddit ou no all, clique na coluna fininha da esquerda e clique em "explore multis"... Você irá parar em um lugar cheio de Multis de diversos temas e poderá explorá-los melhor.
Subreddits Privados: São Subreddits que só podem ser visualizados se você enviar uma mensagem para os Moderadores e eles te aceitarem, mostrando apenas uma imagem de uma chave junto de uma mensagem caso você não seja um membro. O motivo que faz um Subreddit ficar privado muda de Sub Privado para Sub Privado.
Karma Whoring: Apesar do Karma não servir para nada, algumas pessoas o levam a sério e fazem de tudo para ganhar o máximo de Upvotes possível, geralmente focando na criação de vários Posts de baixa qualidade que apelam para as opiniões e gostos mais populares. Essas pessoas são referidas pejorativamente como "Karma Whores" (Prostitutas de Karma).
Circlejerk: É um termo pejorativo usado para quando um grupo de pessoas preservam opiniões sobre um determinado assunto por motivos bastante rasos, enaltecem as opiniões uns dos outros e não suportam ver alguém discordando deles, geralmente ignorando de alguma forma os argumentos recebidos. Muitas pessoas veem usuários compartilhando uma opinião e automaticamente já assumem que é um Circlejerk como uma forma de diminuir aquela opinião, mas se o usuário tem motivos realistas para segurar uma determinada opinião e está disposto a discutir sobre ela de forma sensata, então não é um Circlejerk. Também existem Subreddits "dedicados" ao Circlejerk de um certo tema, mas eles geralmente agem como uma paródia do Subreddit que discute o mesmo tema da maneira "normal", sendo apenas uma grande brincadeira... Porém, também existem Subs de Circlejerk que "se perdem" e acabam realmente virando um lugar que não atura opiniões contrárias e são um misto de paródia e hostilidade.
Shitposts: Palavra usada para descrever Posts de baixa qualidade. O termo "Shitpost" (Post de Merda) na verdade está mais relacionado com Posts que agem como "pegadinhas", contendo um título bastante chamativo mas com uma imagem, vídeo ou texto que fala de algo completamente diferente, apenas fazendo uma piada ou brincadeira. Muitos Subs não toleram essas "pegadinhas" e Posts do tipo podem ser facilmente deletados, mas às vezes eles "escapam". Subs de Circlejerk são formados principalmente por Shitposts.

Coloquei outras informações nos comentários.

... E só... Caso eu tenha explicado algo de uma forma errada, por favor me corrija. Eu realmente espero que este Post seja útil de alguma forma. Depois de ler isto aqui você provavelmente já poderá experimentar o Reddit de uma forma bem melhor, então não tenha medo e explore o oceano de conteúdo que este site tem para oferecer! :D
Ah! Feliz Dia das Bruxas!
~ Y-Ookami. ^(^o^)^
submitted by Y-Ookami to brasil [link] [comments]


2016.10.27 22:27 Lake_Mungo Trechos Gerais

Fragmentos de textos interessantes:
PNL não tem qualquer eficácia comprovada. E terapia eriksoniana é discutida em quase todo mundo como abordagem contestável.
E em geral, cura súbita ou melhora brusca implica em sensibilização, e em grande parte, risco. Serve em casos que o sujeito tem uma autoconfiança mínima, mas a chance de fazer um sujeito tender a um comportamento agressivo qualquer e isso implicar em um novo problema, esse agora, material, é significativa. Existem diversos casos de pessoas que sequer tem repertório verbal pra descrever o problema mas reclamam de "não devia ter feito" alguma coisa.
Emular segurança em uma pessoa é fácil. Controlar as consequências disso é impossível. Se não tivesse motivo pra haver terapia, com certeza, não haveria terapia. E eu bem gostaria que PNL ou módulos motivacionais quaisquer tivessem efeito positivo bom (parece pleonasmo pra quem não é do meio, mas é assim que se fala lol), mas pelo que ando estudando (propensão a risco, recaída e porras assim), todos indícios são de eficácia nula e aumento brusco de comportamentos globais, que em situação de risco ou vulnerabilidade, implicam em uma conduta imprudente por parte do paciente.
Manja aquela de "agora sou o super homem, pode vir qualquer coisa pela minha frente e nada vai me abalar". Bem, nunca ouvi falar de nenhum super-homem na vida real.
 
 
Regressão é coisa de espírita cara, envolve fé. Demanda que tu tenha crença em "vidas passadas" e essas merdas.
Apesar de que uma galerinha segue a tão discutível abordagem Eriksoniana. Hora Médicos (psiquiatras), hora Psicólogos. Nesse caso se restringem a regredir no seu tempo de vida apenas.
Vou tentar me manter resumido: Problemas? Bem, muitos:
  • Teórico/metodológico: Você retorna para fases anteriores da sua vida em geral buscando "fontes", mas tem confiabilidade 0 dos dados (tal como introspecção, os dados são completamente insubstanciais, tendenciosos, discutíveis e impossíveis de serem replicados e nem mesmo reproduzidos).
  • Partindo desse princípio, ok, a abordagem se baseia no "auto conhecimento". Trabalhando conhecimento como uma experiência vívida e consciente. E ela é por algum motivo avaliada de forma inconsciente. Dá pra entender? Tu vai, volta, "relembra", e isso trás algum dado? Provoca alguma mudança? Dafuc.
  • Onde diabos fica a memória do sujeito? Ele tem diversas memórias que acompanham diferentes idades? Memória é um campo complicado, mas ela costuma se fragmentar em diferentes aspectos (difícil montar cenas inteiras, sentimentos, todas percepções de um momento muito antigo), e mesmo assim, ela teve validade para aquele momento em específico. Você cresce, as variáveis mudam, e aquele momento em si não tem influência direta com quem você é hoje além do simbólico. Abordagens que trabalham simbolismo vão considerar isso como variável, mas ainda assim, partindo do princípio de uma memória induzida? Sem confiabilidade? Você pode simplesmente produzir um estado ou até mesmo uma consciência por via da sugestão (sugestionamento).
Esses problemas são os que inviabilizam pra mim o método cientificamente. Não são críticas minhas, são provenientes principalmente da área médica-comportamental, lógico. Mas isso é praticamente um consenso hoje em dia na ciência simplesmente porque consideram avanços científicos e metodológicos. Inclusive a psicanálise e as áreas humanísticas da psicologia costumam recusar métodos como de hipnose, e nunca aceitaram PNL.
Se quiserem (se acharem que vem ao caso), eu falo o que controla motivação, e como eu lido com o conceito e descrevo como ela pode ser treinada ou desenvolvida, como preferirem chamar. Com esses programas ai de PNL ou qualquer outra abordagem motivacional, você consegue resultados sim. Não é em todas pessoas, não é em qualquer condição, mas obviamente (vulgo, se tu ler um mínimo de princípios da psicologia) sabe que um dos estados psicológicos mais comuns é o da sugestão. Pessoas com baixa crítica, baixa autonomia, baixa resistência a frustração e principalmente baixo repertório comportamental são EXTREMAMENTE suscetíveis a comportamentos modelo, se tu apresenta um modelo muito claro pra ela, e descreve através de um puta orador, os efeitos são monstruosos.
Manja "receita do sucesso"? Tem muito mais a ver com "Anda filho da puta, faça algo" com "Vai estudar". Caso contrário, não é uma receita, não imediata. Porra, olhando em volta tu percebe uma porrada de pessoa que não "se utiliza do seu potencial", a gente mesmo perde muito tempo com "coisas banais como lazer", ou em pensamentos repetitivos disfuncionais, frustrações, problemas que se consolidam em rotinas. A gente (no geral) tem uma tendência comportamental fortíssima em se acostumar. Nos EUA principalmente essas intervenções motivacionais "funcionam" bastante, mas lá a organização é outra.
Não é tão simples, depende do que tu considera "funcionar". Regressão pra mim é de uma inconsistência teórica monstruosa, e sequer acredito que vivências anteriores controlam comportamento atual (tenho bases mais do que suficientes pra isso, ao ponto de ser banal discutir o contrário).
 
 
Pra início de conversa: Sou psicólogo comportamental, sigo a linha behaviorista radical. A base é biológica e sem influência de outras áreas. A dissociação é importante pra deixar claro que eu não compartilho do paradigma cognitivista o qual é inconsistente (e até paradoxal) teoricamente.
Quanto a emoção: a primeira dissociação importante pra ser evidenciada é que em si, ela é comportamento reflexo (seguindo um sistema respondente pareado ao operante). Isso quer dizer que diante de alguns contingentes ambientais (S), assumimos determinados comportamentos ® e que isso provoca uma consequência ©, que será reforçadora caso a frequência desse comportamento seja aumentada, e punitiva caso esse comportamento tenha frequência reduzida. Esse é o paradigma básico pra qualquer sistema operante.
A emoção e o sistema operante vão compartilhar do mesmo antecedente. O comportamento vai ser controlado em função da consequência do sistema operante, e a emoção será um sistema respondente pareado. A nota imprescindível aqui é: A emoção não provoca comportamento, nem é a resposta operante. Exemplo? Temos medo daquilo que aprendemos a temer, mas podemos lidar com aquilo a partir do momento que nossa aproximação desse comportamento é reforçadora. Caso tenha curiosidade, eu tenho uns capítulos sobre. Mas entende o importante? Emoção é pano de fundo para os comportamentos, são sistemas respondentes e os sentimentos são as descrições atribuídas.
PS: não estou falando sobre mudança de comportamento aqui. Mas se você simplesmente treinar uma pessoa a assumir um comportamento X, você tá expressando um modelo e os problemas seriam decorrências comuns de se seguir apenas modelos. São muitos e tá longe de ser o ideal principalmente quanto a autonomia.
 
Quanto a tendência a se acostumar: Pensa que todos seus comportamentos são como são porque assim foram reforçados e tiveram sua frequência aumentada. Tudo que tu faz tem em geral um modo de ser feito que você identifica como ideal. Pessoas com maior foco em desempenho, estão constantemente reavaliando variáveis de seus comportamentos, e ainda assim, sempre vão visar a maior fonte de reforço possível. Assim que você atingir um nível de reforço satisfatório, o número de comportamentos diferentes desse vai naturalmente ficar bem reduzido. A noção de repertório comportamental é muito próxima de alguns conceitos de personalidade pelo exato mesmo motivo.
Todo novo comportamento implica em sucessivas aproximações de um comportamento que atinja um nível satisfatório de reforço. Aprender tem muito mais a ver com "falhar miseravelmente" do que "fazer direito", porque se tu faz direito da primeira vez, potencialmente tu já sabia fazer e não precisou fazer adequação alguma. De qualquer forma, deu pra entender? Tentar algo novo implica em desafio, frustração e uma expectativa de reforço sempre presente. Em geral, é muito raro tentarmos fazer algo novo sem que exista uma operação estabelecedora em ação. Operação estabelecedora é o conceito utilizado para motivação dentro da psicologia comportamental. Ela é assim chamada porque ela é alguma operação (antecedente ao comportamento) ao qual estabelece um (1) aumento da probabilidade da execução de um comportamento específico (efeito evocativo) e (2) aumento da qualidade reforçadora de alguma consequência (efeito estabelecedor), existem outros 2 efeitos mas eles caem em questões teóricas mais avançadas, de maneira geral basta entender que os componentes da motivação dentro da psicologia comportamental são bem materiais e experimentalmente testáveis. Existe sim um gigantesco avanço teórico nesse campo, diferente das abordagens clássicas da motivação. O principal ganho é, novamente, autonomia e consequente a isso, capacidade de auto-controle, auto-gestão (por sinal, isso é a principal resposta aos críticos da psicologia comportamental, os quais afirmam que segundo a perspectiva teórica, você é impossível de ter qualquer experiência de liberdade).
 
Quanto a suscetibilidade: Aqui estamos falando diretamente de repertório comportamental. Um sujeito com pouca autonomia em geral tanto tem um repertório restrito (podemos dizer que ele "sabe fazer poucas coisas", faltaria saber quanto ao que), e isso de maneira geral tem relação íntima com aprendizados via modelo. Manja aquele guri que só vai ser reforçado se fizer do jeito que o pai mandar? Ou aquele que só vai receber certo se fizer do jeito que o professor mandar? Se em todo lugar da vida de uma pessoa ela só é instruída a fazer de alguma forma, e na sua vida (condições naturais de reforço) ele for punido por qualquer tentativa criativa de solucionar um problema, pronto, fodeu. Teremos uma pessoa com baixa autonomia ao longo prazo, a qual talvez até siga muito bem um modelo bem descrito, mas a sua capacidade de solução de problema é bem restrita.
Agora pensa nas relações de reforço que esse sujeito vai estabelecer? A todo e qualquer modelo, ele vai ver uma descrição de como obter reforço, enquanto ele não vai ter repertório próprio algum (vulgo, estratégias) pra responder adequadamente ao problema disposto. No fim das contas esse sujeito vai sempre esquivar de responder por si próprio, enquanto vai ter uma probabilidade imensa de seguir descrições de contingências feitas por terceiros. Uma pessoa inclusive pode ser feliz assim. Quem aqui nunca conheceu alguém submisso? Tem gente que gosta. Eu não gosto. Vai do que a pessoa considera um objetivo pra ela.
Eu sou um defensor invariável da autonomia e acredito que sem autonomia não existe saúde mental. As pessoas devem ser estimuladas SEMPRE a procurarem soluções criativas para os problemas do dia a dia. E isso implica em não ser um filho da puta punitivo com qualquer erro de terceiros e sempre focar em onde diabos aquilo ali foi uma tentativa de desenvolvimento. Com isso no fim das contas eu acabo tendo uma vida com muito mais feedbacks positivos. Curiosamente, aqui no forum é justamente o contrário, aqui passa muito longe de ser um lugar para feedbacks positivos, e sim um lugar pra opiniões formadas e impositivas. A diferença daqui pro dia a dia é gigantesca.
 
 
William James é um dos pais, senão O pai do pragmatismo, que sim, é a base filosófica do behaviorismo radical.
A escolha do terapeuta tem muita relação com o perfil do sujeito que tá procurando terapia. É um assunto um pouco mais complicado e no fim das contas eu vou sempre puxar saco pra minha linha, então melhor eu nem falar muito. Mas a dica que dou é: peça indicação de um bom terapeuta na sua região, recomendações são sempre boas. Sabendo a perspectiva clínica dele (qual teoria que fundamenta a prática dele), tu pode pesquisar sobre e ver se tu vê sentido naquilo, se tu concorda ou coisa assim.
A maior dificuldade é sempre encontrar um terapeuta que tu goste, é igual médico/dentista.
E não sei direito sobre a dissociação que o the-dude fez, mas psiquiatria e psicanálise são coisas bem diferentes, e de qualquer modo, a rotulação é sempre algo complicado. O paciente é sempre mais do que um sinal ou sintoma. Pro behaviorismo radical mesmo muito pouca coisa é tratada como patologia pra tu ter ideia. O lance de dissociar behaviorismo radical e cognitivismo tem mais relação com o que eu ia falar, o cognitivismo assume umas paradas meio controversas quanto emoções e a produção de comportamento, ou mesmo no objetivo de qualquer terapia. No cognitivismo por sinal o que se trata é a queixa em geral. Tipo, se tu tem insônia, se trata a insônia, como módulo. Inclusive existem livros que deixam claro até a média de consultas necessárias e o que deve haver no programa da terapia. Saca? Eu acho foda isso, apesar de que quando eu clinicava, raramente eu precisava ficar mais de 6 meses com um paciente. Mas uma coisa é seguir módulos, outra é de fato estabelecer uma relação terapêutica e a partir do que ela for mostrando, os dois (paciente e terapeuta) determinam os objetivos, a temática de cada sessão e coisas do tipo.
 
 
Essa é a parte foda e "difícil de explicar". A primeira resposta é a mais complicada. Psicanálise, seja lá de qual for o autor, ela não é científica. Mas calma, isso não é o fim do mundo. Existe uma dinâmica a qual é coerente metodologicamente até certo ponto, mas científica ela não é. Ela trabalha relações subjetivas através de representações e postulados que tem validade DENTRO DA TEORIA, que quando trabalhados com o sujeito, seguindo uma porrada de identificações (que vão ter nomes diferentes pra cada teoria), se constrói um campo terapêutico, que em geral, é simbólico, mas se nossa fala/escrita e mesmo pensamento é simbólico, dá pra entender o porque que trabalhar simbolismo gera efeitos positivos sob o sujeito né?
Dai tá a gigantesca cisão na psicologia. Não sou bom nessa área, mas fiz minhas escolhas né. A psicologia comportamental é científica (vulgo, tudo que a gente trabalha tem respaldo em teoria E foi testado por via experimental E pode ser replicado). Essa é a parte que gera uma merda infernal na psicologia. Quando a gente trabalha clínica, no mundo inteiro, tem esse direcionamento pra psicologia comportamental (e dentro dela, as duas principais escolas, o behaviorismo radical e o cognitivismo). Psicanálise só é encontrada em grades curriculares de psicologia em 2 países do mundo: Brasil e Argentina, salvo engano, é essa a informação que tenho.
Abordagens humanísticas caminham pro mesmo lado, não são científicas, mas tem uma base que é científica (a da gestalt teoria), mas nesse campo eu sei menos ainda. Gestalt em geral é aplicada em áreas como publicidade e marketing. Mas quanto a terapia, ela novamente não é científica MAS guarda de uma coesão interna.
Na minha opinião, o mundo inteiro tem um motivo pra ir pro lado da biologia. A força que a ciência traz e principalmente o poder de ilustração/demonstração que um estudo experimental traz é MUITO contundente. Por mais que acredite que a clínica de outras teorias nunca vá morrer (bem, não dá pra mentir que boa parte das pessoas tem problemas de forte caráter simbólico), a tendência é que a psicologia clínica acabe ficando muito pro lado com comprovação científica. Em muitos países, psicologia clínica é sinônimo de psicologia comportamental. Nos estados unidos e na áfrica do sul é mais ou menos assim já.
E "o que funciona" no fim das contas é sempre o que se estabelece na terapia. É imprevisível demais. Mas acredito que seja exatamente por esse motivo que é tão foda achar um terapeuta bom. A formação em psicologia é ridiculamente fraca no Brasil. Dá pra formar não sabendo porra nenhuma, grande parte da minha turma, e vamos falar da minha área teórica: de todos os meus 12~14 colegas de clínica, eu consigo dizer que no máximo 4 deles conseguiam lidar com a imprevisibilidade de uma queixa. Quase todos os outros não fariam nem ideia de como estruturar uma hipótese. E isso porque to falando dos psicólogos comportamentais com que me formei (as outras abordagens acredito que seja pior ainda, simplesmente por demandar de bem mais estudo inicialmente).
 
 
submitted by Lake_Mungo to cormaya [link] [comments]